Com ausência de principais duplas na 7ª etapa, Guto e Arthur Mariano vencem pela primeira vez no CBVP

Alison/Alvaro, Bruno/Evandro e André/George não puderem participar da última rodada por motivos diferentes e, desta forma, abriu-se espaço para um vencedor inédito no atual Circuito 

Foto de capa: Wander Roberto/Inovafoto/CBV 

Por Armando Edra e Rodrigo Glejzer 

Entre os dias 25 e 28 de fevereiro, aconteceu a sétima etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia (CBVP) masculino. Como as autoridades governamentais ainda não têm uma solução viável para o retorno do público mediante a pandemia de Covid-19, a competição continuou sendo realizada sem ninguém nas arquibancadas, mas com os torcedores podendo interagir via internet. Para os jogadores, o isolamento em Saquarema, município do Rio de Janeiro, foi mantido e todas as partidas foram realizadas nas três quadras do Centro de Desenvolvimento de Vôlei (CDV). As transmissões da competição foram realizadas tanto pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), através do site Vôlei de Praia TV, das fases iniciais até as quartas de final, e pelo SporTV, responsável pela semifinal e final. 

Na quinta-feira (25), foi realizado o primeiro estágio do circuito, o qualifying, quando 24 duplas disputaram oito vagas para a fase de grupos. Classificaram-se Lipe/Anderson Melo (CE/RJ), Romildo/Nélio (DF/BA), Moisés/Gilmário (BA/PB), Mateus Dultra/Gabriel Zuliani (CE/PR), Gustavo Moura/Patrick Colombo (CE/PR), Gabriel Mussi/Lucas Lippi (RJ/RJ), Igor Borges/Ferramenta (RJ/RJ), Léo Gomes/Gabriel Gouveia (RJ/RJ). Uma vaga extra foi dada a Luccas Amorim/Pedro Resende (DF/PB), já que os líderes do Circuito, André e George, testaram positivo para o novo coronavírus e tiveram que desistir desta etapa da competição para ficarem em isolamento por 14 dias ao menos.  

Atualmente em terceiro lugar, a dupla Bruno Schmidt e Evandro também ficou de fora devido a problemas com a Covid-19, pois Bruno teve que ficar cinco dias internado em UTI, no hospital de Vila Velha-ES, devido a complicações da doença. Hoje o campeão olímpico já se encontra em melhores condições e em casa. Coincidentemente a equipe em segundo lugar, Alison e Álvaro, também não participou já que Alison pediu dispensa para que pudesse acompanhar o nascimento da filha Catarina. Os vencedores das eliminatórias teriam que enfrentar as 16 melhores duplas ranqueadas, nacionalmente, sendo elas Guto/Arthur Mariano (RJ/MS), Adrielson/Renato Andrew (PR/PB), Pedro Solberg/Márcio Gaudie (RJ/RJ), Fábio/Saymon (CE/MS), Oscar/Thiago (RJ/SC), Vitor Felipe/Vinícius (PB/ES), Allison Francioni/Matheuszinho (CE/SE), Bernardo Lima/Eduardo Davi (CE/PR), Vinicius Cardozo/Maia (RJ/RJ), Hevaldo/Adelmo (CE/BA), Marcus/Jô (RJ/PB), Felipe Cavazin/Luciano (PR/ES), Fernandão/Rafa (ES/PR), Léo Vieira/Bruno (DF/AM) e Averaldo/Harley (TO/DF). 

A manhã do dia seguinte (26) foi tomada pela fase de grupos, com Fábio/Saymon se destacando ao ficarem na ponta depois de realizarem a melhor campanha: duas vitórias em dois jogos e a melhor PA (coeficiente entre pontos feitos e tomados que serve como parâmetro para desempate). Renato/Adrielson, Oscar/Thiago, Vitor Felipe/Vinícius, Francioni/Matheuszinho e Guto/Arthur repetiram o mesmo desempenho, duas vitórias em dois jogos, mas com um PA menor. Completaram os classificados às oitavas de final:  Léo Vieira/Bruno, Léo Gomes/Gabriel Gouveia, Bernardo Lima/Eduardo Davi, Marcus/Jô, Lipe/Anderson Melo, Averaldo/Harley, Felipe Cavazin/Luciano, Vinicius Cardozo/Maia, Fernandão/Rafa e Hevaldo/Adelmo. À tarde, seguiu-se a próxima fase com a primeira vaga ficando com Renato/Adrielson após baterem Fernandão/Rafa por 2 a 0. Oscar/Thiago, Leo Vieira/Bruno e Guto/Arthur foram os seguintes a garantirem classificação depois de eliminarem, respectivamente, Cavazin/Luciano, Bernardo/Eduardo e Hevaldo e Adelmo. Fecharam os qualificados: Averaldo/Harley, após baterem Léo/Gabriel; Vinicius/Vitor Felipe, derrotando Lipe/Anderson; Maia/Vinicius, vencedores do duelo contra Fábio/Saymon; e Marcos/Jô, despachando Francioni/Matheus. 

