Milwaukee Bucks boicota jogo 5 e NBA adia os jogos da quarta-feira (26) e quinta (27) dos playoffs

Time não entra em quadra em protesto a negro baleado por policiais no Estado onde está localizada a franquia 

Por Rafael Cruz e Fernanda Dias

Quadra vazia após boicote na NBA (Foto: Kevin C. Cox)

Jogadores do Milwaukee Bucks se recusaram a entrar em quadra para o jogo 5 dos playoffs da NBA, nesta quarta-feira (26). O protesto deu-se pela truculência contra Jacob Blake, homem negro baleado pelas costas, em mais um caso de violência policial, no último domingo (23), no estado de Wisconsin, nos Estados Unidos. A franquia estava a uma vitória das semifinais da conferência leste. 

O Orlando Magic, adversário do Milwaukee, estava no aquecimento quando ficou sabendo do boicote, aderiram ao movimento e deixaram a quadra. Logo depois, a NBA decidiu adiar as partidas desta quarta-feira. Além de Magic e Bucks, estava programado também, Houston Rockets x Oklahoma City Thunder e Los Angeles Lakers contra Portland Trail Blazers. Os jogos da quinta-feira (27) também foram adiados, Raptors e Celtics ameaçavam não entrar na quadra antes da decisão do Bucks. 

Em nota, “A NBA e a Associação Nacional de Jogadores de Basquetebol anunciam hoje que, em razão da decisão do Milwaukee Bucks de não ir a quadra para o jogo 5 contra o Orlando Magic, os três jogos de hoje – Bucks x Magic, Houston Rockets x Oklahoma City Thunder e Los Angeles Lakers x Portalan Trail Blazers – foram adiados. O jogo 5 dessas séries serão remarcados.”, o que gerou irritação entre os jogadores: “boicote, não adiamento”, reagiu LeBron James. 

Os protestos na NBA começaram em maio, em virtude da morte, do também negro, George Floyd. Na ocasião, alguns jogadores foram às ruas protestar, casos de Westbrook, Lillard e Antetokounmpo, e outros ameaçaram não entrar na bolha (isolamento feito na Flórida para os jogos da NBA durante a pandemia), caso de Kyrie Irving, do Brooklyn Nets. 

Já na Flórida, os jogos têm sido marcados por manifestações de jogadores e árbitros contra o racismo: eles cantam o hino de joelhos e vestem uma camisa com a frase Black Lives Matter, em português, Vidas Negras Importam. A frase também está presente no ginásio do complexo esportivo da Disney, onde acontecem todos os jogos dos playoffs da NBA. 

Jogadores em protesto antes do início de jogo da NBA (Foto: Divulgação/Sky Sports)

Agora, a Liga corre o risco de ser paralisada, novamente, após quatro meses sem jogos por causa da pandemia da Covid-19. Alguns jogadores já manifestaram o desejo de sair da bolha, caso de Jaylen  Brown, do Celtics, que, em sua conta no Twitter, afirmou que quer ir protestar. Lebron James, um dos jogadores mais influentes atuantes, pede por um maior engajamento dos donos das franquias. 

Uma reunião entre todos os jogadores da NBA foi realizada, na noite da quarta-feira (26), para decidir o futuro da Liga. Nomes como LeBron James e Chris Paul, assim como a maioria dos jogadores, já tinham demonstrado apoio ao Bucks. Além do Milwaukee, Los Angeles Lakers e Los Angeles Clippers votaram a favor do boicote da temporada, enquanto os outros times votaram pela sua continuidade. Assim, a competição segue, mas ainda sem data para o retorno dos jogos. 

Um comentário sobre “Milwaukee Bucks boicota jogo 5 e NBA adia os jogos da quarta-feira (26) e quinta (27) dos playoffs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s