Em despedida de Formiga da Seleção, Brasil goleia Índia no Torneio Internacional de Futebol Feminino 2021 

Foto de capa: Thais Magalhães/CBF

Por Lucas Furtado Isaias 

Em um jogo marcado pela despedida de Formiga, uma das maiores jogadoras da história do futebol brasileiro, a Seleção goleou a Índia por 6 a 1 na primeira partida do Torneio Internacional de Futebol Feminino. A craque brasileira jogou os últimos minutos da partida, sendo ovacionada pela torcida presente na Arena da Amazônia. O Brasil chegou a sofrer o empate da equipe indiana, mas o time comandado por Pia Sundhage reagiu e aplicou uma goleada, assumindo a liderança do torneio amistoso pelos critérios de desempate. O Chile venceu a Venezuela por 1 a 0 com gol de Yanara e está em segundo lugar na classificação.  

Homenagens à jogadora foram feitas antes e depois da partida. Durante o dia do jogo, o perfil da Seleção Feminina no Twitter e vários seguidores trocaram as fotos de capa na rede social pela foto da craque. O perfil da equipe também postou as homenagens à jogadora por parte de diversas personalidades. Antes do confronto, ela recebeu uma placa comemorativa pelos 26 anos atuando pela Seleção e, depois dos 90 minutos, mais homenagem da Seleção com um abraço emocionado de sua mãe, Celeste, que pela primeira vez foi ao estádio ver sua filha jogar. Além disso, um buquê de flores das mãos da rainha Marta. A atuação apenas nos minutos finais foi alvo de críticas à técnica, que defendeu a entrada no fim afirmando que precisava pensar no futuro da Seleção.  

A Seleção começou dominante e, já com menos de um minuto, Debinha recebeu um chutão, passou pela marcação com tranquilidade, a goleira Chauhan defendeu, mas a atacante pegou o rebote para abrir o marcador aos 50 segundos. Quatro minutos depois, a atacante deu passe para Giovana, que quase fez o segundo, porém a bola foi para fora. Ao mesmo tempo em que o Brasil ameaçava, a Índia, aos 7min, conseguiu, em seu primeiro ataque de perigo, empatar a partida com Manisha, que, livre na área, finalizou de maneira fulminante e deixou tudo igual. 

Após o empate, a Seleção fechou mais a marcação e tentou reverter o prejuízo, mas teve dificuldades para finalizar. Aos 18min, após passe de Ary, Duda cabeceou para o gol, porém bateu na trave. Com o passar do tempo, o Brasil começou a melhorar e a ameaçar mais o gol indiano depois de muitas cobranças para fora ou interceptadas pelas adversárias. Aos 32min, Duda cobrou escanteio, e Daiane cabeceou para o gol, contudo Chauhan defendeu. Quatro minutos depois, aos 36, com passe de Ary, Giovana conseguiu o gol de desempate do Brasil.   

As brasileiras dominaram a segunda etapa inteira, sem dar chances para a Índia. Aos seis minutos, Debinha pegou a bola na intermediária e deu passe para Ary, que ampliou o placar. Dois minutos depois, Bruninha passou para Geyse, que enviou para Kerolin fazer um belíssimo gol de cobertura. Com 30min de jogo, Geyse recebeu passe de Ana Vitória e não deu chances para Chauhan defender. Dois minutos depois, Formiga entrou em campo e, mesmo atuando por apenas 17 minutos, defendeu a amarelinha de maneira bastante participativa. Aos 35min, ela recebeu passe e chutou a gol, Chauhan defendeu, e Ary pegou o rebote para fazer o sexto gol do Brasil. Aos 47min, Formiga tentou fazer o seu gol, mas a goleira indiana defendeu. No minuto seguinte, ela tentou mais uma vez, mas a bola foi para fora.  

Após a partida, muitas homenagens a Formiga, com um corredor formado por jogadoras e membros das comissões técnicas das duas seleções homenageando a jogadora, que cumprimentou todas. Recebeu também um quadro com uma camisa em homenagem à craque. Marta participou da despedida entregando o buquê de flores. Em seguida, ocorreram discursos emocionados da rainha do futebol e da craque do São Paulo, que também é uma rainha no futebol por tudo que construiu ao longo de 26 anos, jogando com quase todas as gerações da Seleção. Foram sete Copas do Mundo, sete Olímpiadas, com medalha de prata em Beijing 2008 e ouro no Pan-Americano Rio 2007. Uma craque que será sempre exaltada e homenageada por tudo que fez no futebol feminino em uma trajetória de alto nível, para sempre aplaudida de pé por todos os amantes do futebol e do esporte.  

Ficha técnica 

Brasil: Letícia; Antônia (Bruninha), Tainara, Daiane (Lauren) e Katrine; Duda, Angelina (Júlia Bianchi), Ary Borges e Kerolin (Ana Vitória); Giovana (Geyse) e Debinha (Formiga). Técnica: Pia Sundhage. 

Índia: Chauhan; Sweety Devi, Ashalata Devi, Sanju Yadav (Shilky Devi) e Chhibber; Kathresan, Dangmei Grace (Panna) e Kamala Devi (Renu); Manisha Kalyan (Mariyammal Balamurugan), Tamang e Pyari Xaxa. Técnico: Thomas Dennerby. 

Gols: Debinha (Brasil – 50seg/1°T), Manisha Kalyan (Índia – 7min/1°T), Giovanna (Brasil – 36min/1°T), Ary Borges (Brasil – 6min e 35min/2°T), Kerolin (Brasil – 8min/2°T) e Geyse (Brasil – 30min/2°T). 

Público e renda: 3.194 presentes – R$231.840,00  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s