Final Inglesa: Chelsea e Manchester City decidem a Uefa Champions League neste sábado

Foto de capa: AFP via Getty Images.

Por Leo Bronstein e Rafael Cruz

O Chelsea e o Manchester City vão fazer a 66° final de Champions League e terceira entre equipes inglesas, neste sábado (29/05), às 16h, no Estádio do Dragão, em Portugal. O City está na final pela primeira vez, enquanto o Chelsea chega pela terceira, tendo erguido a “orelhuda” na temporada 2012. A decisão estava marcada para o Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul, mas precisou ser realocada para a cidade de Porto por conta de restrições pela Covid-19, na Turquia.  

Este será o terceiro confronto entre times ingleses na final. Decisões de Champions entre equipes do mesmo país já tinham acontecido sete vezes, no total. Em 2001 (Real Madrid-ESP 3 x 0 Valencia-ESP); 2003 (Milan-ITA 0 x 0 (4×3 pen), 2008 (Manchester United 1×1 Chelsea (6×5 pen), 2013 (Bayern Munique-ALE 2 x 1 Borussia Dortmund-ALE); 2014 (Real Madrid-ESP 4 x 1 Atlético de Madri-ESP); 2016 (Real Madrid-ESP 1 x 1 (5×3 pen) Atlético de Madri-ESP); e 2019 (Tottenham Hotspur 0-2 Liverpool). 

O UEFA.com investigou e percebeu que as posições finais no campeonato nacional não têm influência nos desfechos finais. Das sete finais entre compatriotas até agora, quatro foram vencidas pela equipe que terminou a temporada mais bem classificada e três pela que terminou mais abaixo. 

Chelsea e City nunca se enfrentaram pela Liga do Campeões. Em competições europeias, disputaram apenas um mata-mata, na temporada 1970/71, pela antiga Recopa Europeia. O Chelsea venceu os dois jogos da semifinal por 1 x 0 e garantiu vaga na final, quando acabou sendo campeão após vencer o Real Madrid na decisão.

No geral, as duas equipes já se enfrentaram 168 vezes com 70 vitórias do Chelsea, 40 empates e 58 vitórias do City. Na temporada 2020/21, os dois times já duelaram três vezes. Pelo Campeonato Inglês, deu City por 3 x 1, em Londres, na 17ª rodada, e 2×1 Chelsea, na casa do rival, pela 35ª rodada, no último dia 8. Na Copa da Inglaterra, pela semifinal, também deu Chelsea (1 x 0). 

Retrospectiva Chelsea

Desde o início do torneio, o Chelsea vem fazendo bons jogos e conseguindo bons resultados na temporada 2020/2021 pela liga dos campeões da Europa. Desde que começou o torneio, em setembro do ano passado, os blues estão apresentando um futebol bem jogado. Na fase de grupos, não houve uma derrota sequer, o que fez com que o Chelsea fosse líder do grupo E, que teve a presença do Sevilla (Espanha), Rennes (França) e Krasnodar (Rússia) como seus adversários. 

Fase de Grupos

Confrontos
Chelsea 0 x 0 Sevilla 
Chelsea 4×0 Krasnodar
Chelsea 3×0 Rennes
Chelsea 2×1 Rennes 
Chelsea 4×0 Sevilla
Chelsea 1×1 Krasnodar
Classificação do Grupo E da Champions League. Crédito: Uefa.com 

Já pelas oitavas de final, contra o Atlético de Madrid, clube forte no torneio continental, o Chelsea também não sofreu derrota nos jogos. O time de Londres esteve em vantagem nos dois compromissos, vitória de 1 a 0 em Bucareste, na Romênia e novamente outro bom resultado por 2 a 0, em Londres. 

Pelas quartas de final, os blues mediram forças com o FC Porto, que surpreendentemente também contou com uma brilhante campanha no torneio. Nada mais e nada menos do que duas vitórias nos dois jogos dessa fase, 2 a 0 e 1 a 0 no mesmo local, o estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla. 

Nas semifinais, um dos jogos mais bem jogados e disputados que o Chelsea esteve, foi contra o maior campeão da Champions, o Real Madrid. Também não houve derrota para o time inglês, com um empate por 1 a 1 no Santiago Bernabéu e 2 a 0 no Stamford Bridge. Com esses resultados, o Chelsea garantiu sua vaga para a decisão no dia 29 de maio. 

“Quando somos novos, sonhamos com estes jogos e pensamos que são como a Lua – estão muito, muito longe de nós. Não tenho problemas em dizer que Bayern e Man. City são a referência da época passada e da atual, respectivamente. Estamos a tentar encurtar a diferença que nos separada deles, e o positivo é que, no futebol, isso pode acontecer em apenas 90 minutos”.

