12 de Maio: Dia Mundial da Enfermagem

Foto de Capa: 15950594/Pixabay

Por Nathália Junqueira

Dia 12 de maio, mundialmente, o dia da enfermagem, marca o começo da semana do auxiliar da saúde, busca promover o reconhecimento dos esforços dos contribuidores da saúde por meio de campanhas temáticas e é comemorado desde 1940. 

Atualmente, no estado do Rio de Janeiro, essa área da saúde conta com 321.020 profissionais, divididos entre auxiliares, enfermeiras, obstetrizes e técnicos. 

Mas por quê 12 de maio? Justamente por ser aniversário da fundadora da enfermagem moderna, Florence Nightingale.  

Reconhecida até hoje por seus esforços na posição de enfermeira-chefe do exército britânico durante a guerra da Criméia, a “Dama da lâmpada”, assim chamada por seus pacientes, trabalhou pela reforma do sistema militar de saúde e fundou a primeira escola de enfermagem no Hospital St. Thomas, em Londres. 

Já no Brasil, a representante da enfermagem é Ana Néri. Além de seu memorável trabalho voluntário em diversos hospitais militares durante a guerra do Paraguai, Ana Néri inspirou e ainda inspira jovens a seguir pela área da saúde, isso porque a primeira escola de enfermagem no território nacional recebe seu nome. 

Assim como Ana Néri e Florence Nightingale influenciam na formação de jovens até hoje, diversos profissionais também mantêm vivo esse amor por cuidar. Foi o que aconteceu com Taiz Loureiro, entrevistada do Em Todo Lugar para a matéria. 

“A enfermagem me escolheu. Desde muito nova eu tinha o desejo de atuar na área da saúde, mas tinha dificuldade em saber qual caminho seguir. Até que eu fiz um curso de Primeiros Socorros, ministrado por um enfermeiro e fiquei encantada”.  

Taiz é estudante de enfermagem e funcionária do FACHAHUB. Ela começou a estudar durante a pandemia e conta que a pandemia de COVID-19 complicou seu aprendizado justamente por dificultar o contato com o professor e a prática. 

Pensando nisso, a ABEn  [Associação Brasileira de Enfermagem] e o Cofen [Conselho Federal de Enfermagem] trouxeram como temas para a 34ª edição da Semana de Enfermagem: “A pandemia e as lições aprendidas pela enfermagem” e “Enfermagem, uma voz para liderar – Investimento na enfermagem em respeito aos seus direitos para garantir a saúde global”, respectivamente. 

Os direitos e deveres do profissional podem ser encontrados no site do Cofen e permeiam: exercício de seu cargo, aprimoramento técnico e profissional e proteção legal pelo COREN [Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro]. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s