Em Tóquio 2020 nas Paralimpíadas – Dia 6: Brasil conquista 4 ouros, incluindo medalha inédita no levantamento de peso

Foto de Capa: Rebeca Doin  

Por Lucas Furtado Isaias 

O sexto dia de competição, entre a noite de sábado (28/08) e a madrugada de domingo (29/08) pelo horário de Brasília, foi cheio de participações brasileiras com quatro medalhas de ouro, três delas conquistadas por mulheres. Duas na natação, uma no judô e uma no levantamento de peso, que, pela primeira vez, conquista uma medalha na modalidade para o Brasil. O domingo também teve vitórias no futebol de 5, no goalball e no vôlei sentado, mas teve derrotas em diversas modalidades. Veja o resumo do dia.  

O que rolou? 

O Brasil subiu no lugar mais alto do pódio no levantamento de peso com Mariana D’Andreia na categoria até 73kg feminino. É a primeira vez em que o país conquista um ouro na modalidade paralímpica. Sem errar nenhuma tentativa, ela conseguiu levantar um peso de 137kg para ficar com o primeiro lugar. Lili Xu da China até tentou levantar 138kg de peso, mas não conseguiu e ficou com a prata pelos 134kg superados. Souhad Ghazouani, da França, ficou com o bronze por ter subido 132kg. Na categoria até 88kg, Evanio da Silva não teve sucesso em todas as tentativas e ficou em último.  

O domingo foi dourado para o país no judô. Na categoria até 70kg, Alana Maldonado conquistou a medalha de ouro vencendo por wazari a georgiana Ina Kaldani na decisão e levou a medalha. O bronze ficou com Kazusa Ogawa, do Japão, que venceu a atleta do Comitê Paralímpico Russo Olga Zabrodskaia também com um wazari, enquanto Lenia Ruvalcaba, do México, derrotou Raziye, da Turquia, com um ippon em 1min49seg de luta e também ficou com o bronze. São duas disputas de bronze por categoria no judô paralímpico. Meg Emmerich conquistou uma das medalhas do terceiro lugar na categoria acima de 70kg vencendo Altantsetseg Nyamaa com um ippon em 1min22seg de duelo. Com o mesmo golpe, Carolina Costa, da Itália, conquistou o outro bronze da categoria derrotando Anastasiia Harnyk, da Ucrânia, em 54seg de confronto. E Dursadaf Karimova, do Azerbaijão, conquistou o ouro vencendo Zarina Baibatina, do Cazaquistão, em 2min de luta.  

Na disputa do bronze na categoria até 90kg, Arthur Cavalcante foi derrotado por Oleksandr com um ippon em apenas 14seg de luta. O outro bronze ficou com Helios Latchoumanaya, da França, que venceu Zhanbota Amanzhol, do Cazaquistão, em 1min04seg de luta. Já o ouro foi para Vahid Nouri, do Irã, que derrotou Elliot Stewart, da Grã-Bretanha, em 1min57 seg de luta. Na categoria até 100kg, Antônio Tenorio da Silva perdeu para Sharif Khalilov, do Uzbequistão, no combate pelo bronze, com um ippon após 1min47seg de golden score e em quase 6min de luta. A disputa foi para o tempo extra com um wazari do judoca uzbeque no último segundo do tempo regulamentar. O outro bronze ficou com o representante do Comitê Paralímpico Russo Anatolii Shevchenko, que venceu Oliver Upmann com um ippon após 3min15seg de combate, e o ouro foi para Christopher Skelley, da Grã-Bretanha. Willians Araújo foi eliminado nas oitavas de final da categoria acima de 100kg pelo cubano Yordani Fernandez com um ippon em exatos sete segundos de luta.  

Na natação, o domingo foi duplamente dourado para o Brasil. Maria Carolina Santiago conquistou a medalha de ouro nos 50m livre S13 com 26s82 e também bateu o recorde paralímpico da categoria. A atleta do Comitê Paralímpico Russo Anna Krivshina ficou com a prata (27s06), e a italiana Carlotta Gilli (27s07), com o bronze. Nos 200m livre S2, Gabriel Geraldo venceu a prova com 4min06seg52. A prata ficou com o chileno Alberto Abarza (4min14seg17), e o bronze, com o representante do Comitê Paralímpico Russo Vladimir Danilenko (4min15seg95). Bruno Becker, outro brasileiro participante da prova, ficou em quarto. Nos 100m borboleta SB14, Beatriz Borges ficou com o bronze após completar a prova em 1min17seg91. O ouro ficou com a espanhola Michelle Alonso (1min12seg02 – recorde mundial da categoria), e a prata, com a britânica Louise Fiddes (1min15seg93). A brasileira Debora Borges ficou em quarto. 

