Chuva de medalhas brasileiras no 4° dia dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Foto de capa: Rebeca Doin

Por Matheus Hartmann

A noite de quinta-feira (26/08) e madrugada desta sexta-feira (27/08), pelo horário de Brasília, foi o melhor dia de conquistas para o Brasil até o momento. Foram nove medalhas no total, sendo cinco de ouro, uma de prata e três de bronze. Com isso, o país saltou de décimo para sexto no quadro geral de medalhas.  

ATLETISMO 

O atletismo brasileiro está fazendo história do outro lado do mundo. A começar pelo velocista Yeltsin Jacques, que conquistou o lugar mais alto do pódio dos 5.000 metros classe T11. Ele ficou apenas dois segundos atrás do recorde mundial em uma corrida acirrada e cheia de emoção no Estádio Olímpico de Tóquio. 

Yeltsin Jacques – Foto: Wander Roberto/CPB

Com uma recuperação incrível, Silvânia Costa cravou a marca de cinco metros no salto em distância na classe T11 e levou o ouro, consagrando-se bicampeã paralímpica. A atleta começou a prova queimando os dois primeiros saltos, deixando um clima de apreensão no ar, mas deu a volta por cima e, no terceiro salto, cravou a marca que lhe deu a medalha. 

Silvânia Costa – Foto: Wander Roberto /CPB

Destaque para sua participação nos 400m rasos logo após se consagrar bicampeã no salto em distância. Mas, depois de muito esforço, Silvânia sentiu um problema muscular durante as eliminatórias e, infelizmente, abandonou. 

Destaque também para Lorena Spoladore, que participou da prova do salto em distância e terminou como a quarta melhor do mundo. 

Já no arremesso de peso, foram mais duas medalhas – ouro com Wallace dos Santos na classe F55 e bronze com João Victor Teixeira na F37. 

Wallace dos Santos – Foto: Wander Roberto / CPB

Wallace precisou de seis tentativas para fazer história no arremesso de peso paralímpico. E foi com emoção, já na última investida, que o paratleta garantiu mais um ouro para o atletismo brasileiro, e com direito a recorde mundial! O título veio com a marca de 12,63m, 16 centímetros a mais do que o recorde anterior, pertencente a Ruzhdi Ruzhdi desde 2017. O búlgaro, desta vez, ficou com a prata (12,19m). 

João Victor conseguiu a marca de 14,45m na quinta de seis tentativas, o que lhe garantiu o bronze. O ouro ficou com o russo Albert Khinchagov, com 15,78m, e a prata, com Ahmed Moslah, da Tunísia, com 14,50m.  

João acabou contraindo a covid-19 na véspera da viagem para o Japão. Tinha quebrado o recorde continental durante as seletivas para Tóquio e teve que lidar com esse baque. Ele não só lidou, como mostrou toda a potência de um atleta paralímpico

Ainda na classe F37, Emanoel Victor de Oliveira teve como melhor arremesso, justamente, o primeiro, com 13,63m. Ele se despediu da competição na sétima colocação. 

Os 100m rasos masculino do Brasil mostraram altíssimo nível, afinal, ter seis atletas nas finais não é para qualquer um. Na classe T12, teremos Joeferon Marinho, que correrá no dia 29 de agosto, às 9h. Já na sexta (27/08) pela manhã, tivemos Ricardo Gomes e Christian Gabriel na categoria T37, enquanto, na T47, foram Washington JuniorLucas de Sousa Lima e o paratleta mais rápido do mundo, Petrúcio Ferreira

Na T37, Ricardo foi o quinto colocado (11s52), enquanto Christian foi o sétimo (11s55). A medalha de ouro foi para o norte-americano Nick Mayhugh, que marcou o novo recorde mundial da classe (10s95). 

As medalhas brasileiras vieram na T47 com Petrúcio e Washington, o Shitão. Da Paraíba para Tóquio, Petrúcio trouxe o ouro e quebrou, novamente, o recorde paralímpico com o tempo de 10s53. Com isso, tivemos mais um bicampeão olímpico no dia – nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, aos 19 anos de idade, ele havia conquistado a medalha de ouro. 

Petrúcio Ferreira – Foto: Ale Cabral / CPB

Shitão, carioca da Cidade de Deus, garantiu o bronze com o seu melhor tempo da temporada (10s64). Enquanto o terceiro brasileiro na final, Lucas Lima, terminou em quinto lugar, com 11s14. 

TIRO COM ARCO 

A delegação brasileira teve um grande primeiro dia em Tóquio na modalidade. Nesta sexta, Jane Karla, Rejane Cândida da Silva, Helcio Perilo e Fabiola Dergovics obtiveram bons resultados nas eliminatórias e avançaram para as oitavas de final. 

