Fernando Reis é a esperança de medalha brasileira no Levantamento de Peso

Foto de capa: Rebeca Doin

Por Thalis Nicotte

O levantamento de peso é um dos esportes mais perigosos do programa olímpico, mas também um dos mais emocionantes. Geralmente as disputas são acirradas e os berros, quando o atleta consegue erguer a barra, vão despertar todos os espectadores nas madrugadas olímpicas. 

O formato e as regras 

A prova é disputada sobre um tablado de 4 metros por 4 metros com uma altura máxima de 150 milímetros. Cada atleta tem três chances para levantar a maior carga de peso possível. Entre a primeira e segunda tentativa, o atleta precisa subir, no mínimo, 2 quilos. Já entre a segunda e terceira tentativa, no mínimo, 1 quilo.  

Crédito: Clara Flávio

Arranque 

O competidor deve levantar a barra do solo até acima da cabeça em um movimento só, sem apoiá-la em qualquer parte do corpo. É permitido ao atleta: agachar ou abrir as pernas para efetuar o movimento. Uma vez que a barra foi erguida, deve-se aguardar dois segundos na posição e o sinal sonoro para soltar a barra. 

Arremesso 

Nessa prova, temos duas etapas. Na primeira, o levantador ergue a barra até os ombros, sobre o peito. Depois, ele alinha o corpo e ergue a barra por cima da cabeça. O mesmo só pode soltar a barra após o sinal sonoro do árbitro. 

Categorias 

Homens e mulheres disputam sete categorias. De acordo com o peso dos atletas, eles são enquadrados nas classificações abaixo: 

Masculino 
– até 61 kg 
– até 67 kg 
– até 73 kg 
– até 81 kg 
– até 96 kg 
– até 109 kg 
– acima de 109 kg 
 
Feminino 
– até 49 kg 
– até 55 kg 
– até 59 kg 
– até 64 kg 
– até 76 kg 
– até 87 kg 
– acima de 87 kg 

Crédito: Clara Flávio

Local de Competição 

O Fórum Internacional de Tóquio será a sede do levantamento de peso nos Jogos Olímpicos. A lista completa dos locais de competição você pode acompanhar nesse link, que faz um panorama completo sobre os jogos!  

Calendário 

Crédito: Rebeca Doin
Crédito: Rebeca Doin
Crédito: Rebeca Doin

Favoritos 

Até a publicação dessa matéria, as vagas para os Jogos Olímpicos em todas as categorias ainda não foram preenchidas, mas vamos citar aqueles que certamente não ficarão de fora. 

Brasil 

Fernando Reis é a principal chance de medalha para o Brasil. O atleta acabou de se sagrar tetracampeão pan-americano ao somar 425 kg na categoria +109kg, com 190kg no arranco e 235kg no arremesso. Marco Túlio Gregório ficou em quarto lugar na categoria 96 kg, enquanto Serafim Veli sentiu uma lesão e deixou a competição, mesmo assim, os dois brigam por uma vaga olímpica. 

Fernando é o brasileiro com mais chance de medalhas – Foto: Pedro Ramos/Rede do Esporte

Entre as mulheres, Rosane Santos (55 kg) ficou em quinto lugar geral e Jaqueline Ferreira (87 kg) ficou em sétimo lugar. Ambas estão próximas da vaga em Tóquio. Natasha Rosa (49 kg) conquistou a prata no arranco e ficou a um passo da qualificação para os Jogos, mas a brasileira foi suspensa pela Federação Internacional de Levantamento de Peso, por apresentar um resultado adverso em exame antidoping realizado no dia 31 de março, fora do período de competição. 

Outros favoritos 

Os chineses dominam a modalidade e terão a companhia dos europeus para dividir o favoritismo. No masculino, Li Fabin (61 kg), Chen Lijun (67 kg), Shi Zhiyong (73 kg), Li Dayin (81 kg) e Tian Tiao (96 kg) são os representantes da China que dominam os pódios do levantamento de peso.  

No entanto, Lasha Talakhadze, atleta da Geórgia, é o grande favorito de toda a competição. Provavelmente, ele enfrentará o brasileiro Fernando Reis na disputa do 109 kg. No Rio 2016, Lasha completou um arranco de 215kg e um arremesso de 258kg na categoria peso corporal mais pesado masculino para levar a medalha de ouro com um recorde mundial total de 473kg. 

Lidia Perez já soma três medalhas olímpicas – Foto: Getty Images

Entre as mulheres, o destaque fica para a romena Loredana Toma, que é a grande favorita na modalidade até 64 kg. A chinesa Deng Wei também vai tentar o pódio nessa categoria. No programa até 55 kg, temos a disputa mais acirrada, com três favoritas: Zhang Wanqiong (China), Liao Qiuyun (China) e Hidilyn (Filipinas). A maior medalhista olímpica, no entanto, é Lidia Valentin Perez, da Espanha, que soma três medalhas (Pequim 2008: prata, Londres 2012: ouro, Rio 2016: bronze) e que deve buscar outra em Tóquio 2020. 

Crédito: Thalis Nicotte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s