Sem tradição no Brasil, hóquei sobre grama une agilidade e velocidade em um só esporte

Foto de capa: Rebeca Doin 

Por Lucas Furtado Isaias 

O hóquei sobre a grama é um esporte que une agilidade e velocidade com times usando o taco para levar a bola na rede. O Brasil nunca teve tradição neste esporte e só participou no masculino de uma Olímpiada, que foi a do Rio 2016, sendo eliminado na primeira fase. O feminino sequer conseguiu a qualificação para entrar como país-sede que seria ter terminado, pelo menos, em sétimo no Pan em 2015 ou ao menos estar em 40° no ranking da Federação Internacional de Hóquei no fim de 2014. 

Em Jogos Pan-Americanos, os homens participaram duas vezes e as mulheres somente uma. Diferente da Argentina que participou de todas as finais do esporte em Pan-Americanos, seja masculina ou feminina. Em Olímpiadas, os argentinos conseguiram uma medalha de ouro no masculino na última edição e no feminino conseguiram medalhas de prata em Sydney 2000 e Londres 2012 e de bronze em Atenas 2004 e Beijing 2008.  

É um esporte milenar que tem origens no Egito há quatro mil anos e variações no Irã e Etiópia, mas que começou ganhar forma nos moldes atuais a partir do século XVIII na Inglaterra. Está no programa olímpico desde Londres 1908, não sendo realizado apenas em Estocolmo 1912 e Paris 1924. Era disputado por homens, passando a ter competições femininas apenas a partir de Moscou 1980. A Federação Internacional de Hóquei sobre a Grama foi criada em 1924 com o propósito de questionar a ausência do esporte na Olímpiada realizada no mesmo ano.  

Em Tóquio 2020

Serão 12 equipes, tanto no masculino quanto no feminino, divididos em dois grupos de seis países que se enfrentam entre si. Os quatro melhores colocados avançam às quartas de final. Nas fases eliminatórias, partidas empatadas levam ao penalty shoot-out para poder decidir o vencedor. Os grupos são formados por:  

Masculino  

GRUPO AGRUPO B
AustráliaBélgica
ArgentinaHolanda
ÍndiaAlemanha
EspanhaGrã-Bretanha
Nova ZelândiaCanadá
JapãoÁfrica do Sul

Feminino  

GRUPO AGRUPO B
HolandaAustrália
AlemanhaArgentina
Grã-BretanhaNova Zelândia
IrlandaEspanha
índiaChina
África do SulJapão

Formato de Disputa

Os jogos têm 4 tempos de 15min, totalizando 1h de jogo e cada equipe tem 11 jogadores que podem ser substituídos a qualquer momento da partida. O objetivo é levar a bola na rede adversária, mas o gol só pode ser feito na área de cobrança do oponente. O jogador não pode usar as pernas e mãos para rebater o lance, a não ser que seja o goleiro. A quadra tem formato de 91.4m X 55m com dois gols. O jogo tem dois árbitros de campo mais um árbitro de vídeo que pode o auxiliar via rádio em lances controversos.  

Rio 2016.Hóquei na grama. Feminino. Holanda x Espanha.  50
Holanda X Espanha no hóquei feminino. Foto: Jonas de Carvalho – 07/08/2016 

Brasil em Tóquio  

O Brasil não conseguiu vagas para participar deste esporte.  

Programação 

As partidas serão realizadas no Oi Hockey Stadium e haverá medalhas nos dois dias finais de competição, respectivamente, na decisão do torneio masculino e feminino. São duas alas e as partidas da fase de grupos serão feitas nas Alas Norte e Sul. A partir das quartas de final, todas as partidas são feitas na Ala Norte. Confira o calendário de programação:  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s