Cabelos grisalhos

Liberte-se e assuma suas madeixas

Por Ludmila Barros  

Para uns, sinônimo de modernidade, para outros, desleixo. O fato é que os cabelos grisalhos sempre geraram discussão. Vale lembrar que a sociedade em que vivemos tende a valorizar homens de madeixas brancas e grisalhas, tornando-os um símbolo de maturidade, charme e experiência. Por outro lado, as mulheres que assumem o cabelo cinza tendem a sofrer com as pressões estéticas e com o imaginário coletivo que não as permite envelhecer. Essas questões refletem ideias machistas que se perpetuaram por séculos, em que o corpo feminino tinha como principal finalidade a reprodução, além da objetificação sexual. O cabelo grisalho era e ainda é constantemente associado à falta de cuidados e a chegada da idade. 

Por muitos anos, a busca das mulheres pela juventude foi representada por procedimentos estéticos, cirurgias plásticas, tinturas de cabelo e cremes milagrosos que prometiam um rejuvenescimento quase que instantâneo. Não há nada de errado em buscar tais tratamentos, pelo contrário. Somos donas dos nossos corpos e somos livres para fazer intervenções que nos deixem bem, felizes e em paz com a nossa imagem. O importante é que nós possamos exercer nossas próprias escolhas de forma consciente sem os padrões de beleza que a sociedade patriarcal impõe.  

São vários os motivos que têm levado as mulheres a assumirem os cabelos grisalhos, que vão desde o ativismo e fatores genéticos, a falta de tempo e recurso financeiro para ir ao salão de beleza. A pandemia provocada pela Covid-19 fez com que muitas pessoas deixassem de frequentar esses espaços dedicados à beleza. Mulheres de todas as idades têm abraçado os seus fios grisalhos, enquanto que outras vêm apostando no tom cinza, totalmente platinado. Assim como todos os tipos de cabelos, as madeixas grisalhas e cinzas exigem cuidado e manutenção. O recomendado é buscar a orientação de um profissional colorista para auxiliar e tirar todas as dúvidas relacionadas a essa cor que é puro estilo.  

Nas redes sociais, páginas que incentivam a autoaceitação e o empoderamento feminino fazem sucesso na Internet. No Instagram, a conta @grombre reúne mulheres que celebram os seus cabelos grisalhos. A influenciadora digital brasileira Joanna Moura, mais conhecida como Jojo, defende a cabeleira com muito orgulho e incentiva mulheres a postar suas fotos com os fios naturais com a hashtag #grisalhonãoédesleixo.  

Foto: Reprodução Instagram/@grombre 
Foto: Reprodução Instagram/ @mourajo 

Quem lembra da inesquecível Miranda Priestly, personagem da atriz Meryl Streep no filme O Diabo Veste Prada, de 2006? A executiva e toda poderosa da moda fez sucesso ao exibir seus looks fashionistas e o cabelo branco platinado junto com um corte de cabelo perfeito no seu tipo de rosto, realçando ainda mais o conjunto da obra. De acordo com integrantes do filme, o estúdio responsável pelas filmagens ofereceu resistência quanto à ideia de deixar a personagem principal com as madeixas brancas, grisalhas, devido ao preconceito com a cor. A decisão final de manter os brancos foi de Meryl Streep.  

Foto: Reprodução / Fox 2000 Pictures / Dune Entertainment

Envelhecer é o ciclo natural da vida, e os cabelos grisalhos evidenciam a passagem do tempo. Orgulhe-se da sua jornada. Sinta-se livre e poderosa com os fios cinza! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s