Nos 100m borboleta SB14 masculino, João Pedro Brutos ficou em sétimo lugar na final com 1min07seg84. Gabriel Bandeira, na primeira bateria qualificatória, terminou a prova em quinto com 1min10seg43 e não avançou à decisão. Na final dos 50m livre S3, Maiara Regina Barreto terminou em 4° com 59seg50, e Edenia Nogueira, em oitavo com 1min07seg83.  

Nos 50m livre S9, Ruiter Antonio Gonçalves e Vanilton Filho participaram da terceira classificatória e, respectivamente, concluíram em quinto (26s70) e sétimo (26s99). Já na quarta eliminatória, Gabriel Cristiano concluiu a bateria em sexto (27s29). Os paratletas não ficaram entre os oito melhores para avançar à final. Na mesma prova, mas na classe S13 masculina, Douglas Matera (25s14) terminou em sexto na primeira bateria e também não conseguiu ir para a decisão. Na feminina, Lucilene da Silva terminou em terceiro na segunda eliminatória com 28s21, porém não ficou com uma das oito vagas da final.  

No remo, Renê Campos ficou com o bronze na prova final da PR1M1x, completando com 10min03seg54. O ouro ficou com Roman Polianskyi, da Ucrânia, que completou em 9min48seg78, e a prata, com Erik Horrie, da Austrália, que finalizou em 10min82seg. Na PR1W1x, a brasileira Claudia Sabino terminou a prova em sexto com 12min57seg80. Na final B da PR2MX2x com duplas mistas, o Brasil ficou em segundo com 9min05seg60. Já na PR3Mix4 com quartetos em sua final B, o time brasileiro ficou em quarto com 7min56seg67. As finais B não valem medalha como as finais A.  

No atletismo, o domingo não teve medalhas para o Brasil. Na final dos 200m T36, Samira Brito e Taschita Oliveira terminaram, respectivamente, em sexto (31s92) e sétimo (32s91). No salto em altura T57, Pablo Guerra terminou em oitavo lugar conseguindo 1.84m como a melhor tentativa. Na decisão dos 400m T53, Ariosvaldo Fernandes terminou a prova em oitavo lugar com 52s48. Joeferson Marinho finalizou em quarto na final dos 100m T12 com 11s24. Nos 100m T64, Alan Fonteles não avançou à final, terminando em sexto com 11s30 na segunda bateria qualificatória. Nos 100m T63, Vinicius Gonçalves passou para a decisão vencendo a bateria qualificatória com 12s11. A final será na segunda-feira (30/08).   

Na fase de grupos da bocha, tivemos partidas da fase de grupos com brasileiros na disputa. Andreza Vicctoria, no grupo B da classe BC1 feminina, perdeu as duas partidas que enfrentou no domingo: 4 a 2 para Sungjoon Jung, da Coreia do Sul, e 3 a 1 para Katerina Curinova, da República Tcheca. No grupo E da classe BC4 masculina, Marcelo dos Santos perdeu no desempate para Leung Yuk Wing, de Hong Kong, após empatar por 4 a 4. Já Eliseu dos Santos venceu o representante do Comitê Paralímpico Russo Sergey Safin por 7 a 3. No grupo C da BC1, Guilherme Moraes perdeu para Olga Dolgova, que também é paratleta do Comitê Paralímpico Russo, por 4 a 1. No grupo D da BC3, Evelyn Oliveira venceu Somboon Chaipanich por 8 a 1. No outro duelo Brasil X Tailândia na primeira parte dos jogos do dia pelo grupo D, classe BC2 masculina, Natali de Faria perdeu para Watcharaphon Vongsa por 14 a 0. 

Na segunda parte da programação diária da modalidade, o Brasil teve uma vitória no grupo D da classe BC1: José Carlos de Oliveira venceu o japonês Yuriko Fujii por 5 a 2. No grupo C da classe BC3, Tak Wah Tse, de Hong Kong, venceu o brasileiro Mateus Carvalho no desempate após um 3 a 3. No grupo B da mesma classe, mais um duelo Brasil X Hong Kong e mais uma derrota brasileira: Evani Soares perdeu para Yuen Kei Ho por 8 a 1. No grupo C da classe BC2, Maciel dos Santos foi derrotado pelo argentino Luis Cristaldo por 6 a 1.   

