No último jogo em casa antes da Copa, Brasil anima a torcida e goleia o Chile 

Foto de Capa: Lucas Figueiredo/CBF

Por Lucas Furtado Isaias  

O Brasil brilhou no último jogo em casa com Tite no comando antes da Copa e venceu o Chile por 4 a 0 com direito ao primeiro gol de Vinicius Jr. no time brasileiro. Quase 70 mil pessoas se despediram da seleção apoiando e incentivando os comandados de Tite que fez, também, sua derradeira partida em solo brasileiro à frente da equipe, já que ele anunciou que deixará a equipe após a Copa do Mundo. O time não fez um grande primeiro tempo, contudo, em dois minutos conseguiu abrir 2 a 0. Na segunda etapa tomou um susto com um gol anulado de Vidal, mas em seguida dominou o jogo e ampliou o placar. Com o resultado, o Brasil manteve sua invencibilidade nesta edição das Eliminatórias com 13 vitórias e 3 empates.  

No primeiro minuto de jogo, Antony chutou para o gol e Bravo defendeu. Aos 22 min, Neymar cobrou escanteio, Vini Jr. deu passe para Thiago Silva fazer um belo cabeceio, entretanto o goleiro chileno defendeu. O Brasil ameaçava mais o gol, mas o Chile impedia a criação de lances perigosos. Já os visitantes, poucas chances tiveram de ameaçar a defesa brasileira. Com 30 minutos, Isla deu um belo passe para Vargas, entretanto acabou chutando para o chão e respingando para fora da área. O grande destaque do Chile foi Bravo, que defendeu várias finalizações brasileiras no período.  

Aos 40 min, Neymar foi derrubado por Isla e foi marcado pênalti para o Brasil. O atacante abriu o placar, três minutos depois, sem dar chances para Bravo. Com 45 minutos de jogo, Antony deu um passe sob medida para Vini Jr. que chutou entre as pernas do goleiro chileno para desencantar e ampliar o marcador. O gol do craque do Real Madrid deixou a torcida brasileira em festa e o jogador foi ao banco dar um abraço em Tite pelas oportunidades dadas no time.

Vini Jr. comemorando o seu primeiro gol no Brasil (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Na segunda etapa, o Chile deu um susto, com 1 minuto de jogo, Montecinos cruzou para Vidal diminuir o placar, mas a jogada foi checada pelo VAR. Após minutos de revisão, foi detectado que a bola bateu no braço de Montecinos e o impedimento foi marcado. Aos 23 min, Bravo acabou derrubando Antony e a arbitragem marcou pênalti para a seleção brasileira e, três minutos depois, Phellipe Coutinho marcou o terceiro. O lance acabou gerando um desfalque para o jogo com a Bolívia, Vini Jr., por reclamação, levou cartão amarelo e está suspenso. Aos 17 min, o Brasil tinha perdido Neymar que fez uma falta e recebeu o amarelo.  

A equipe comandada por Tite seguiu com o domínio total do jogo, a torcida comemorava o resultado e empurrou o time. Com 45 min, Bruno Guimarães deu passe para Richarlison, que transformou o resultado em goleada e fez os 69.368 torcedores presentes entrarem em êxtase chegando a entoar a “ola” no fim do jogo na grande festa de despedida da seleção antes da Copa. 

Após o jogo, o público homenageou o narrador Galvão Bueno, que fez sua última transmissão direto do estádio carioca pela TV Globo. Em 24 de março, horas antes da partida, ele anunciou que passará a focar em conteúdo para plataformas digitais e publicidade a partir de 2023 e não deve narrar mais em TV aberta. Galvão se emocionou com a homenagem do público no estádio. O narrador está na emissora desde 1981, com uma interrupção de 10 meses em 1992 quando foi para a Rede OM (hoje CNT), e se transformou em um dos maiores nomes da comunicação brasileira com suas transmissões repletas de emoção e personalidade.  

Ficha Técnica: 

Brasil: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Fred (Fabinho), Casemiro (Bruno Guimarães) e Lucas Paquetá (Phillipe Coutinho); Antony (Richarlison), Neymar e Vini Jr. (Gabriel Martinelli). Técnico: Tite  

Chile: Bravo, Isla, Medel, Paulo Díaz, Roco (Montecinos) e Suazo; Baeza (Ronnie Fernández), Charles Aránguiz (Pavez) e Vidal; Vargas (Meneses) e Alexis Sánchez. Técnico: Martín Lasarte  

Arbitragem: Árbitro – Dario Herrera (Argentina), Assistentes – Gabriel Chade (Argentina) e Facundo Rodriguez (Argentina), Quarto Árbitro – Nicolas Lamolina (Argentina) e VAR – Mauro Vigilano (Argentina)  

Gols: Neymar (Brasil – 1°T/43min), Vini Jr. (Brasil – 1°T/45min), Philippe Coutinho (Brasil – 2°T/26min) e Richarlison (Brasil – 2°T/45min) 

Cartão Amarelo: Lucas Paquetá, Casemiro, Neymar, Vini Jr. (Brasil), Paulo Díaz, Bravo e Medel (Chile)  

Público e Renda: 69.368 presentes/R$ 6.577.230,00 

Outros Resultados da 17ª Rodada  

Uruguai 1 X 0 Peru  

Colômbia 3 X 0 Bolívia 

Paraguai 3 X 1 Equador 

Argentina 3 X 0 Venezuela 

Classificação Geral  

° País P J V E D GP GC SG 
01 Brasil 42 16 13 3 0 36 5 31 
02 Argentina 38 16 11 5 0 26 7 19 
03 Equador 25 17 7 4 6 26 18 8 
04 Uruguai 25 17 7 4 6 20 22 -2 
05 Peru 21 17 6 3 8 17 22 -5 
06 Colômbia 20 17 4 8 5 19 19 0 
07 Chile 19 17 5 4 8 19 24 -5 
08 Paraguai 16 17 3 7 7 12 24 -12 
09 Bolívia 15 17 4 3 10 23 38 -15 
10 Venezuela 10 17 3 1 13 14 33 -19 
P – Pontos, J – Jogos, V – Vitórias, E – Empates, D – Derrotas, GP – Gols Pró-, GC – Gols Contra e SG – Saldo de Gols 

Próxima Rodada – 18ª Rodada  

29 de março às 20h30 (horário de Brasília)  

Nacional do Peru – Peru X Paraguai 

Cachamay – Venezuela X Colômbia 

Hernando Siles – Bolívia X Brasil  

Monumental de Barcelona – Equador X Argentina 

San Carlos de Apoquidino – Chile X Uruguai 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s