Charles Oliveira finaliza Justin Gaethje, mas perde cinturão dos leves por não bater peso 

Foto de Capa: Getty Images

Por Lucas Santos

O recado foi dado. O campeão dos pesos leves tem nome: Charles “Do Bronx” Oliveira. Após perder o cinturão por não bater o peso para a disputa, em um evento marcado por problemas com a balança, o brasileiro subiu no octógono no Arizona para defender sua honra contra o nocauteador nato, e lutador da casa, Justin Gaethje, mas precisou apenas de um round para finalizar o americano.  

O duelo foi rápido e violento. Os combatentes se propuseram a se chocar no centro da gaiola. A potência das mãos do americano falou alto, e Charles foi derrubado duas vezes em menos de um minuto. Contudo, o alto nível de jiu-jítsu do brasileiro deixava Justin cauteloso, que se recusava a engajar na luta agarrada e, consequentemente, disparava golpes afobados no vazio. Charles aproveitava os socos telegrafados e trabalhava joelhadas fortes quando o oponente se aproximava, chegando a puxar Gaethje para sua guarda no chão. Com o adversário preocupado com as finalizações, não demorou para que Oliveira encaixasse uma mão direita no queixo do rival, que caiu atordoado e logo foi vítima de um estrangulamento, tendo que bater em desistência. 

Charles finaliza Justin Gaethje – Getty Images

Mas no fim das contas, o cinturão está vago. Charles ficou duzentos gramas acima do limite do peso leve e foi destituído da posição de campeão. Segundo outros lutadores do evento, havia uma balança disponível no hotel dos atletas que foi supostamente descalibrada, o que possivelmente afetou o corte de peso do brasileiro na pesagem oficial. Após o evento, o presidente do Ultimate Dana White disse que Oliveira é “o cara” nos 70 kg, e que sua próxima luta será pelo título: 

 “Ele é o cara. Não bateu o peso, e temos regras para isso, então o título está vago. Sem dúvida, nas mentes dos fãs e da mídia, o Oliveira é o campeão. Mas agora ele é apenas o desafiante número um.” 

Já Charles afirmou pós-luta que bateu o peso, e desafiou um certo irlandês para lutar pelo cinturão: 

“Eu não quero saber quem é, quando ou onde vai ser, mas você falou que eu posso escolher, né. Conor McGregor, você vai vir ou vai correr ? ” 

Entrevista de Charles Oliveira – Reprodução/YouTube 

Michael Chandler aplica nocaute brutal em Tony Ferguson 

Chandler observa Ferguson nocauteado – Getty Images

Eles cumpriram o que prometeram. Michael Chandler e Tony Ferguson foram à guerra e entregaram a melhor luta da noite, que acabou com um nocaute brutal de “Iron Mike”. Com ambos vindos de derrotas consecutivas, vencer não era o suficiente, era preciso impressionar. 

 Assim que o árbitro deu autorização, socos e chutes foram desferidos em um ritmo frenético, para o delírio do público. Chandler não encontrava a distância e acabou derrubado por um bom direto de Ferguson, que mostrava boa forma após performances desapontantes. Acuado, Chandler recorreu à luta agarrada para neutralizar o oponente, que tentava se levantar a todo custo, enquanto evitava os socos de Michael, que ficou por cima até o soar do gongo. 

Assim que o segundo assalto começou, Chandler acertou um chute no queixo de Ferguson, que caiu de rosto na lona, desacordado. Eufórico pela vitória, “Iron Mike” tratou de desafiar Charles Oliveira, Justin Gaethje e passou uma mensagem especial para o notório irlandês: 

“Conor McGregor, você precisa voltar e enfrentar alguém. Sou o peso leve mais excitante do planeta! Mas vamos aumentar as apostas, te quero no seu melhor, então vamos nos encontrar nos 77 Kg, ainda esse ano. Me chame! Vejo vocês no topo.” 

Entrevista de Michael Chandler – Reprodução/YouTube 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s