Squash: esporte conquista a preferência de jovens 

Foto de Capa: Thiago Lira

Por Yago Souza

Pedro Henrique Rozes, um jovem adulto de 18 anos, morador do Rio de janeiro, começou a praticar pela influência do seu pai, sendo convocado pela seleção brasileira juvenil em um esporte não tanto conhecido: o squash. Ele irá competir na Argentina no campeonato sul-americano juvenil de squash e em Israel no Macabíada mundial, que acontecerão respectivamente em abril e julho desse ano.  

Squash é um esporte de origem inglesa que vem ganhando um destaque grande no mundo das quadras. É jogado em uma quadra com o diâmetro 6,40 m de largura e 9,75 m de comprimento, que possui uma ou até mesmo as quatro paredes de vidro, dependendo do torneio. Os modos de jogo são em solo ou dupla, sendo necessário apenas raquetes e uma bola oca para jogar. A decisão é melhor de três ou cinco games, essa opção é escolhida a partir da organização do evento e vão até 11 pontos. 

Pedro é praticante de squash desde a sua infância e atleta desde 10 anos de idade por causa do seu pai.  Dentre os diversos benefícios que adquiriu com esse esporte, ele citou: a visão periférica aprimorada, um ótimo preparo físico, uma evolução na sua coordenação motora e o desenvolvimento árduo de seu equilíbrio corporal. O jovem atleta está se preparando arduamente para as competições que irá enfrentar neste ano. 

“Eu vou competir na Argentina do dia 25/04 até o dia 30/04, na cidade Mar Del Plata, no torneio sul-americano juvenil de squash, na categoria juvenil sub 19 individual, dupla e equipe, e em Israel do dia 15/07 até o dia 24/07, na cidade Hererzliya, no torneio Macabíada mundial na categoria sub 19 individual e open. Os dois pela seleção brasileira juvenil sub 19.” 

Desde pequeno, Pedro já estava imerso nesse mundo – Foto: Pedro Rozes/Arquivo Pessoal

Atualmente ele treina de segunda a sábado duas horas por dia, tendo domingo para seu descanso, em três clubes: o Rio Squash Clube na Glória, o Monte Sinai na Tijuca e o Paissandu no Leblon. Pedro sonha em um dia ser o número um do Brasil e entrar, pelo menos, no top 100 do mundo. Além disso, gostaria de ganhar os jogos pan-americanos para conseguir mais visibilidade e conseguir um bom patrocínio. Apesar do squash não ser um esporte olímpico, com várias tentativas frustradas, Pedro fala sobre a importância que seria se esse fato acontecesse. 

“Seria uma enorme conquista para o esporte! Eu ficaria muito feliz com isso, pois aumentaria a divulgação do esporte, as pessoas teriam mais interesse por ele e desta maneira o número de praticantes subiria muito, o que fará o esporte se desenvolver e crescer cada vez mais”. 

O squash vem ganhando um espaço notório no mundo, com muitos torneios espalhados por todos os cantos do mundo, e tem um potencial de crescer ainda mais. Já existem diversos clubes e sedes praticando esse esporte. 

2 comentários sobre “Squash: esporte conquista a preferência de jovens 

  1. Parabéns ! Pedro Henrique Rozes, vc. vai voar longe rapaz, já estar competindo em ISRAEL, vc veio com essa vocação que é nato em SQUASH !!! Marilia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s