Com promessas de disputas emocionantes, conheça Golfe e Beisebol/Softball, modalidades sem representantes brasileiros

Foto de capa: Rebeca Doin 

Por Matheus Guimarães 

Golfe 

O golfe é conhecido por ser um esporte, tradicionalmente, elitista e estreou nas Olimpíadas de Paris em 1900, permanecendo no programa Olímpico até St. Louis em 1904. Após esse período, sofreu um hiato de 112 anos retornando, apenas, nas Olimpíadas do Rio em 2016. Com o sucesso nos últimos Jogos, esse ano teremos mais uma vez a modalidade, que será toda disputada no Kasumigaseki Country Club. 

Apenas 120 golfistas se classificaram para disputar os Jogos Olímpicos, 60 para a categoria masculina e 60 para a feminina, de acordo com o ranking mundial. Os 15 primeiros estão, automaticamente, garantidos com o limite de quatro golfistas por nação. Já fora do Top-15, o número se limita somente a dois por país. Infelizmente, neste ano não teremos representantes brasileiros, em razão de os nossos melhores golfistas, Adilson da Silva e Luiza Altmann, não possuírem mais chances devido à colocação. 

Golfe Feminino 

A Coreia do Sul e os Estados Unidos são as grandes potências. Somando as sul-coreanas com as americanas, ambas ocupam oito vagas dentro das 15 melhores do mundo. Com isso, garantiram quatro vagas para cada nação, prometendo uma disputa acirrada por medalhas. 

Coreia do Sul é potência no golfe feminino – Foto: Getty Images 

Outro ponto a se destacar é que, entre as oito atletas em questão, três (duas sul-coreanas e uma americana) estiveram na Rio 2016, incluindo a favorita e detentora da medalha de ouro, Inbee Park. As japonesas, atuais donas da casa, apesar de não terem o favoritismo, competirão com duas atletas, Nasa Hataoka e Hinako Shibuno.

Golfe Masculino 

Na modalidade masculina, a supremacia é americana, com 10 atletas dentro do Top-15. Mas, da mesma forma, somente quatro golfistas de cada país podem participar. Um fato curioso é que o atual número 1 do mundo, Dustin Johnson, disse que não participará das Olimpíadas de Tóquio. O americano alegou que possui outros torneios prioritários, que ocorrerão durante os Jogos. Também optou por ficar de fora na Rio 2016, na ocasião afirmando estar receoso quanto ao zika vírus.  

Além disso, a Espanha e a Grã-Bretanha são nações a serem observadas por terem atletas de alto nível. Na modalidade masculina, teremos um novo campeão, tendo em vista que o atual medalhista de ouro olímpico, o britânico Justin Rose, não se classificou. 

Hideki Matsuyama será o representante da casa e esperança japonesa no golfe masculino – Foto: Michael Madrid/USA TODAY Sports

O Japão deve contar apenas com um competidor, o atual vencedor do Masters 2021 e primeiro japonês a consagrar-se campeão do Major masculino, Hideki Matsuyama.

Regras 

O golfe tem 18 buracos e, durante o jogo, os competidores percorrem o campo todo, mas com duração de quatro dias, totalizando 72 buracos. A pontuação é feita da seguinte maneira: o par é o número estimado de tacadas para que um golfista acerte o buraco e ele é calculado de acordo com a distância entre o local de saída e chegada. 

  • Par 3 – de 120m a 230m; 
  • Par 4 – de 231m a 400m; 
  • Par 5 – pode passar dos 500m. 

O placar no esporte é determinado pelo número de tacadas que o atleta deu para concluir o circuito, e vence quem completar com o menor número de tacadas. O golfe é simples, porém exige muita técnica. 

Por fim, separamos alguns termos que você provavelmente escutará ao assistir: 

  • Triple Bogey – São três tacadas acima do par; 
  • Double Bogey – São duas tacadas acima do par; 
  • Bogey – Apenas uma tacada acima do par; 
  • Birdie – Uma tacada abaixo do par; 
  • Eagle – Duas tacadas abaixo do par; 
  • Albatroz ou Double Eagle – Três tacadas abaixo do par.  

Beisebol e Softball 

O beisebol e o softball são outros esportes, tradicionalmente, internacionais em que a delegação brasileira, infelizmente, estará de fora. Devido à popularidade das modalidades no Japão, o Comitê Olímpico Internacional propôs a inclusão temporária do esporte nas Olimpíadas de 2020, e o Comitê Olímpico do Japão aceitou o convite. Esses esportes estão sendo organizados pela Confederação Mundial de Softball e Confederação Mundial de Beisebol. 

Foto: Reprodução

Você, leitor, deve estar se perguntando: qual a diferença entre as modalidades? A principal é que o beisebol é disputado por homens e o softball por mulheres. Além disso, possuem mínimas diferenças nas regras que explicaremos posteriormente. 

No softball, o favoritismo fica com os Estados Unidos inegavelmente, em razão das raízes e da popularidade do esporte na América do Norte. Porém o Japão possui chances por ter uma defesa sólida e um arremesso, extremamente, veloz. 

Já no beisebol, os americanos não são tão vistos como favoritos, porque os principais jogadores que estão na liga de beisebol americano, a MLB, não poderão ser convocados se estiverem ativos em suas respectivas franquias. Desta forma, os donos da casa e a Coreia do Sul se equiparam, e a medalha de ouro pode ficar com qualquer um destes países. 

Por fim, cabe destacar que o softball será disputado no Estádio de Beisebol de Fukushima em Azuma e no Estádio de Beisebol de Yokohama. Já o beisebol será todo disputado no Estádio de Yokohama. 

Regras 

Como já dito anteriormente, as regras entre os esportes são parecidas. As principais diferenças do softball para o beisebol estão no tamanho da bola (maior e com densidade menor), o campo é menor (consequentemente uma distância menor entre a arremessadora e a batedora), a duração da partida é reduzida (sete entradas contra nove do beisebol) e o modo de arremesso é outro (de baixo para cima). 

Para as Olimpíadas, os estádios de Tóquio que receberão os jogos terão que se adequar às dimensões, por apresentarem um formato triangular com um lado arredondado. No softball, o bastão usado pelas competidoras é de alumínio (34 polegadas), já no beisebol, de madeira (42 polegadas). 

Os times são formados por nove ou dez jogadores, e, em relação às entradas, revezam-se na defesa (time que arremessa) e no ataque (time que rebate). Quanto ao posicionamento, o rebatedor fica no home place, e o apanhador fica agachado atrás. Em cada uma das três bases, fica um atleta, e os demais posicionam-se pelo restante do campo. 

A equipe pontua quando acerta o bastão na bola arremessada e corre por todas as partes do campo. A cada três rebatedores eliminados, o jogo inverte, e entra o rebatedor do outro time. O vencedor é aquele com maior número de corridas. 

Em caso de empate, após sete entradas (caso do softball) ou nove (caso do beisebol), o jogo continua com entradas extras até que uma nação marque mais que a outra em um número igual de voltas.  

Crédito: Thalis Nicotte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s