A missão de conciliar estudos e trabalho durante a pandemia

Por Matheus Carvalho

A pandemia por Covid-19 definitivamente abalou as estruturas mundiais. As relações humanas sofreram perdas, outras se formaram e algumas precisaram ser reinventadas. O estudante universitário atualmente precisa lidar com o home office, a faculdade, família e muito mais. De fato não é uma tarefa fácil, porém tem aqueles que conseguem driblar as adversidades. O Vida de Estagiário traz a história de Rafael Perdigão. 

Morador do Maracanã, Rafael Perdigão Mantuano é aluno do sétimo período do curso de jornalismo da FACHA. De segunda a sexta, concilia as aulas com o estágio em assessoria de comunicação no Centro de Pesquisas de Energia Elétrica – Cepel. A oportunidade surgiu por meio de uma conhecida que trabalhava na empresa que avisou sobre a abertura do processo seletivo. 

Rafael ingressou na empresa em janeiro de 2020, pouco antes da pandemia. Diariamente após sair da extinta FACHA Méier, seguia até a Ilha do Fundão, onde se baseia uma das unidades do Cepel. No local, visitava laboratórios, participava de palestras e eventos, conversava pessoalmente com diretores de departamentos em busca de apurar informações. 

Poucos meses depois a crise por Covid-19 foi instaurada e a solução como na maioria das corporações foi instaurar o home office. O estagiário contou como reagiu à nova realidade: 

A mudança repentina do presencial para o home office foi uma surpresa. No início, a adaptação foi um pouco complicada, pois o dia a dia do próprio Cepel mudou muito. Felizmente e rapidamente, a empresa se adaptou à nova realidade e consegui executar meu trabalho da melhor forma possível.” 

Atualmente trabalhando quatro horas por dia de forma integral em casa, Mantuano afirmou que o novo modelo de trabalho tem seus prós e contras: 

“Quando eu estava trabalhando presencialmente, a apuração era mais efetiva. Hoje em dia, é tudo online, mas a apuração é feita da mesma maneira. Eu preferia apurar pessoalmente, pois considero uma experiência enriquecedora. Por outro lado, o tempo que se perdia no trajeto não existe mais. Além disso, passo mais tempo com minha família.” 

Fora da jornada dupla como estudante-estagiário, Rafael tem como hobbies ler, ver filmes, assistir esportes na televisão, fazer exercícios em casa e assistir lives. Antes do isolamento social, praticava esportes e frequentava eventos culturais. Por fim, para conhecer melhor Rafael Perdigão, o Vida de Estagiário acompanhou um dia inteiro da sua rotina: 

Ficha Técnica

Reportagem: Matheus Carvalho
Edição de Vídeo: Carina D’Alverga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s