Tradição e história dos Jogos Olímpicos: Tiro passará a ter duplas mistas e equidade de participantes

Foto de capa: Rebeca Doin 

Por Lucas Furtado Isaias 

O tiro é um dos esportes fundadores dos Jogos Olímpicos e presente desde Atenas 1896, com exceções de Saint Louis 1904 e Amsterdã 1928, mas a modalidade inicialmente era realizada apenas com homens. As mulheres só puderam participar das competições na Cidade do México 1968, em provas mistas. Apenas em Los Angeles 1984, as mulheres passaram a ter competições exclusivas, mas em algumas categorias, como skeet e fossa olímpica, as provas com homens e mulheres competindo de maneira misturada seguiu até Barcelona 1992. Um dos esportes símbolos dos Jogos Olímpicos viverá um novo momento: o da igualdade. 320 atletas estarão na disputa sendo 160 homens e 160 mulheres em um dos esforços do COI de promover a equidade.  

As competições mistas voltam, mas agora como um elemento para ajudar na maior representatividade de gênero na modalidade e dar mais visibilidade às mulheres. O esporte, hoje, tem em seu programa, 15 torneios e é disputado em três categorias: carabina, pistola e tiro ao prato. Os eventos:  

MASCULINO
Pistola de Ar 10m
Carabina de Ar 10m
Tiro Rápido 25m
Carabina Três Posições 50m
Fossa Olímpica
Skeet
FEMININO
Pistola de Ar 10m
Carabina de Ar 10m
Pistola 25m
Carabina Três Posições 50m
Fossa Olímpica
Skeet
Equipes
Pistola de Ar 10m
Carabina de Ar 10m
Fossa Olímpica
Tiro esportivo na Rio 2016 com Felipe Wu conquistando ouro.
Foto: Ministério do Esporte – 06/08/2016.

O tiro com pistola e com carabina tem práticas muito parecidas. Na fase inicial, os atletas atiram entre 40 e 120 vezes. Na fase final, com exceção da competição da pistola 25m que pode precisar de mais tiros, os competidores atiram entre 30 e 45 vezes para decidir o vencedor. O objetivo é sempre acertar na parte central do alvo onde vale mais pontos e existem dois sistemas de pontuação: a que varia de 1 a 10 e a que vale por décimos, de 1 a 10.9, esta última é a única usada na fase final das competições.  

Na fossa olímpica são disparados os pratos com o comando de voz do atirador já com a arma empunhada no ombro. O alvo sairá de uma das três máquinas para atirá-los e o competidor não sabe de onde sairá o alvo e terá o tempo que precisar para abatê-lo. São duas chances nas fases classificatórias e apenas uma na final. E conquista as medalhas os que mais quebrarem os alvos. Na Fossa Olímpica por Equipes são lançados dois pratos de maneira simultânea.  

No Skeet, o competidor tem que atirar com sua carabina em pratos que são disparados de duas estações em alta velocidade a uma distância de 57m do competidor. Ganha quem conseguir quebrar mais pratos.  

Brasil em Tóquio  

Felipe Wu, que conquistou a primeira medalha olímpica para o país em 96 anos com uma prata na categoria Pistola de Ar 10m, vai ser o único representante brasileiro na competição. A vaga foi conquistada em 20 de março com o quarto lugar na ISSF World Cup Índia conseguindo subir posições no ranking, o qualificando para vaga. 

Programação 

Nesta edição serão 300 atletas participando do torneio que será realizado no Asaka Shooting Range e haverá disputa de medalhas em quase todos os dias de competição. Apenas no penúltimo dia não teremos atletas subindo no lugar mais alto do pódio.  Confira o calendário completo abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s