Com show da dupla Neymar e Raphinha, Brasil vence Uruguai e fica muito próximo da Copa do Mundo 2022  

Foto de capa: Lucas Figueiredo/CBF

Por Lucas Furtado Isaias  

Depois de dois jogos com atuações abaixo do esperado, o Brasil superou as expectativas e venceu o Uruguai, de maneira soberana. Placar de 4 a 1 com uma noite inspirada de Neymar e Raphinha, que balançaram as redes e ajudaram, em diversos lances, a equipe de Tite a dominar o jogo. O Uruguai teve uma atuação decisiva do goleiro Muslera para o placar não ser ainda maior e, com o resultado, caiu para a quinta posição na classificação, que leva à repescagem mundial. O Brasil, com a vitória, está cada vez mais próximo de conquistar a vaga para a Copa do Mundo sendo primeiro lugar isolado com 31 pontos, seis a mais que a Argentina, segunda colocada.  

A seleção brasileira já começou o jogo de maneira elétrica, com Neymar chutando fora da grande área para o gol, chute que foi defendido por Muslera, aos dois minutos de partida. E o dia era dele: sete minutos mais tarde, recebeu a bola de Fred no peito, ajeitou, deu um drible no goleiro uruguaio e marcou para o time brasileiro. E, aos 17min, o camisa 10 recebeu a bola de Lucas Paquetá, mas foi tocada por Godín e depois espalmada por Muslera. Só que outro jogador, no momento, brilhou: Raphinha, que não desperdiçou e ampliou o placar para delírio do público presente na Arena da Amazônia.  

A dupla teve uma atuação importante e decisiva para o jogo, mas outro personagem também teve: Muslera. O goleiro do Galatasaray foi fundamental e defendeu vários lances, incluindo uma bola de Neymar que teve participação de Raphinha aos 38min. Um minuto depois, o jogador do Leeds United ainda tentou fazer o seu segundo gol, mas Muslera defendeu. Antes, o craque do PSG, aos 31min, deu um chapéu em Suaréz e, aos 27, Paquetá deu uma caneta em Nández. O domínio do Brasil no jogo era nítido, e o Uruguai teve dificuldades para criar ataques para o gol. O mais ameaçador à defesa brasileira foi aos 34min com Bentacur fazendo uma finalização, e a bola batendo na trave.  

O segundo tempo começou com o Uruguai tentando reverter a desvantagem com Oscar Tábarez fazendo três substituições. Aos 3min, Valverde chutou na área intermediária, e Ederson defendeu. Em seguida, Gabriel Jesus arriscou para o gol, e Muslera espalmou para fora. Dois minutos depois, a mesma situação se repetiu com o jogador do Manchester City recebendo passe de Neymar, e o goleiro uruguaio impedindo o gol brasileiro. Só que, aos 12min, Gabriel Jesus passou para o camisa 10, que entregou a bola ajeitada para Raphinha de canhota ampliar o marcador e cristalizar uma estreia de gala como titular da Seleção.  

O Uruguai teve dificuldades no jogo, mas Suárez e Cavani continuaram tendo importância para o time e fizeram os lances mais importantes da equipe na etapa. Aos 10min, Cavani recebeu passe de Valverde, finalizou e balançou as redes, mas o gol foi anulado por ele estar em posição irregular. Aos 30min, Piquerez sofreu falta de Antony, e Suárez cobrou sem dar chances para o goleiro do Palmeiras defender, fazendo o gol de honra para os uruguaios.  

Aos 37min, Neymar deu passe de cabeça para Gabriel, e o craque do Flamengo não deu chances para Muslera e balançou as redes, mas a arbitragem marcou impedimento por considerar que ele estava em condição irregular. Contudo o VAR acionou o árbitro e, ao desenhar a linha, apontou que ele estava em condição legal, e o juiz validou o gol do Brasil para êxtase da torcida presente no local. Um 4 a 1 no dia em que o Brasil conseguiu deixar as melhores impressões e ficar muito próximo de ir para o Catar.  

Lucas Veríssimo em lance no jogo contra o Uruguai – Foto: Lucas Figueiredo/CBF 

Ficha técnica  

Brasil: Ederson, Emerson, Lucas Veríssimo, Tiago Silva; e Alex Sandro; Fabinho (Douglas Luiz), Fred (Edenílson) e Lucas Paquetá (Antony); Raphinha (Everton Ribeiro), Gabriel Jesus (Gabriel) e Neymar. Técnico: Tite. 

Uruguai: Muslera, Nández (Cácerez), Coates, Godín e Viña (Piquerez); Valverde, Bentacur (Gorriarán), Vecino (Facundo Torres) e De La Cruz (Torreira); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Oscar Tábarez.  

Arbitragem: Árbitro – Fernando Rapallin (Argentina), Assistentes – Juan Bellati e Diego Bonfa (Argentina), Quarto Árbitro – Facundo Tello (Argentina) e VAR – Mauro Vigliano (Argentina). 

Gols: Neymar (Brasil – 1°T/9min), Raphinha (Brasil – 1°T/17min e 2°T/12min), Suárez (Uruguai – 2°T/31min) e Gabriel (Brasil – 2°T/37min). 

Cartão amarelo: Fabinho (Brasil); Valverde, Cavani e Coates (Uruguai). 

Público: 12.528 presentes  

Renda: R$2.943.725,00  

Outros resultados da 12ª rodada  

Bolívia 4 X 0 Paraguai  

Colômbia 0 X 0 Equador  

Argentina 1 X 0 Peru  

Chile 3 X 0 Venezuela  

Classificação  

°  País P J V E D GP GC SG 
1 Brasil  31 11 10 1 0 26 4 22 
2 Argentina  25 11 7 4 0 19 6 13 
3 Equador 17 12 5 2 5 20 13 7 
4 Colômbia  16 12 3 7 2 16 16 0 
5 Uruguai  16 12 4 4 4 14 17 -3 
6 Chile 13 12 3 4 5 14 14 0 
7 Bolívia 12 12 3 3 6 17 25 -8 
8 Paraguai  12 12 2 6 4 9 17 -8 
9 Peru 11 12 3 2 7 10 19 -9 
10 Venezuela  7 12 2 1 9 8 22 -14 

P – Pontos, J – Jogos, V – Vitórias, E – Empates, D – Derrotas, GP – Gols Pró, GC – Gols Contra e SG – Saldo de Gols  

Próxima rodada – 13ª  

11 de novembro  

Brasil X Colômbia  

Uruguai X Argentina 

Peru X Bolívia 

Equador X Venezuela  

Paraguai X Chile  

Nota: os jogos estão com horários a serem definidos. Brasil X Colômbia será realizado na Neo Química Arena, em São Paulo.   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s