Na quarta Paralimpíada da carreira, Jane Karla marcou 688 pontos e classificou-se em quarto lugar no Composto feminino. Já Rejane Silva fez a melhor marca da carreira, com 525 pontos no W1 feminino, que a deixou na 11ª colocação. 

Depois foi a vez de Helcio Perilo. O paratleta avançou às oitavas na 10ª colocação do W1 masculino, com 622 pontos – melhor marca da carreira. Fechando a participação brasileira, Fabiola Dergovics avançou na 11ª posição do recurvo feminino ao marcar 572 pontos. 

NATAÇÃO 

Foram três medalhas conquistadas neste dia! Com apenas 23 anos, Wendell Belarmino levou o ouro nos 50m livre na classe S11. Já Gabriel Bandeira faturou a sua segunda prata em Tóquio, agora nos 200m livre na classe S14 e com direito a quebra do recorde das Américas. Enquanto Maria Carolina Santiago conquistou o bronze nos 100m costas na classe S12.  

Wendell Belarmino – Foto: Miriam Jeske/CPB

Na mesma prova de Belarmino, Matheus Rheine chegou na sexta colocação. Na classe S5, Daniel Dias disputou a final dos 50m borboleta e chegou em sexto também. Ainda na classe S5, Joana Neves ficou em quarto, e Esthefany Rodrigues, na sexta posição dos 50m borboleta. 

JUDÔ 

O primeiro dia da modalidade não teve medalhas para o Brasil. Thiego Marques (60kg) e Karla Cardoso (52kg), perderam na estreia e deixaram a competição.  

Thiego Marques foi eliminado na sua primeira luta, contra o japonês Hirai Takaaki. Enquanto a experiente Karla – dona de duas medalhas paralímpicas – ficou de bye na primeira rodada e fez sua estreia já nas quartas de final. Ela perdeu para a alemã Ramona Brussig. Com isso, a brasileira foi para a repescagem, mas foi derrotada pela russa Alesia Stepaniuk.  

TÊNIS DE MESA  

As brasileiras Bruna Alexandre, da classe 10, e Cátia Oliveira, classe 1-2, garantiram o bronze ao passarem para as semifinais. Como a modalidade não tem disputa de terceiro lugar, alguma medalha já está garantida.  

Cátia venceu a italiana Giana Rossi por 3 a 0, com parciais de 11-8, 11-9 e 11-6, e agora terá pela frente a sul-coreana Su Yeon Seo. Enquanto Bruna, ao garantir o primeiro lugar da chave, avançou direto às semis. 

Já Paulo Sergio Salmin (classe 7) acabou eliminado nas oitavas de final, e Israel Stroh, da mesma classe, caiu nas quartas. David Andrade, Danielle Rauen, Leticia Rodrigues, Millena dos Santos, Carlos Carbinatti e David de Freitas caíram ainda na fase de grupos. 

TÊNIS EM CADEIRA DE RODAS 

Daniel Rodrigues abriu participação brasileira na modalidade em Tóquio diante do sueco Stefan Olsson, mas acabou derrotado por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/2. 

CICLISMO 

A modalidade não terá brasileiros nas finais do dia em Tóquio. Na perseguição individual, Lauro Chaman, no C5 4000m, e André Luiz Grizante, no C4 4000m, não conseguiram a classificação. Carlos Alberto Gomes, na prova classificatória contrarrelógio de 1000m da classe C1, e Ana Raquel Lins, nos 500m contrarrelógio da classe C4-5, também ficaram de fora. 

GOALBALL 

No feminino, a seleção brasileira chegou a estar perdendo por 3 a 0 para o Japão, mas conseguiu reagir e arrancou um empate em 4 a 4 com as anfitriãs. Com mais dois jogos a serem disputados na fase de grupos, uma vitória já deve ser o suficiente para garantir a classificação. 

Emoção também não faltou para a seleção masculina. Após estar perdendo por 4 a 2 para a Argélia, o time conseguiu uma grande virada para 10 a 4 e garantiu uma vaga na próxima fase. Agora só resta saber em qual posição ficará no grupo e o adversário nas quartas de final. 

VOLÊI SENTADO 

Estreia dura e com muita emoção para as jogadoras da seleção e para quem assistiu. A seleção brasileira feminina teve muita dificuldade contra o Canadá, mas conseguiu vencer no tie-break com parciais de 21/25, 26/24, 25/20, 27/29 e 17/15 em duas horas e 40 minutos de jogo. Destaque para a equipe brasileira, que chegou a salvar um match point adversário antes de conseguir fechar o jogo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s