FACHA Lives fala sobre branding e sua importância para marcas

Foto: Reprodução

Por Maria Carolina Fernandes 

live desta quarta-feira (02/06) contou com a presença de Rafael Malhado, publicitário, mestrando em Tecnologias da Comunicação e Cultura pela Uerj, e o mediador Bruno Garcia, professor e coordenador do curso MBA de Branding + Consumo, curso de pós graduação da Facha. A conversa foi sobre Branding , Vantagem Competitiva e seus aspectos. 

No primeiro momento da live, o professor Bruno Garcia falou um pouco sobre o alcance, o grande nível de reconhecimento que têm as marcas. Na sua observação, que acredita ser uma visão mais moderna de branding, sobre o que é marca, pensa ela como um hub de links que conecta a um nível de ideias e de conceitos. Ele fez uma observação de que a marca é notadamente mais forte, se ela tem um maior alcance, quando aumenta seu nível de conhecimento. Explicando que é forte principalmente por esses links que ela é capaz de gerar, concluindo todo esse pensamento inicial que falar da estrutura da marca, é dizer todos esses pontos, por isso o título da live. Fazendo assim entendermos o que faz uma marca forte, ser forte. 

Num segundo momento, o convidado Rafael Malhado, explicou um pouco o que é branding, que é  uma estratégia de gestão da marca que visa torná-la mais reconhecida pelo seu público e presente no mercado. Sendo assim, podemos pensar em algumas etapas como relacionamento, engajamento, comunicação, mencionando que todas essas partes citadas do marketing  fazem parte da marca.  

Os dois convidados da Facha para realizar essa live, trouxeram um ponto muito interessante que é se as marcas têm a necessidade de precisar estar em todos os canais, plataformas e espaço de mídia para que ela faça sentido e ganhe mais força. Mostrando que às vezes ter uma estratégia mais simples de marketing , pode ter um resultado melhor e mais efetivo, principalmente para as empresas de pequeno porte. 

Um pouco mais para o meio da conversa o professor Rafael Malhado, falou um pouco sobre o objetivo da live que é formar pessoas que tenham o senso crítico para entender que perspectivas levam ao branding, para onde que ele leva, se o objetivo é falar da maneira de gerar uma marca, e cita também que não é necessário seguir esses modelos globais para sua empresa ou até sua marca pessoal de influencer, por exemplo, para ter sucesso.  

Nos minutos finais da live, eles voltaram a falar um pouco sobre o gerenciamento de marcas, citaram também os pequenos fabricantes de alguma coisa, que conseguem uma certa visibilidade, criam uma relevância para sua marca dentro do contexto que  está, usando um canal que hoje é o mainstreaming, mas usa de uma maneira criativa e alternativa. Eles trouxeram uma pergunta que foi levantada durante a live, feita pelo Malhada, como provocação “ Que competitividade é essa que a gente quer gerar quando a gente pensa em trabalhar uma marca?”. Eles encerraram o bate-papo com esse questionamento e fizeram a proposta de trazer uma segunda parte da live para continuar esse assunto sobre branding.  

Confira a transmissão aqui:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s