Mudança dos negócios de acordo com os novos tempos

Por Mariana Garcia

O tema “Inovação e Modelos de Negócios” esteve presente no segundo dia de palestras da Facha. Mediado por Flávia Maranho, coordenadora dos cursos de Administração e Marketing da instituição e da Escola de Negócios do Centro Universitário Celso Lisboa, e com o palestrante Glauco Madeira, consultor de modelo de negócios e business design, com mais de 13 anos de experiência, e clientes como Microsoft, Mercedes-Benz, Coca-Cola, Banco de Portugal, Grupo, Casa da Moeda de Portugal, Rock in Rio, etc. Também é sócio e consultor do 401 business design, uma consultoria colaborativa de inovação em Lisboa, formador de design thinking e customer journey, da Lisbon Digital School.

Glauco Madeira e Flávia Maranho abrindo a palestra sobre “Inovação em modelos de negócios” – Foto: Reprodução/YouTube FACHA

Glauco é um dos convidados internacionais e falou diretamente de Lisboa. Começou agradecendo a oportunidade e iniciou a apresentação trazendo a Teoria da Inovação de Klayton Klipper (professor de Harvard), que fala dos três tipos de inovação: de Eficiência, tornar o que já se tem mais eficiente; de Sustentação, como melhorar e ser mais moderno; e de Criação, que é o mais importante para empresa inovar e crescer, ir para novos segmentos de clientes e abrir novos mercados. Segundo Klayton, “o mundo é obcecado pela transformação de eficiência” e dessa fala, Glauco deu o exemplo da Blockbuster que foi sendo esquecida, enquanto a Netflix foi ganhando cada vez mais espaço, ficando claro que as empresas tendem a competir por modelos de negócio ou não vão conseguir sobreviver. 

Para explicar Modelo de Negócio, o convidado usou uma citação de Alexander Osterwalder, que diz: “a lógica de como uma empresa cria, entrega e captura valor”, ou seja, como uma empresa funciona para obter lucros. Para explicar de forma visual, o palestrante apresentou o Business Model Canvas, que é a principal ferramenta para desenhar modelos de negócios. Esta ferramenta, pertencente ao Canvas, permite idealizar esses modelos, dashboard para medir a performance, entender a concorrência, entre outros; e ainda é utilizado nas principais empresas e startups, além de ser ensinado em universidades pelo mundo. 

Glauco Madeira ilustra tabela “The Business Model Canvas” para o público – Foto: Reprodução/YouTube FACHA

É uma ferramenta dividida em nove blocos:  

  • Segmento de clientes – quais consumidores têm e quais são seus problemas;  
  • Proposta de Valor – resposta aos problemas dos consumidores;  
  • Canais – maneira de como entregar as propostas, para comunicar e entregar os produtos; 
  • Relacionamento com os clientes – a longo prazo seria como manter o cliente e fazê-los voltar;  
  • Fonte de receita – como os consumidores pagam, como a empresa ganha dinheiro; 
  • Recursos-chave – coisas que tem que ter na empresa, que são importantes para entregar propostas de valor (podendo ser físico, humano, intelectuais, entre outros); 
  • Atividades-chave – é tudo o que tem que fazer bem para poder entregar a proposta de valor; 
  • Parceiros-chave – quem está de fora negócio, mas é de extrema importância para acontecer;  
  • Estrutura de custo – o que tem que gastar substancialmente para conseguir entregar a proposta de valor para o segmento de cliente. 

Glauco também entra no tema sobre a Covid-19, visto que o mundo está sempre em constante transformação, não só a tecnologia, mas também o comportamento humano. A pandemia veio para acelerar mais essa transformação e surpreender a todos, principalmente as empresas, onde muitas não sabiam como se adaptar e se manter com o início da quarentena. 

Um exemplo dado por Glauco, e que foi muito elogiado no chat por mostrar de maneira fácil e clara, foi o exemplo do restaurante americano Canils. Com o restaurante fechado por causa da pandemia, os donos, junto a seus funcionários, acharam caminhos alternativos para driblar o período com: delivery, take-away no estacionamento, instagram, como principal canal de comunicação, lives, novos boxes de comidas em parceria com produtores locais, entre outras. O resultado foi que, além de conseguir se manter, ainda ajudou a comunidade local, sendo um exemplo de como inovar e atualizar seu modelo de negócio, de acordo com o que acontece no meio, e saber se adaptar. 

O caso do restaurante Canils, nos EUA, ficou conhecido e saiu em jornais locais – Foto: Reprodução/YouTube FACHA

Por fim, o palestrante deixou como dica sempre tentar prever e analisar o que vem pela frente, até mesmo o comportamento das pessoas. Além de ser importante desenhar seu modelo de negócio para o futuro, o que facilita na hora de agir. A palestra teve em seu pico 125 pessoas assistindo e no chat, a todo momento, eram só elogios sobre como Glauco conduziu e abordou bem o assunto, com uma boa explicação, sendo muito clara e fácil; em sua maioria, o público gostou muito do case sobre o restaurante Canils. 

Confira, na íntegra, a live:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s