Thomas Tuchel, treinador do Chelsea

“Já defrontámos o Manchester City muitas vezes, mas agora será numa final da Champions League. Vamos entrar em campo com tudo, confiantes nas nossas capacidades. Sabemos que vai ser preciso trabalhar muito para chegar à vitória, mas estamos prontos para isso.”

César Azpilicueta, capitão do Chelsea
Chelsea vence vai à final da Champions. Crédito: ge.globo

Retrospectiva Manchester City 

Jogadores do Manchester City celebram um dos gols contra o PSG.  
Crédito: Anne-Christine POUJOULAT/AFP

O atual campeão inglês, Manchester City, entrou na Champions League desse ano com moral e correspondeu às expectativas, chegando invicto na final, com 11 vitórias e 1 empate. O clube azul de Manchester se classificou em primeiro, em um grupo que tinha Porto (Portugal), Olympiacos (Grécia) e Olympique de Marselha (França). Foram cinco vitórias e um empate na fase de grupos e triunfos em todos os jogos de mata a mata, até aqui. 

Fase de grupos

Confrontos
Manchester City 3×1 Porto
Olympique de Marselha 0x3 Manchester City 
Manchester City 3×0 Olympiacos 
Olympiacos 0x1 Manchester City 
Porto 0x0 Manchester City 
Manchester City 3×0 Olympique de Marselha 
Classificação do Grupo C da Champions League. Crédito: Uefa.com 

Nas fases eliminatórias, o time de Guardiola eliminou o Borussia Mönchengladbach (Alemanha), vencendo os dois jogos por 2×0, nas oitavas de final. Nas quartas e nas semifinais o desafio foi ainda maior, quando o City enfrentou outro Borussia, o Dortmund, também da Alemanha e o Paris Saint-Germain (França), de Neymar. Contra o Dortmund, o time de Manchester venceu os dois jogos por 2×1, e na semifinal, ganhou também os dois jogos, 2×1 na França, e 2×0 na Inglaterra. 

A equipe é a terceira no ranking da UEFA e está próxima de conquistar o ambicioso sonho. Esse ano, o City conseguiu se livrar da ‘maldição das quartas de final’ e chega confiante após passar com facilidade pelo PSG. Forte no ataque sob comando do treinador Pep Guardiola, o time conseguiu atingir um equilíbrio e uma solidez defensiva, sofrendo apenas quatro gols, nos 12 jogos da competição. 

O treinador espanhol encontrou em Rúben Dias e John Stones sua segurança defensiva e surpreendeu no ataque, com um sistema de falso 9, com Riyad Mahrez, Phil Foden, Bernardo Silva, Kevin De Bruyne e até mesmo Ilkay Gündoğan, de forma rotativa mais avançados, e com os artilheiros Sergio Aguero e Gabriel Jesus no banco. Com essa tática o City marcou 25 gols no torneio, média de 2,08 por partida. 

“Lutamos juntos e agora estamos na final da Champions League, e isto soa tão bem. As pessoas pensam que é fácil chegar à final da Champions League. Agora que conseguimos lá chegar, faz sentido o trabalho que o clube desenvolveu nos últimos quatro ou cinco anos. Estes rapazes têm sido consistentes de forma regular e isso é notável”. 

Josep Guardiola, treinador do Manchester CIty

“Sabemos para o que estão preparados agora, e que a final vai ser um desafio mesmo muito exigente. Mas é um só jogo e tudo pode acontecer”. 

Phil Foden, meia do Manchester City

Guardiola foi campeão da Champions League duas vezes pelo Barcelona, em 2009 e 2011 e terá a chance de se tornar o sexto treinador a conquistar o troféu por dois clubes diferentes. Em cinco anos na Inglaterra, o espanhol já conquistou quatro títulos Premier League, 1 FA Cup, 4 Copas da Liga, e duas Supercopas Inglesas. Ele soma dez títulos pelos Citizens e 31 na carreira (14 pelo Barcelona e 7 pelo Bayern de Monique). 

Prováveis escalações  

CHElseaManchester City
MendyÉderson
ChristensenWalker
Thiago SilvaStones
Rüdiger Rúben Dias
AzpilicuetaZinchenko
JorginhoBernardo Silva
KantéFernandinho
Chilwell Gündoğan
Pulišić Mahrez
WernerDe Bruyne
MountPhil Foden

Arbitragem 

O Comitê de Arbitragem da UEFA anunciou que Antônio Miguel Mateu Lahoz será o árbitro da final de UEFA Champions League de 2021. O VAR também está confirmado, como foi e está sendo usado durante toda a competição. 

Público 

A final deste ano vai ter público no estádio. Os ingressos estão sendo vendidos desde segunda-feira (24). Foram liberados 6.000 bilhetes para as torcidas de Chelsea e Manchester City. 

No Brasil a decisão vai ser transmitida pelo Facebook e pelo TNT Sports. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s