Giro em todo lugar CS:GO – O Plano

Foto de capa: Divulgação/Twitter MIBR 

Por Gabriel Orphão 

Ainda sem um contrato assinado com alguma organização, o “O Plano” é uma das principais apostas de grande parte dos torcedores brasileiros como o próximo time de nosso país que pode vencer um campeonato mundial, feito realizado pela Luminosity Gaming e pela SK Gaming em 2016.  

Os atletas 

Atualmente, a lineup do O Plano é composta por sua grande maioria sendo a ex-escalação da equipe do MIBR: Vito “kNg” Giuseppe, Alencar “trk” Rossato, Vinicius “V$M” Moreira, Lucas “Lucas1” Teles, Leonardo “Leo_drk” Oliveira e o treinador Raphael “Cogu” Camargo. Além disso, os atletas receberam o reforço de Henrique “Hen1” Teles, irmão gêmeo de Lucas1, que estava atuando na equipe da FURIA, e foi eleito o 16º melhor jogador do mundo em 2020. 

Lineup da equipe, ainda sem organização, apelidada de O Plano, composta por atletas ex-MIBR e ex-FURIA – Foto: Reprodução/Twitter Kngvito 

Conflitos com sua ex-equipe 

A saída dos cinco atletas e do ex-treinador do MIBR foi bastante conturbada. Em janeiro de 2021, os ex-integrantes da equipe comunicaram que estavam de saída. V$M, Leo_drk, Lucas1 e Cogu foram contratados em outubro de 2020, com contrato até o final do mesmo ano. kNg e trk já eram integrantes da equipe, e decidiram continuar na organização mesmo após as saídas dos ex-bicampeões mundiais FalleN, fer e TACO. 

Após a chegada dos atletas ao Made In Brazil, a equipe enfrentou alguns dos melhores times do mundo (como Astralis, Liquid, FURIA, G2 Fnatic e diversas outras). Diferente das antigas lineups do MIBR, a equipe comandada por kNg e Cogu obteve ótimos desempenhos, resgatando o orgulho de muitos torcedores em torcer por uma das tags mais importantes da história do cenário do Counter-Strike, algo que não acontecia no MIBR a muito tempo. 

Porém, no dia 5 de janeiro, Lucas1, Leo_drk, V$M e Cogu postaram em suas redes sociais que a renovação de contrato com o MIBR não havia sido concretizada, e com isso eles estariam deixando a organização. Alguns dias depois, trk e kNg – que ainda possuíam contrato com a equipe – pediram para serem movidos para o banco de reservas, pois gostariam de continuar jogando com os outros atletas. 

Segundo apurou o jornalista Roque Marques, do GE.Globo, a negociação não foi concluída devido a questões salariais. Cogu receberia um salário de cerca de US$10 mil (aproximadamente 55 mil reais nos dias atuais), que aumentaria com metas. Porém, Cogu colocou como condição a também contratação de Leo_drk, Lucas1 e V$M. 

O MIBR fez uma proposta aos atletas, que acabou não sendo aprovada. Lucas1 chegou a afirmar, em seu perfil no Twitter, que a organização não oferecia ajuda no custo para moradia e alimentação aos jogadores e ao treinador. A equipe ficaria sediada em Los Angeles (Califórnia, EUA). 

Lucas1 critica as atitudes da diretoria do MIBR

Diante de todo esse cenário, Yuri “Fly” Uchiyama, CEO da GamersClub e que lidera as negociações do MIBR via IGC (Immortals Gaming Club, os donos da organização), entrou na livestream do ex-jogador de CS 1.6 e principal streamer do Brasil, Alexandre “gAuLeS” Borba, para comentar sobre o assunto. Junto de Fly e Gaules, Cogu também entrou na ligação, e o debate começou com confrontações diretas do treinador para o diretor da organização: “Se você for homem, você fala. A sensação que eu tenho é que vocês já estavam fechados com a próxima line, vocês não queriam renovar com a gente. O Tomi (Tomi Kovanen, um dos executivos da IGC) não queria fechar com a gente”. Fly rebateu, disse que nada havia sido fechado com outro elenco. 

Gaules, que havia criticado a diretoria do MIBR algumas vezes, não se furtou de disparar contra a cúpula da organização: “O que está errado desde o primeiro dia do MIBR são as pessoas que estão por trás e que estão lá sossegadas. Enquanto isso não mudar, e espero que seja o Fly que mude isso, coisas como essa vão continuar acontecendo”, disse o streamer. 

Um reforço de peso 

No dia 8 de janeiro de 2021, o perfil oficial da FURIA anunciou a ida de seu awper Henrique “HEN1” Teles ao banco de reservas da organização. O atleta, que havia sido eleito 16º melhor jogador de CS:GO no mundo em 2020, desejava voltar a jogar ao lado de seu irmão, Lucas1. Os gêmeos jogaram juntos por 8 anos, e se separaram apenas em 2019, quando Lucas foi convidado a entrar no MIBR, e alguns meses depois, Henrique foi convidado a se juntar à equipe da FURIA, na vaga de Rinaldo “ableJ” Moda, que estava se aposentando. Antes de se juntarem novamente, Lucas1 ainda jogou pela equipe da Imperial, ao lado do bicampeão mundial Lincoln “fnx” Lau, e depois retornou ao MIBR para jogar ao lado de kNg e cia. 

Perfil oficial da FURIA anuncia a saída de Henrique Teles

André Akkari, um dos sócios da FURIA, comentou sobre os motivos da saída de HEN1 da organização: “O Henrique sempre falou que jogar com o irmão era um dos grandes objetivos de vida dele. Justo? Claro. Como podemos cobrar do cara que é top 16 do mundo de um esporte, que tem um irmão top mundial também, que eles não queiram comemorar títulos juntos?” 

Treinos ao vivo e a busca por uma organização 

ENVY, Flamengo, Loud, G3X, BOOM, Ibuypower, Corinthians, Luminosity Gaming e SK Gaming foram apenas algumas das diversas organizações que foram especuladas como a possível nova casa para o “O Plano”. Porém, até o momento desta matéria, nada foi concretizado. 

O Flamengo eSports foi, por muito tempo, cotado como o principal destino da equipe comandada por kNg e Cogu. Porém, a organização acabou não fechando com os jogadores, o que desanimou grande parte dos torcedores. 

Enquanto não acertam com nenhuma organização, e não possuem nenhuma competição oficial para disputar, os 7 integrantes da equipe optaram por fazer transmissões de alguns de seus treinamentos com outras equipes brasileiras, com o intuito de se aproximarem ainda mais de sua grande base de torcedores. 

Vito “kNg” anuncia a livestream do treinamento da equipe do O Plano contra o Santos e-Sports

Mesmo com valores maiores do que o esperado por muitas organizações, a lineup tem um grande futuro pela frente, e pode ter um gigantesco custo-benefício para as equipes. Os próximos passos dos jogadores serão apenas de aguardar o andamento das negociações, aumentar ainda mais o seu número de torcedores e continuar treinando para se manter em alto nível, assim como foi feito no último trimestre de 2020. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s