No triatlo, pela categoria PTWC feminina, Jessica Ferreira terminou a prova em quarto lugar com 1h16min23seg de prova. Na PTS5 masculina, Ronan Cordeiro finalizou em quinto com 1h01min22seg, e Rafael Viana, em sexto com quatro segundos a mais de tempo que Ronan. 

No tênis em cadeira de rodas, a dupla Gustavo Carneiro e Daniel Rodrigues foi eliminada pelos belgas Joachim Gerard e Jef Vandorpe por 2 sets a 1 (6/3 e 6/1) em 58min de partida pela segunda rodada do torneio de duplas masculinas. 

Na competição por equipes mistas da categoria composto do tiro com arco, o Brasil foi eliminado nas oitavas de final pela França por 145 a 142. O ouro ficou com a China, que venceu a Turquia por 153 a 152, e o bronze, com o Comitê Olímpico Russo, que derrotou o Irã por 153 a 151. 

No futebol de 5 pelo grupo A, o Brasil venceu a China por 3 a 0, com dois gols de Raimundo e um de Cássio. Em partida do mesmo grupo, o Japão venceu a França por 4 a 0, dois gols de Kuroda e dois de Kawamura.  

No grupo A do goalball masculino, o Brasil venceu o Japão por 8 a 3. Pelo mesmo grupo, os Estados Unidos superaram a Argélia por 13 a 5. 

Já no vôlei sentado feminino, em partida do grupo A, o Brasil venceu o Japão por 3 sets a 0 (25/13, 25/16 e 25/16) em 1h09min de jogo. Pelo mesmo grupo, o Canadá venceu a Itália por 3 sets a 1 (25/16, 25/14, 15/25 e 25/18) em 1h31min de partida.   

Quadro de Medalhas  

O Brasil está em sexto lugar no quadro geral de medalhas com um total de 30, um terço delas de ouro, mas com número menor de pratas que a Ucrânia. A grande surpresa vem depois e é o Azerbaijão, que já tem mais pódios do que o conquistado na Rio 2016 (11), sendo que, na última edição, o país conquistou apenas um ouro. Em Tóquio, já são nove. Uma curiosidade é que, no sexto dia de competições, o Brasil está com um número de medalhas exatamente igual ao com que terminou em Sydney 2000.  

 País Ouro Prata Bronze Total 
1 China 46 29 29 104 
2 Grã-Bretanha 23 19 18 60 
3 Estados Unidos 15 16 9 40 
4 Comitê Paralímpico Russo  15 9 28 52 
5 Ucrânia 10 22 11 43 
6 Brasil 10 5 15 30 
7 Azerbaijão 9 0 3 12 
8 Austrália 8 15 13 36 
9 Itália 8 10 9 27 
10 Holanda  7 7 5 19 

Atletas do Afeganistão vão participar das Paralimpiadas  

O Comitê Paralímpico Internacional anunciou que os dois atletas que representam o Afeganistão vão participar dos Jogos Paralímpicos. Zakia Khudadadi, do parataekwondo, e Hassain Rasouli, do atletismo, foram evacuados de Cabul na última segunda-feira (23/08) e levados até Paris, onde demonstraram interesse em participar da competição. Eles chegaram à Vila Olímpica, mas, segundo o porta-voz do IPC, Craig Spence, serão dispensados de ir para zona mista, local em que são realizadas entrevistas com jornalistas, para preservá-los. Tampouco vão falar com a imprensa durante esta semana.  

Rassouli vai participar da prova do salto em distância T47 na segunda (30/08), às 21h30 do horário de Brasília, 5h de terça-feira em Cabul. Será também o dia limite para que os Estados Unidos e países aliados evacuem todas as tropas presentes no Afeganistão, que agora é governado pelo Talibã, como parte do acordo feito entre o país norte-americano e o grupo extremista. Zakia vai competir na categoria K44 feminino até 49kg a partir das 22h15 de quarta (01/09), no horário de Brasília, 5h45 de quinta no horário de Cabul.   

