Os benefícios de uma redação fazem falta na vida dos estagiários durante a pandemia

Por Mariana Braga

Há seis meses o trabalhador brasileiro vive uma nova realidade com o home office e parte da população empregada não possui estrutura para a categoria. Para muitos é como se a carga horária tivesse aumentado e o rendimento é baixo com a falta de disposição para tal. Por esta razão tem se tornado comum ver a população falando sobre o trabalho remoto ser cansativo e trazer ansiedade. 

O Centro de Inovação da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP) realizou uma pesquisa com cerca de 500 atuando em home office. Para 56% dos entrevistados, levar a vida profissional para dentro de casa não foi fácil. Além do aumento do nível de estresse causado pelo emprego, também houve dificuldade para conciliar os afazeres pessoais e profissionais. 

Se para quem trabalha está ruim, imagina para quem também estuda. Victor Yemba, estudante de jornalismo da FACHA, é estagiário da Tupi FM há quase um ano e faltando um semestre para se formar precisou lidar com a nova realidade. Ele dividiu conosco um pouco de sua rotina durante a pandemia. 

Responsável por tarefas de produção, redação e às vezes repórter, segundo Victor ficar na redação é mais vantajoso. Para o estagiário de jornalismo, ter um local adequado para sentar e se organizar em casa é essencial para fazer um bom trabalho, e por lhe faltar esse ambiente seus afazeres se tornam cansativos. No vídeo do Vida de Estagiário é possível identificar os aspectos levantados pelo estudante.  

Apesar dos problemas, Victor sabe que o home office é necessário e ainda ressaltou tudo o que a Tupi FM fez em prol do bem estar de seus funcionários. A rádio higienizou todas as salas da redação e adotou um sistema de escalas para garantir a segurança de todos com menos idas à empresa. E para finalizar, disponibilizou testes de COVID-19 para os funcionários que apresentaram qualquer sintoma, inclusive o próprio estagiário usufruiu dos testes. Mas o resultado foi negativo. 

Confira um pouco mais da entrevista de Victor Yemba, aluno da FACHA, e veja mais sobre sua rotina na Tupi FM. 

FICHA TÉCNICA

Reportagem: Mariana Braga

Edição: Mariana Braga e Lira Machado

Editores Júnior: Bárbara Scarpa e Lira Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s