Corinthians atropela novamente, classifica-se com antecedência, e Avaí Kindermann empata sem gols na Libertadores Feminina 2020

Por Júlia Nascimento e Rafael Cruz 

O Corinthians e o Avaí Kindermann entraram em campo, no Dia Internacional da Mulher, 08 de março, para enfrentarem o Universitário Deportes (PER) e o Santiago Morning (CHI), pela segunda rodada da Libertadores Feminina, na Argentina. Após vencerem sem dificuldade na primeira rodada, os dois tiveram jogos bem diferentes, nesta segunda-feira. Enquanto as paulistas conseguiram outra goleada, desta vez por 8 a 0, e a classificação às quartas de final de forma antecipada, as catarinenses tiveram um jogo difícil e não conseguiram sair do 0 a 0. 

Pré-jogo 

Antes do jogo, as homenagens pelo Dia Internacional da Mulher tomaram conta das redes sociais. O perfil da Conmebol Libertadores Feminina publicou um vídeo com relatos das jogadoras que disputam a competição sobre a dificuldade delas iniciarem a carreira no futebol. Em forma de #, a entidade afirmou que “A Glória é delas”, frase repetida pelas jogadoras durante a entrevista. 

Crédito: Divulgação/Twitter Conmebol Libertadores Feminina 

Os perfis de Corinthians e Avaí também desejaram felicitações para as mulheres. O Corinthians Futebol Feminino repostou uma publicação do perfil oficial do Corinthians, acompanhado da #RespeitaAsMinas, já o Avaí recorreu à história e relembrou que as mulheres ficaram 40 anos, de 1941 a 1983, proibidas de jogar,  por conta do machismo, e repetiu a frase compartilhada pela Conmebol: #agloriaaedelas. As jogadoras da equipe catarinense ainda tiveram tempo para brincar de futmesa antes da partida, em clima descontraído. 

Crédito: Divulgação/ Twitter Corinthians Futebol Feminino 
Crédito: Divulgação/ Twitter Avaí Kindermann 
Crédito: Divulgação/ Twitter Avaí Kindermann 

Campanhas 

Corinthians e Avaí Kindermann estrearam na competição, na última sexta-feira (05), e não economizaram nos gols. Líderes de seus grupos, golearam o El Nacional por 16×0, e o Deportivo Tropico por 8×0, respectivamente.  

Escalações

Crédito: Divulgação/ Twitter Corinthians Futebol Feminino/Twitter Universitario  

Corinthians x Universitário Deportes 

O Corinthians deu mais uma aula de futebol e de goleada na Libertadores Feminina 2020, marcando quatro gols por etapa. Como evidenciado pelo placar elástico, o domínio foi total e constante, do apito inicial ao final. A qualidade e a eficiência apresentadas pelo futebol feminino corintiano são mais que satisfatórias à torcida e aos amantes da modalidade, porém a disparidade em relação às peruanas do Universitário faz parte da realidade deste cenário, principalmente na América do Sul.  

Com apenas 30 segundos de jogo, as meninas do Timão já foram com tudo para o ataque, conseguindo chegar na área adversária. E, logo aos dois minutos, Gabi Zanotti encontrou belo passe da esquerda por cima para Grazi, que se infiltrava na área no meio da última linha de marcação adversária, dominou a bola com estilo e chutou para completar a jogada balançando as redes. A superioridade era total das brasileiras, ficando com a bola, ocupando o campo ofensivo, enquanto o Universitário aparecia recuado, marcando na sua metade e tentando dificultar a boa troca de passes das corintianas do meio para a frente.  

Grazi anotou três vezes na goleada corintiana sobre o Universitário – Foto: Rodrigo Gazzanel/Corinthians Futebol Feminino 

Aos sete, cobrança de falta de longe de Andressinha direto para o gol, mas muito por cima do travessão. Somente quatro minutos depois, após bela triangulação na ponta-esquerda, Tamires cruzou na medida para Gabi Nunes, na pequena área, colocar para dentro e aumentar o placar. Aos 16, boa defesa da goleira peruana López, que foi o destaque da equipe, em chute firme de dentro da área. Antes disso, outras duas oportunidades brasileiras, em um verdadeiro ataque contra defesa. Só com 18 minutos saiu o primeiro chute do Universitário no jogo, mas sem a direção do gol. Na sequência, Gabi Zanotti arriscou de fora da área e levou perigo, com a bola passando rente ao travessão. 

O Corinthians trabalhava, ofensivamente, bastante e bem pelos corredores, explorando cruzamentos e infiltrações. Aos 31 minutos, López apareceu com mais duas boas defesas em sequência, em chute forte da entrada da área e em cabeçada que entraria no ângulo. Pouco depois, finalização de Andressinha da meia-lua e a goleira adversária agarrou novamente. Porém, aos 37, não deu para ela: a partir de mais um cruzamento, agora da esquerda, Grazi apareceu livre na segunda trave, finalizou, a bola bateu na trave, na jogadora de novo e entrou para o terceiro gol corintiano. E, aos 41, em linda jogada coletiva, Katiuscia fez o passe por elevação para a área, Gabi Nunes recebeu sozinha e deixou para Giovanna Crivelari, também livre, finalizar para o fundo do gol pela quarta vez antes mesmo do intervalo. Ainda deu tempo de Andressinha arriscar de longe outra vez, mas ainda sem sucesso.