Agenda do dia  

No atletismo, teremos muita participação brasileira no Estádio Olímpico, e a sessão começa com Claudinei Batista dos Santos disputando a final do lançamento de disco T12 a partir das 21h35 de domingo (29/08). O brasileiro detém o recorde paralímpico e mundial na modalidade. Às 21h48, teremos a primeira bateria semifinal dos 1.500m masculino T11, com Yeltsin Jacques e seu guia Carlos Antônio dos Santos. Dez minutos depois, Julio Cesar Agripino dos Santos, junto de Lutimar Abreu de Paes, estará na segunda bateria representando o país na modalidade. Poliana Silva participará da decisão do salto com vara feminino F54 a partir de 22h29.  

Nos 100m feminino T11, teremos representantes em três das quatro baterias qualificatórias. Thalita Simplicio, com o guia Felipe Veloso da Silva, na segunda bateria às 23h28; Lorena Salvatini, junto de Renato Oliveira, na terceira qualificatória às 23h36; e Jerusa Geber dos Santos, com Gabriel Aparecido dos Santos Garcia, na última corrida da fase às 23h44. Nesta etapa, as quatro vencedoras das baterias e as quatro mais rápidas entre as demais competidoras avançam às semifinais. Jerusa detém o recorde mundial da prova. Edson Pinheiro dos Santos estará na primeira semifinal dos 400m T38 à 0h11 já de segunda (30/08). Os três primeiros de cada semifinal e os dois mais rápidos entre os demais colocados avançam à decisão.  

Na sessão seguinte, dois brasileiros na final do lançamento de martelo F64, às 7h de segunda-feira (horário de Brasília): Edenilson Roberto Floriani e Francisco Jeferson de Lima. Quatro minutos depois, Fabio Bordignon na decisão dos 100m T35. Às 7h10, teremos a prova final do lançamento de disco F53 com Elizabeth Rodrigues Gomes brigando por medalhas. Mais dose dupla de brasilidade: a partir das 7h14, a final do salto em distância T36 e a presença de Aser Matheus Almeida Ramos e Rodrigo Parreira. Rodrigo Santana é o país na final do salto com vara F11 às 7h46. Nas semifinais dos 400m T20, teremos brasileiros nas duas baterias semifinais, com Daniel Tavares e Gustavo Henrique de Oliveira disputando vagas para a final, respectivamente, às 7h49 e 7h56. Em seguida, às 8h15, teremos Jardenia Felix Barbosa da Silva na primeira semifinal dos 400m T20. Vinicius Gonçalves estará na final dos 100m T63 às 8h31. Às 8h51, Katyla Teodoro participará da primeira bateria semifinal dos 400m T12. Nesta prova, as três vencedoras da bateria e a mais rápida entre as demais oponentes avançam à final. E, para terminar a programação do dia no atletismo, às 9h34, Vanessa Cristina de Souza disputa a segunda bateria semifinal dos 1500m T54. 

O domingo (29/08) também terá vários representantes brasileiros nas águas do Centro Aquático de Tóquio. Andrey Garbe estará na segunda semifinal nos 100m costas S9 masculino às 21h11, nadando na raia 6. A final será às 5h14 já de segunda. Em seguida, às 21h14 de domingo, Mariana Ribeiro, na raia 3, disputará a primeira semifinal da competição feminina. A decisão será às 5h21 do dia seguinte. Quem também estará na segunda semi é Eric Tobera, nos 200m livre S4, às 21h30, competindo na oitava divisa. A final será às 5h28. Nos 50m borboleta S6, às 21h39, Gabriel Melone, competindo na sexta raia, estará na bateria derradeira da semifinal. A decisão ocorre às 5h51. Daniel Dias disputará, nadando na raia 3, a segunda semi dos 50m costas S5 a partir de 21h52 de domingo. A final será às 6h18.  

Wendell Belarmino é o Brasil nos 200m medley SM11 e estará na segunda bateria semifinal, nadando na terceira raia, às 22h10 de domingo (29/08). A final vai acontecer às 6h53 de segunda pelo horário de Brasília. Nos 100m livre S3, teremos Maiara Regina Pereira na primeira bateria e Edenia Nogueira Garcia na segunda semifinal, respectivamente, às 22h30 e 22h36 de domingo e ambas competirão na sexta raia. A decisão será às 7h25 do dia seguinte. Douglas Matera disputará a segunda semifinal nos 200m medley SM13 às 22h47 de domingo, competindo na divisa 7. A final vai acontecer às 7h34 de segunda. O dia do país na modalidade terminará com o revezamento 4 X 100m livre masculino – 34 pontos, que terá a decisão às 8h04 (segunda-feira), com o país estando entre os oito finalistas.  