O terceiro dia (27) da sétima etapa foi, igualmente, dividido entre quartas de final de manhã e semifinais à tarde. A primeira partida matinal ficou por conta de Renato e Adrielson enfrentando Averaldo e Haley em duelo de gerações. Se a primeira dupla era composta por dois jovens jogadores que, aos poucos, tentam deixar sua marca no circuito, a segunda tem em Harley um dos expoentes do esporte no alto de seus 46 anos e com um título mundial, conquistado em 2008. No entanto, prevaleceu a juventude em cima da experiência já que Renato/Adrielson não deram muitas chances para seus adversários e venceram por 2 a 0 (21/19, 21/14). Depois de quase conseguirem chegar à final na sexta etapa, Oscar e Thiago tinham a pretensão de repetir o feito na sétima, mas não foram capazes de igualarem o jogo com Vinicius e Vitor Felipe, acabando eliminados por 2 a 1 (21/16, 20/22, 13/15). Já Vinicius e Maia conseguiram surpreender na competição ao atingirem, pela primeira vez, as semifinais depois de baterem Marcus e Jô por 2 a 0 (21/17, 22/20). Guto e Arthur fecharam a manhã ao se classificarem para a próxima fase após virarem o jogo contra Léo Vieira e Bruno em um animado 2 a 1 (17/21, 21/17, 15/10).  

Em meio à juventude que dominou a sétima etapa, Harley foi a voz da experiência no alto dos seus 46 anos – Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV 

Sem as três principais duplas competindo, abriu-se espaço para que um novo campeão fosse coroado nesta etapa e, desta forma, entrasse de cabeça na corrida pelo título nacional. Bastante regulares e mais acostumados às fases finais que seus próximos adversários, Renato e Adrielson fizeram um tranquilo primeiro set, 21/10, contra Vinícius e Vitor Felipe, pela primeira vez chegando tão longe no torneio. No entanto, a dupla de estreantes em semis resolveu apertar no segundo set e, por pouco, não assustaram os favoritos. Porém Renato e Adrielson conseguiram se manter frios e fecharam o jogo em 2 a 0 depois de um eletrizante 22 a 20. A outra vaga na decisão ficou com Guto e Arthur Mariano, que também sofreram bastante para derrotarem Vinicius e Maia no tie-break (19/21, 21/18, 15/9).  

Vitor Felipe e Vinícius foram muito bem e conseguiram chegar à sua primeira semifinal no atual CBVP – Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV 

A dupla Vinicius e Maia conquistou a primeira medalha da dupla, da carreira de ambos em etapas de Open, ao vencer Vinícius Freitas e Vítor Felipe (ES/PB) por 2 sets a 0 (21/18 e 21/13). Maia, eleito o craque da partida, se emocionou muito com a conquista. 

“Acho que foi muito importante esta medalha, pois começamos a temporada jogando o qualifying. O Vinícius não tinha pontos no ranking. Nosso objetivo era, até o final do ano passado, ter pontos suficientes para começar direto no torneio principal, e, para este ano, mudamos o foco para alcançarmos uma semifinal. E conseguir subir ao pódio é a coroação do trabalho de um ano inteiro”, celebrou Maia à equipe de reportagem da CBV. 

Guto e Arthur Mariano celebraram a primeira medalha de ouro da dupla – Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV 
 

A dupla campeã da sétima etapa do torneio masculino foi inédita. Guto/Arthur Mariano (RJ/MS) venceram Adrielson/Renato Andrew (PR/PB) por 2 sets a 1 (21/15, 14/21 e 15/13). A conquista veio através de muita superação da equipe que, contando com a final, precisou superar cinco tie-breaks e o calor intenso que fez durante os dias do torneio. Dono de outras quatro medalhas de ouro em eventos Open, Guto foi eleito o melhor jogador da final e destacou o entrosamento com o parceiro.  

“Mais uma vez, o Arthur foi muito importante, me ajudando muito a todo o momento. Esse campeonato foi de superação, a gente tentou não passar para ninguém o que estávamos sentindo e seguimos em frente. Este jogo eu já sabia que seria disputadíssimo, com dois times que se conhecem muito. Agora a gente quer aproveitar e curtir o ouro que demorou um pouco, mas veio”, disse Guto ao SporTV. 

A temporada 2020/2021 continua em março no CDV, em Saquarema. Entre os dias 18 e 21, acontece a oitava etapa feminina, enquanto as duplas masculinas entram em ação de 25 a 28. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s