Crivelari comemorando seu gol, o quarto do Corinthians – Foto: Rodrigo Gazzanel/Corinthians Futebol Feminino 

Na volta dos vestiários, o Universitário ficou com a bola pela primeira vez na partida, inclusive se arriscando ao ataque, o que foi muito raro no primeiro tempo. Contudo as coisas logo voltaram ao normal: com oito minutos, depois de tanto tentar, Andressinha também fez o seu, e em bela cobrança de falta direto, sem desvio. Apenas três minutos depois, cobrança de escanteio da direita e Gabi Nunes deslocou sem marcação na pequena área para testar a bola e anotar o sexto. E o que mais surpreendia era que as corintianas não paravam, queriam o sétimo gol (postura que não mudou até a juíza apitar o fim). Aos 23, Juliete finalizou cruzado perto da pequena área, mas López encaixou. As construções de jogadas de qualidade não acabavam, com bastante troca de passes.  

Aos 33 minutos, Juliete cruzou da esquerda, Adriana cabeceou de frente para o gol, e López salvou mais uma. Entrando nos últimos dez minutos, Pardal cabeceou na segunda trave após bola alçada de longe, mas defesa da goleira peruana novamente. Até que, aos 41, Gabi Portilho driblou a marcadora e cruzou na cabeça de Diany, que colocou a bola para o fundo do gol na anotação do sétimo. E, com 45, mais um cruzamento, desta vez da esquerda, e Tamires encontrou Grazi entrando nas costas da marcação para concluir de cabeça: 8 a 0. A goleira corintiana Tainá já participava do jogo quase do meio-campo, e o técnico Arthur Elias pedia para suas jogadoras tocarem menos e atacarem mais apesar da goleada. Mas fim de papo em Buenos Aires.  

Crédito: Divulgação/Twitter CONMEBOL Libertadores Feminina

Santiago Morning x Avaí Kindermann 

Crédito: Divulgação/ Twitter Avaí Kindermann /Twitter Santiago Morning Feminino 

O primeiro tempo prometia bastante emoção. Logo no segundo minuto de jogo, o Avaí Kindermann teve sua primeira chance, Gaby cobrou falta pela direita de ataque na área, Larissa subiu bem e cabeceou antecipando a goleira, mas a bola foi pra fora. O Santiago Morning respondeu quatro minutos depois: Fran precisou afastar duas finalizações das chilenas, a segunda em cima da linha, após tentativa da artilheira Karen Araya. 

Porém, a partir daí as equipes não tiveram mais nenhuma chance clara. O jogo ficou truncado e a única finalização depois disso foi do Santiago Morning, depois de uma jogada bem construída, iniciada em um lateral pela esquerda e trabalho de pivô da atacante chilena, que rolou para o chute torto de Daniela Pardo. A marcação do Avaí Kindermann foi bem feita, mas ainda assim a equipe chilena conseguiu encontrar espaços, levou perigo e foi gostando do jogo. As brasileiras também chegavam, mas erravam no último terço do campo, e ninguém conseguiu balançar as redes. 

Crédito: Crédito: Divulgação/ Twitter Avaí Kindermann 

O segundo tempo começou ainda mais animado e seguiu assim até o final, com as duas equipes buscando o resultado. O Avaí kindermann finalizou duas vezes, para duas defesas tranquilas de Ryann Torrero, e depois em uma falta cruzada na área, que também terminou nas mãos da goleira. O Morning chegou em chute de longe, também sem muito perigo. 

Aos 12 minutos o Avaí Kindermann conseguiu suas duas melhores chances na partida até então. Lelê apareceu sozinha na defesa chilena, em contra ataque, mas finalizou sem força na saída da goleira, Larissa acompanhava a jogada, alcançou a bola, mas foi desarmada e a bola saiu em escanteio. Na cobrança a bola sobrou dentro da área para as brasileiras, mas a zaga do Santiago salvou em cima da linha. 

As Chilenas responderam em contra-ataque pela direita, que terminou em finalização de peito para fora. O Kindermann chegou mais duas vezes pela esquerda com Larissa, em jogadas parecidas, na primeira ela cortou para a direita e bateu colocado para ponte bonita da goleira Ryann Torrero, e na segunda, finalizou para fora, também após cortar para a direita. A goleira do Morning também salvou um chute da Tuani, de dentro da pequena área. 

A emoção que faltou no primeiro tempo, ficou reservada toda para a segunda etapa. Aos 40 minutos, em bola brasileira mal recuada, a goleira Barbara conseguiu cortar, mas as chilenas ainda tentaram de cobertura, para fora. E, já no apagar das luzes, aos 48 minutos, Lelê quase marcou o gol da vitória das catarinenses, após passe de Caty, mas a goleira do Morning se esticou mais uma vez e defendeu com a ponta dos dedos, para garantir o empate em 0x0. 

Pós Jogo 

Apesar da goleada de 8×0 na primeira rodada, o empate com o Santiago Morning mostrou o equilíbrio de um grupo tido como grupo da morte, que ainda tem o Boca Júniors, com a base da seleção argentina. O Avaí Kindermann enfrentará o Boca na terceira rodada precisando vencer para se classificar para o mata a mata sem depender do resultado de Santiago Morning x Deportivo Tropico. Em caso de empate a classificação ou não pode ser definida pelo saldo de gols. 

Já o Corinthians, com esta goleada e a vitória do América de Cali sobre o El Nacional (5 a 1), garantiu sua classificação às quartas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência. As paulistas vão enfrentar o próprio América de Cali (COL) no último jogo da fase para confirmarem a primeira colocação e aguardarem a definição do grupo do Avaí Kindermann para o conhecimento de seu adversário nas quartas de final. 

As duas equipes brasileiras vão encerrar suas participações na fase de grupos, na próxima quinta-feira (11). Corinthians e América vão se enfrentar às 17h e Avaí Kindermann e Boca Júniors, às 19h30. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s