A segunda (30/08) terá medalha para o Brasil no tênis de mesa, no Ginásio Metropolitano de Tóquio, com Bruna Alexandre na disputa da medalha de ouro da classe 10 feminina contra a australiana Qian Yang, às 6h45. No tiro com arco, realizado no Yumenoshima Final Field, teremos Jane Carla nas oitavas de final do individual composto contra a italiana Eleonora Sarti às 21h34 de domingo (29/08). A fase de quartas de final terá o seu início às 23h30, e as semifinais, a partir da 0h39 já de segunda. A disputa do bronze acontece à 1h19, e a do ouro, à 1h36. Na W1 masculina, Helcio Perillo disputará as quartas de final contra o sul-africano Shaun Anderson às 6h04. As semifinais começam às 7h46, a disputa do bronze vai acontecer às 8h25, e a do ouro, às 8h42.  

No levantamento de peso, que acontece no Fórum Internacional de Tóquio, Tayana Medeiros disputará a decisão na categoria até 86kg a partir da 1h de segunda-feira (30/08). Alexandre Galgani representará o país no tiro esportivo, que ocorre no Asaka Shooting Range, disputando a prova qualificatória da carabina de ar 10m de pé SH2 à 1h15. A final ocorrerá às 3h45.  

No Centro de Ginástica de Ariake, teremos as provas da bocha, que está na fase de grupos. Guilherme Moraes, pelo grupo D da classe BC1, vai ter dois jogos. Às 22h40 de domingo (29/08), enfrentará o atleta do Comitê Paralímpico Russo Mikhail Gutnik e, às 5h10 já de segunda, duelará contra o tailandês Subin Tipmanee. Pela mesma classe, mas do grupo C, José Carlos Chagas de Oliveira enfrentará o sérvio Tomas Kral às 22h40. No grupo da BC3, Evani Soares terá duelo contra o sul-coreano Kim Hansoo às 23h55. No mesmo horário, na mesma classe, mas pelo grupo C, mais Brasil X Coreia do Sul, com Mateus Carvalho contra Jeong Ho-won. Na classe BC2, pelo grupo B, Marciel Santos encerrará a participação brasileira na primeira sessão do dia à 1h20 de segunda (30/08), contra o britânico Claire Taggart.  

Na abertura da segunda parte da programação da modalidade no dia, o Brasil terá dois representantes jogando às 4h pelo Grupo E da classe BC4: Eliseu dos Santos competirá contra o atleta de Hong Kong Leung Yuk Wing, e Marcelo dos Santos duelará contra o representante do Comitê Paralímpico Russo Sergey Safin. Às 6h25, Evelyn de Oliveira jogará contra a australiana Daniel Michel pelo grupo D da classe BC3. No grupo D da classe BC2, Natali de Faria duelará contra o português Nelson Fernandes, às 7h50.  

No futebol de 5, o Brasil entra em campo às 23h30 de domingo (29/08) contra o Japão em seu segundo jogo do grupo A. Antes, às 21h, China X França se enfrentam pelo mesmo grupo no Aomi Urban Sports Park. No goalball, que acontece no Makuhari Messi, teremos a equipe feminina brasileira enfrentando o Egito às 22h30 pelo grupo D. Na outra partida do grupo, Estados Unidos X Turquia fecha o dia da modalidade às 7h de segunda. No vôlei sentado, teremos a equipe masculina contra o Irã às 8h30 em partida do Grupo B. Alemanha X China, às 2h, é o outro jogo do grupo. O vôlei sentado é disputado no mesmo local do goalball, mas em recintos diferentes.  

No tênis em cadeira de rodas, realizado no Ariake Tennis Park Centre Court, Meirycoll Duval vai enfrentar a japonesa Yui Kamiji pela segunda rodada do torneio de simples feminino. Esta partida será a terceira da programação da quadra central, que começa às 23h de domingo (29/08) com Emanuelle Morch (França) contra Aniek Koot (Holanda) pelo torneio feminino, seguida de Shingo Kunieda (Japão) contra Ji Zhenxu (China) pela terceira rodada do torneio de simples masculino.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s