Mariana Correia, destaque na escalada, conquistou ouro nos jogos Sul-Americanos da Juventude 

Arte da Capa: Marcelo Cinelli  

Por: Yago Souza  

Mariana Hanggi Correia, 15 anos, atleta de escalada, conquistou medalha de ouro nos jogos Sul-Americanos da Juventude, em Rosário, na Argentina.  

Legenda: a atleta com sua medalha/ foto: William Lucas  

Ela descobriu o esporte na infância, na academia em que sua mãe treina, que possui um ginásio de escalada. Aos 6 anos, começou a treinar com frequência, e logo depois foram surgindo algumas competições infantis, o que a motivou no esporte. 

Seu primeiro campeonato importante foi um evento internacional infantil na Austrália, com 7 anos, isso fez com que começasse a treinar com maior seriedade, e criar a paixão por competir.  

Atualmente treina em diversos locais em Curitiba, tentando tirar proveito de todos os espaços que a cidade oferece, pois assim seu treino fica mais diverso e completo. Mariana diz que existem muitos lugares excelentes, como os ginásios UBT e Campo Base. 

Treina 5 vezes por semana, em média 4 horas por dia. Alguns dias com a técnica Ana Paula Gavleta e outros com o técnico Anderson Gouveia, eles se dividem entre a preparação física e técnica da atleta. 

Mariana fala um pouco sobre as lesões no seu esporte, “como todo esporte, alguns incidentes podem acontecer, então é importante fazer exercícios de mobilidade, fortalecimento e aquecimento para evitar se lesionar. Com relação a quedas, na modalidade boulder (as paredes têm em torno de 4 metros de altura. Como são mais baixas, os atletas não usam cordas, a segurança é feita por colchões colocados embaixo) podem acontecer algumas lesões na hora em que você cai da parede, se cair de mal jeito. Mesmo com os riscos nunca aconteceu nenhuma comigo”. 

Legenda: Mariana competindo nos jogos de Rosário/ foto: Carol Coelho  

Os melhores resultados do Campeonato Brasileiro Juvenil, são convocados para competições fora do país e, desde os 11 anos, Mariana faz parte das convocações. Esse ano, a jovem faz 16 anos, o que permite competir em eventos internacionais na categoria principal. Em 2021, ela conquistou a colocação, ficando em 3° lugar no ranking geral brasileiro principal e 1° lugar no ranking geral juvenil. 

A jovem faz parte da seleção brasileira juvenil A (atletas nascidos em 2005 e 2006) e também participa da categoria principal (para nascidos a partir de 2006). Em julho, a atleta tem a Copa do Mundo em Villars, na Suíça e Chamonix na França, pelo fato de fazer parte da seleção brasileira principal. 

Sua referência no esporte é Anderson Gouveia, seu treinador, pois admira a disciplina e o profissionalismo do técnico. Em nível internacional, admira a campeã olímpica de escalada Janja Garnbret, que é uma inspiração tanto tecnicamente, como mentalmente. 

Mariana diz o que acha do esporte e quais são seus atuais sonhos, “eu comecei a escalar muito cedo, então esse esporte se tornou minha vida, é até difícil de medir o meu amor pela escalada. Eu acho que é um esporte lindo, tanto para praticar quanto para assistir. No momento meus sonhos são uma semifinal em um Campeonato Mundial ou Copa do Mundo. Nos próximos é competir por uma vaga nas olimpíadas”. 

A atleta diz que, no momento, uma pessoa jovem consegue viver do esporte. Ela fala que recebe incentivos suficientes para se manter no esporte, mas quer continuar estudando para ter uma outra profissão no futuro, provavelmente ligada ao esporte, como psicologia ligada a atletas. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s