Napoli-SC supera Botafogo novamente e ergue taça de campeão do Brasileirão Feminino A-2 no Nilton Santos

Por Júlia Nascimento

O Napoli-SC é o grande campeão invicto do Brasileirão Feminino Série A-2! A equipe catarinense derrotou o Botafogo em pleno Nilton Santos no jogo de volta da final pelo mesmo placar da partida de ida: 2 a 1. O título é inédito tanto para o clube, quanto para Santa Catarina. Assim como no primeiro embate da decisão, Pia Sundhage, técnica da Seleção Brasileira Feminina, estava presente na arquibancada para prestigiar as finalistas da competição nacional. Também, como na cidade de Caçador, a arbitragem foi inteira feminina (árbitra e assistentes).

Catarinenses venceram Gloriosas de novo por 2 a 1 e sagraram-se campeãs do A-2 – Foto: Thais Magalhães/CBF

Para as representantes cariocas ficarem com a taça, também jamais conquistada pelo Glorioso ou pelo estado do Rio de Janeiro, elas precisavam vencer por um gol de diferença para levarem a decisão às penalidades ou por uma vantagem a partir de dois gols para serem campeãs de forma direta. Jogando em casa, a confiança em conseguir tais resultados era ainda maior.

No entanto, com apenas 43 segundos de jogo, Soraya arrancou pelo corredor direito e encontrou Aninha livre dentro da área, que chutou de primeira para abrir o placar pelo Napoli-SC e ampliar o agregado.

Aninha marcou para o Napoli-SC com menos de um minuto de jogo – Foto: Thais Magalhães/CBF

O confronto mal havia iniciado, e o Botafogo já precisava modificar sua estratégia, superar o golpe e correr atrás de uma diferença aumentada. Mas não foi o que aconteceu. As Gloriosas se abateram com o gol relâmpago e não se encontraram em campo ao longo de quase todo o primeiro tempo, com muitos erros de passe, principalmente na intermediária ofensiva. E, justamente, onde o Napoli-SC melhor marcava e recuperava a bola.

As catarinenses eram superiores em posse e qualidade no ataque desde o apito inicial. As Gloriosas chegaram a adiantar a marcação e conseguir roubadas de bola e maior permanência no setor ofensivo, mas sem eficiência, deixando a goleira Dida sem trabalhar. A primeira finalização alvinegra na direção do gol foi apenas aos 44 minutos. E, aos 49, cobrança de escanteio do Botafogo pela esquerda e a bola sobrou para Pepê bater firme com estilo dentro da área para empatar a partida e fazer o primeiro dos gols alvinegros necessários.

Volante alvinegra Pepê deixou tudo igual nos acréscimos do primeiro tempo – Foto: Thais Magalhães/CBF

Após o intervalo, as meninas de General Severiano voltaram com outra postura, tanto pelo empate recente, quanto pela necessidade de reverter o resultado ainda adverso dentro de 45 minutos. As mandantes logo tomaram a posse de bola e fizeram maior presença no ataque. O Alvinegro colocou mais atacantes em campo na tentativa de aumentar suas oportunidades. O número final de finalizações evidencia que o time carioca estava tentando, mas não mirando: 7 a 2 em finalizações erradas a favor das donas da casa e 2 a 1 em finalizações certas para as visitantes.

Até que, a partir de mais um erro de passe botafoguense na intermediária, Larissa roubou a bola, arrancou em contra-ataque e fez o passe para Soraya invadir a área e bater na saída da goleira Rubi, já aos 38 minutos. O Botafogo, precisando agora de um milagre, foi para o tudo ou nada. Mas quem se destacou, então, foi a goleira visitante Dida, conseguindo duas grandes defesas já nos últimos instantes. Fim de papo no Nilton Santos: 2 a 1 Napoli-SC (4 a 2 no agregado) e catarinenses campeãs nacionais no A-2.

A equipe de Santa Catarina venceu a competição de forma invicta: com 100% de aproveitamento na fase de grupos, foram nove vitórias e quatro empates. Já a do Rio de Janeiro teve sua melhor campanha no torneio: oito vitórias, dois empates e três derrotas.

A artilharia da edição se manteve com Evelyn, do Bahia, com 11 gols. Em segundo lugar, Malu, do Napoli, com nove gols e autora dos dois que deram a vitória no jogo de ida da final.

O Brasileirão Feminino Série A-1, elite da qual Napoli-SC, Botafogo, Bahia e Real Brasília-DF farão parte na temporada de 2021, tem início previsto para 28 de março, enquanto a final deve ocorrer no dia 26 de setembro. Serão 16 clubes competindo pelo principal título da modalidade. Confira os jogos da primeira rodada:

Botafogo x Bahia

Cruzeiro x Real Brasília

São Paulo x Grêmio

Internacional x Santos

Corinthians x Napoli

Palmeiras x Ferroviária

São José x Avaí-Kindermann

Flamengo x Minas Brasília

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s