Corinthians vence o Palmeiras mais uma vez e sagra-se tricampeão Brasileiro Feminino 

3 a 1 sobre as rivais na Neo Química Arena. Gols de Agustina (contra), Adriana e Vic Albuquerque, todos no 1º tempo; Camilinha descontou. Timão torna-se o maior campeão da categoria

Foto de capa: Marcos Ribolli 

Por Matheus Carvalho

Final de mais um Brasileirão feminino e o campeão se repete pelo segundo ano consecutivo. Na estreia de terceiro uniforme, em homenagem às mulheres, com dizer “Respeita as minas”, Corinthians voltou a vencer o Palmeiras e se sagrou tricampeão Brasileiro Feminino. Com a vantagem de 1 a 0 conquistada no primeiro jogo da final, Timão fez 3 a 1 na Neo Química Arena com gols de Agustina (contra), Victória e Adriana todos no 1º tempo; Camilinha fez o de honra das Palestrinas. 

O jogo 

A final começou com o Palmeiras tomando a iniciativa, justamente pela necessidade de virar o placar agregado. Julia Bianchi arriscou de fora da área aos 10 minutos, mas a bola passou por cima do gol. O Corinthians aos poucos equilibrou as ações e na primeira investida foi efetivo. 

Aos 22 minutos, Adriana aproveitou lançamento pela direita após falha da defesa, invadiu a área, driblou a goleira Jully e tocou para o gol. A zagueira do Palmeiras, Agustina, ainda tentou impedir em cima da linha, mas acabou entrando com bola e tudo. 

Com ótima vantagem no placar, o Corinthians se animou e ampliou aos 32 minutos. Após longa disputa pela bola, Yasmin venceu o combate e abriu para Adriana chegar livre pela direita e bater forte de primeira no ângulo para fazer o 2 a 0. 

Adriana comemorando gol na Neo Química Arena – Foto: Lucas Figueiredo/CBF 

Nos minutos seguintes, uma pintura que praticamente sacramentou o título corintiano ainda no primeiro tempo. Vic Albuquerque recebeu cruzamento dentro da grande área e, rodeada por marcadoras, dominou no peito e emendou uma bicicleta para estufar as redes. 

No segundo tempo, a missão palmeirense era ingrata e muito difícil. O Corinthians ainda marcou aos 17’ com Vic, mas invalidado por impedimento. O Palmeiras conseguiu fazer o seu gol de honra aos 28 minutos com Camilinha.  

A lateral foi levando sobre as adversárias e acertou belo chute de longe que encobriu a goleira corintiana e acertou o travessão antes de a bola entrar. No entanto, o placar ficou no 3 a 1 e, na soma dos resultados, o Timão sagrou-se tricampeão. 

Soberania alvinegra 

Foto: Marco Galvão/Agência Corinthians 

O Corinthians, de fato, se credencia como a potência do futebol feminino. O título de 2021 – com 18 vitórias em 21 jogos – confirma a segunda conquista consecutiva do torneio e a consagração como maior campeão brasileiro, com três títulos (2018, 2020 e 2021). A equipe ainda esteve presente na final de cinco edições do campeonato. 

No currículo ainda possui: 

  • Libertadores (2017 e 2019);
  • Copa do Brasil (2016);
  • 7x Campeão Paulista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s