Max Verstappen vence o GP da Emilia-Romagna, em corrida marcada por chuva e muitos acidentes

Foto de capa: Hasan Bratic/picture alliance via Getty Images

Por Gabriel Orphão 

O segundo Grande Prêmio da temporada 2021 da Fórmula 1 foi de emoção desde antes do começo da corrida, até o seu final. O holandês Max Verstappen, da RBR, fez uma atuação praticamente perfeita e garantiu a vitória na Itália. Lewis Hamilton teve problemas na 32ª volta, mas conseguiu chegar na segunda colocação. O britânico Lando Norris, da McLaren, completou o pódio. 

Problemas antes da largada 

Por causa da pista molhada devido à chuva, Fernando Alonso, bicampeão mundial da F1 e atual piloto principal da Alpine, perdeu o controle do carro e bateu no muro de proteção quando estava se dirigindo ao grid de largada. O Incidente foi de pequenas proporções, e a equipe trocou a asa dianteira do espanhol logo em seguida. 

Perfil oficial da Fórmula 1 mostra o incidente de Fernando Alonso – Crédito: Reprodução/Twitter F1 

Ainda antes da largada, dois grandes problemas com freios trouxeram preocupações para a equipe da Aston Martin: o alemão Sebastian Vettel teve problemas nos freios traseiros e teve que largar do pit lane. Já o canadense Lance Stroll teve um princípio de incêndio no freio traseiro direito de seu carro e preocupou a equipe. Porém, a equipe conseguiu resolver tudo antes do início do GP. 

Na volta de apresentação, mais um problema: Charles Leclerc, da Ferrari, rodou sozinho na curva conhecida como Acqua Minerale e teve que recuperar sua posição antes de chegar ao grid. 

Emoções na primeira volta 

Quando finalmente a largada foi autorizada, Lewis Hamilton, que havia largado na Pole Position, perdeu a posição rapidamente para Max Verstappen, que largou na terceira posição. Tal fato obrigou o britânico a passar por cima da zebra, o que danificou sua asa dianteira. 

Nicholas Latifi, da Williams, escapou em uma curva e, ao retornar para a pista, foi tocado pelo russo Nikita Mazepin, da Haas, se chocando no muro. O safety car fez sua primeira participação na corrida. O piloto canadense foi obrigado a abandonar o circuito. 

Carros de Bottas e Russell logo após a batida que levou a paralisação da corrida
Crédito: Hasan Bratic/picture alliance via Getty Images

Mais erros após a relargada 

O GP teve uma paralisação de pouco mais de 30 minutos e retornou com mais confusões: Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo, rodou sozinho durante a volta de aquecimento, assim como o japonês Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, que também rodou e perdeu posições. Com a bandeira verde decretada, Lando Norris ultrapassou Charles Leclerc e assumiu a segunda posição da corrida. Na volta 38, Sergio Pérez escapou da pista sozinho, e caiu da 4ª para a 14ª colocação. 

Sergio Pérez se complica sozinho e perde 10 posições – Crédito: Reprodução/Twitter F1 

Lewis Hamilton, que havia relargado na 8ª colocação, conseguiu ultrapassar 6 adversários e chegar na segunda posição, onde finalizou a corrida. 

O alemão Sebastian Vettel, que teve problemas nos freios antes do início do GP, teve que abandonar a prova na penúltima volta. Junto da saída de Vettel, a penúltima volta também teve Hamilton fazendo o melhor tempo da corrida, assumindo assim a liderança do campeonato de pilotos por 1 ponto de diferença em relação à Max Verstappen. 

Max Verstappen, Lewis Hamilton e Lando Norris completaram o pódio no GP da Emilia-Romagna Crédito: Hasan Bratic/picture alliance via Getty Images 

A terceira etapa da Fórmula 1 será realizada no dia 02 de maio, no Grande Prêmio de Portimão, no Autódromo do Algarve, em Portugal. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s