Irreconhecível, Amanda Nunes luta mal e perde para Julianna Peña

Foto de capa: Getty Images.

Por Lucas Santos

Senhoras e senhores, testemunhamos uma das maiores zebras da história do MMA na noite deste sábado em Las Vegas. Na luta co-principal do UFC 269, Julianna Peña chocou o mundo ao estrangular a dominante Amanda Nunes e conquistar o cinturão peso galo feminino.  

O desenho da luta foi bem diferente do que se imaginava pois Julianna sempre fez um jogo de imposição física baseado no wrestling e no jiu-jitsu, mas nesta noite a vitória foi construída em pé. No primeiro choque que tiveram, Peña arregalou os olhos como se tivesse visto um fantasma, algo normal e decorrente do poder de fogo da brasileira, que dominou o primeiro assalto. Mas ao invés de se perder com medo de ser nocauteada, ela confiou na técnica e persistiu na estratégia. Estabeleceu a distância, mantendo Amanda afastada. Os golpes começaram a entrar limpos no segundo round e várias combinações foram se acumulando. 

Com Amanda abalada, não havia mais sistema de defesa e o fim veio na sequência. Assim que a oportunidade apareceu, a venezuelana foi para a queda e logo atacou o pescoço. Sem oferecer resistência e visivelmente cansada, Amanda desistiu do combate e entregou o cinturão à oponente. O presidente do Ultimate Dana White garantiu que elas farão a revanche imediata na coletiva de imprensa. 

Cody Garbrandt estreia mal no peso mosca e é nocauteado por Kai Kara-France  

Kai Kara-France golpeia Cody Garbrandt. Crédito: cloudfront.

Vindo em má fase, Cody Garbrandt decidiu migrar para a divisão de baixo, na tentativa de um renascimento de carreira. Mas os planos não deram certo. O ex-campeão dos galos foi recepcionado pelo sexto ranqueado Kai Kara-France, que o nocauteou com pouco mais de três minutos de luta.  

Ambos se movimentaram bastante, mas no primeiro golpe em cheio do neozelandês, o americano caiu de costas no tablado e entrou em modo de sobrevivência. Kara-France não perdoou e foi atrás da vitória, conectando mais golpes até a interrupção do árbitro central. Em entrevista, ele pediu uma chance pelo cinturão, que será disputado entre Brandon Moreno e Deiveson Figueiredo em janeiro.  

Sean O’Malley entrega outra performance espetacular com nocaute sobre Raulian Paiva 

Sean O’Malley comemora sua vitória. Crédito: Divulgação/Super Lutas.

O “Sugar Show” segue em frente. O queridinho Sean O` Malley continua impressionando o público com suas atuações, e no UFC 269 não foi diferente. A vítima da vez foi o brasileiro Raulian Paiva, que lutou bem mas sucumbiu perante uma saraivada de golpes fulminantes do americano no final do primeiro assalto. 

Sean deve agora ingressar no Top 15 da divisão, mas disse em entrevista que se quiserem que ele lute com os grandes nomes, precisam pagá-lo devidamente. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s