Max Verstappen controla corrida e vence o Grande Prêmio Inaugural de Miami 

Foto de Capa: Twitter F1/Reprodução

Por Raphael Matheus

Em Miami, Max Verstappen conquistou a 23ª vitória (igualando a marca de Nelson Piquet e Nico Rosberg) e o 63º podium de sua carreira, tornando-se o décimo piloto com maior número de podiums na história do esporte. Começando na terceira colocação, o atual campeão mundial largou de forma agressiva e ultrapassou Carlos Sainz (Ferrari) logo na primeira curva do circuito. Na volta 9, o holandês aplicou bela manobra em Charles Leclerc, líder do campeonato mundial de pilotos, para assumir a primeira colocação na prova e administrou confortavelmente a liderança pelo restante da corrida.  

Apesar de mais uma vitória da equipe da Red Bull Racing, a Ferrari manteve a liderança do campeonato mundial de construtores com 157 pontos e sai satisfeita do fim de semana em Miami. Charles Leclerc foi o segundo colocado da prova e manteve a liderança no campeonato mundial de pilotos (o monegasco tem uma vantagem de 19 pontos para o segundo colocado Max Verstappen), enquanto seu companheiro Carlos Sainz conseguiu segurar a pressão colocada por Sergio Pérez nas últimas voltas e terminou a corrida na terceira posição. O piloto espanhol estava sob pressão para conquistar pontos devido aos dois abandonos de prova consecutivos nos Grandes Prêmios da Austrália e Imola. Com o bom resultado nos Estados Unidos e a próxima etapa acontecendo na Espanha, a equipe italiana espera seu piloto motivado e aliviado para vencer a corrida no seu país.  

George Russell, Valtteri Bottas e Lewis Hamilton apresentaram mais um bom capítulo dessa rivalidade entre os pilotos. George Russell (Mercedes) largou na 12ª posição, fez boa corrida de recuperação e terminou na quinta posição. O britânico é o único piloto que finalizou todas as etapas da temporada entre os cinco primeiros colocados. Seu companheiro de equipe Lewis Hamilton terminou na sexta colocação. Boa recuperação do hepta campeão mundial após decepcionante 13º lugar em Imola. Valtteri Bottas finalizou em sétimo lugar e concluiu outra excelente performance para a Alfa Romeo. O finlandês estava na quinta posição, porém um erro na volta 49 custou duas posições, as quais foram ocupadas por ambos os carros da Mercedes.  

Esteban Ocon largou na última posição do grid de largada, conquistou doze posições e finalizou a corrida em oitavo lugar. O piloto francês ocupa a nona posição no campeonato mundial de pilotos com 24 pontos e é responsável por todos os pontos conquistados pela Alpine Renault na temporada. Seu companheiro de equipe Fernando Alonso recebeu uma punição de cinco segundos após a conclusão da corrida, o que lhe custou duas posições, caindo de nono para décimo primeiro lugar, além de dois pontos para sua equipe. 

Após boas performances na Austrália e Imola, Alex Albon teve mais um excelente resultado ao terminar a prova na nona posição e conquistar dois pontos importantes para a Williams. O canadense Lance Stroll (Aston Martin) fechou a zona de pontuação da corrida na décima colocação. 

Destaques negativos    

Resultados ruins para McLaren, AlphaTauri e Haas Ferrari.  

Com o acidente de Lando Norris na volta 41 e Daniel Riccardo terminando a prova no 13º lugar, a McLaren obteve mais um frustrante resultado e deixou Miami sem pontos conquistados. A equipe encontra-se na quarta posição no mundial de construtores com apenas 46 pontos, bem distante da Mercedes em terceiro lugar com 95. A equipe inglesa precisa urgentemente de bons resultados para conquistar seu objetivo de terminar na terceira posição no campeonato de construtores. Para isso, grande pressão é colocada sob o piloto Daniel Riccardo. O australiano não pontuou em quatro das cinco etapas disputadas até então no calendário e precisa melhorar seu rendimento.  

Pela primeira vez na temporada, nenhum dos pilotos da AlphaTauri finalizou a prova entre as dez primeiras colocações. Yuki Tsunoda terminou em 12º lugar, enquanto Pierre Gasly não concluiu a prova após colisão com Lando Norris (McLaren). Os companheiros de equipe seguem para a Espanha com o objetivo de recuperar o bom ritmo que começaram no campeonato.  

Mick Schumacher encontrava-se na nona posição na corrida e vinha para conquistar seus primeiros pontos na temporada, porém uma colisão com o carro da Aston Martin na volta 54 o fez terminar a prova no 15º lugar. O acidente ocorreu com Sebastian Vettel e foi responsável pelo abandono de prova do piloto alemão. Seu companheiro de equipe Kevin Magnussen terminou no 16º lugar, concluindo um péssimo fim de semana para a Haas Ferrari.  

Classificação final da prova. Créditos: Twitter F1 / Reprodução

Classificação do Campeonato Mundial de Pilotos  

Pilotos  Pontos  
Charles Leclerc  104 
Max Verstappen  85 
Sergio Pérez  66 
George Russell 59 
Carlos Sainz  53 
Lewis Hamilton  36 
Lando Norris  35 
Valtteri Bottas  30 
Esteban Ocon  24 
Kevin Magnussen  15 

Classificação do Campeonato Mundial de Construtores  

Equipes  Pontos  
Ferrari  157 
Red Bull Racing  151 
Mercedes-AMG   95 
McLaren  46 
Alfa Romeo Ferrari  31 
Alpine Renault 26 
AlphaTauri  16 
Haas Ferrari  15 
Aston Martin  
Williams Mercedes  

Um comentário sobre “Max Verstappen controla corrida e vence o Grande Prêmio Inaugural de Miami 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s