Com falha bizarra de zagueiro, Seleção Brasileira Olímpica é derrotada pela equipe principal de Cabo Verde por 2 a 1

Foto de capa: Ricardo Nogueira/CBF 

Por Gabriel Orphão 

Na tarde do último sábado (05/06), a Seleção Olímpica enfrentou a equipe principal de Cabo Verde, em um amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A partida foi disputada no Estádio Partizan, em Belgrado, na Sérvia. A equipe comandada por André Jardine, que tem a presença de astros do futebol nacional e internacional como Gerson, do Flamengo, Claudinho, do Red Bull Bragantino, Rodrygo Goes, do Real Madrid, Reinier, do Borussia Dortmund e muitos outros, acabou tendo uma atuação bem abaixo da média e foi derrotada pela equipe do continente africano. 

Pré-jogo 

O Brasil veio a campo com uma formação que havia sido muito especulada nas redes sociais durante a última semana. Os destaques da formação foram a presença do atacante Pedro e do volante Gerson, ambos do Flamengo, além de Antony, atacante do Ajax. Gabriel Martinelli, também do Ajax, poderia ser uma surpresa na escalação definida pelo técnico André Jardine, mas o treinador optou por deixar o atleta no banco de reservas. 

Perfil oficial da Confederação Brasileira de Futebol anuncia a escalação da Seleção Olímpica para o duelo contra Cabo Verde

Já a equipe de Cabo Verde, do treinador, ex-atleta e capitão da própria Seleção Pedro Bubista, veio a campo com força máxima para o duelo: Vozinha; Furtado, Steven Pereira, Roberto Lopes e Stopira; Kenny Rocha, Dylan Tavares, Cuca e Vasco Lopes; Lisandro Semedo e Vagner. 

Primeiro tempo 

O primeiro lance de perigo da partida veio aos seis minutos, quando Claudinho soltou para Antony na ponta direita, ele driblou o zagueiro adversário e cruzou na medida para Gerson, que cabeceou em cima da defesa, dentro da pequena área. Três minutos depois, Bruno Guimarães teve uma chance parecida com a de Gerson, mas também mandou de cabeça para fora. 

O Brasil seguiu pressionando e quase abriu o placar aos 22 minutos, quando Gerson buscou Guilherme Arana na ponta esquerda. O lateral do Atlético Mineiro arriscou um belo chute de fora da área que acabou indo para fora, muito perto da trave defendida pelo goleiro Vozinha. 

Aos 37 minutos, Claudinho cruzou buscando Gabriel Magalhães. O zagueiro do Arsenal (ING) conseguiu tocar para Pedro, que tentou girar para finalizar ao gol. Porém a bola bateu no braço do zagueiro Roberto Lopes, e o árbitro sérvio Novak Simovic assinalou o pênalti a favor do Brasil. Na cobrança, Pedro bateu com força no canto direito do goleiro e abriu o placar a favor da Seleção Olímpica. 

Pedro comemora seu gol contra a seleção de Cabo Verde – Foto: Ricardo Nogueira/CBF 

No último lance da primeira etapa, Dylan Tavares recebeu um passe na ponta esquerda e cruzou rasteiro para Lisandro Semedo, que bateu de primeira e acertou a meta defendida pelo goleiro Cleiton, fazendo com que o primeiro tempo terminasse em um empate entre as duas equipes. 

Segundo Tempo 

Na segunda etapa, o Brasil continuou tentando impor o ritmo da partida. Logo no primeiro minuto, Guilherme Arana cruzou na área, Rodrygo e Pedro se esforçaram, mas não conseguiram marcar o segundo gol do Brasil, que sairia com uma boa vantagem nesses minutos iniciais. 

Aos 16 minutos, o goleiro Vozinha errou na saída de bola, dando um passe para Claudinho, que tentou finalizar de primeira, de fora da área, e quase marcou o que seria seu primeiro gol com a camisa da Seleção Brasileira. 

Claudinho estreou na Seleção Brasileira com a camisa 10 e quase marcou um golaço no começo do segundo tempo – Foto: Reprodução/Twitter Fox Sports Brasil 

Aos 17 minutos, o treinador André Jardine fez as primeiras mudanças da equipe: tirou os atacantes Antony e Rodrygo e colocou Malcom, do Zenit, e Gabriel Martinelli, do Arsenal, fazendo com que o time continuasse pressionando ofensivamente. 

Em sua primeira jogada, Malcom tabelou com Claudinho próximo à região da meia-lua, invadiu a grande área e deu um chute bem forte de perna esquerda, que acertou a rede pelo lado de fora. 

Aos 36 minutos, a Seleção Olímpica fez as suas últimas substituições: saíram Gerson, Claudinho e Pedro para as entradas de Matheus Henrique, meio-campista do Grêmio, Reinier, meio-campista do Borussia Dortmund e Evanilson, atacante do Porto. 

Porém, aos 38 minutos da etapa final, o zagueiro Gabriel Magalhães e o volante Matheus Henrique acabaram se desentendendo na defesa. Com isso, o atacante Willy Semedo roubou a bola, invadiu a grande área e finalizou forte, sem chances para o goleiro Cleiton, decretando a virada da seleção de Cabo Verde. 

Willy Semedo comemora seu gol contra a Seleção Brasileira Olímpica – Foto: Reprodução/TV Globo 

Mesmo com os seis minutos de acréscimos decretados pelo árbitro, o Brasil não conseguiu criar mais jogadas e acabou sendo derrotado pela Seleção principal de Cabo Verde por 2 a 1, em seu penúltimo jogo antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Último confronto antes das Olimpíadas 

A Seleção Olímpica voltará a campo na próxima terça-feira (08/06), no seu último compromisso antes da divulgação da lista final de atletas que farão parte do elenco que jogará as Olimpíadas de Tóquio. Desta vez, o duelo será no Estádio Karadorde, em Novi Sad, na Sérvia, contra a Seleção dona da casa. O duelo está marcado para as 14h, no horário de Brasília. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s