Corinthians chega com autoridade a mais uma final de Libertadores Feminina; atual campeã, Ferroviária é eliminada nos pênaltis 

Foto de capa: Divulgação/Conmebol.

Por Matheus Carvalho

Dois sentimentos distintos para as equipes brasileiras na Libertadores Feminina 2021. O Corinthians alcançou mais uma final após goleada de 8 a 0 sobre o Nacional-URU. Enquanto isso a Ferroviária, atual campeã, caiu nos pênaltis para o Santa Fé-COL, seu algoz na competição. 

Ferroviária e Santa Fé travaram um segundo capítulo no torneio após empate sem gols na fase de grupos. Desta vez pela semifinal, no Estádio Manuel Ferreira, o final não foi feliz para a Ferrinha. 

A partida começou com a equipe de Araraquara tomando a iniciativa, porém sem dar muitos sustos. As adversárias, por sua vez, apostaram nos contra-ataques e foi desse jeito que chegaram ao primeiro gol. Aos 42 minutos, Salazar recebeu na área e foi derrubada por Luana, que cometeu o pênalti. Gisela Robledo converteu a cobrança. 

Na segunda etapa, o roteiro permaneceu com as brasileiras ocupando o campo de ataque. Rondando a área adversária, mas com dificuldades para penetrar, o empate chegou na bola parada. Aos 30 minutos, Rafa Mineira acertou a cobrança de falta e igualou o placar. 

Raquel (ao centro) desperdiçou um dos pênaltis – Foto: Jonatan Dutra/Ferroviária SA.

O empate permaneceu, e a vaga à decisão foi decidida nos pênaltis. Monalisa e Raquel desperdiçaram, já as colombianas acertaram todas as cobranças e classificaram-se para a final da Libertadores Feminina por 4 a 2 nas penalidades. 

Sem o sonho do bicampeonato consecutivo, a Ferroviária disputa o terceiro lugar contra o Nacional-URU. A partida acontece nesta quinta-feira (18/11), às 18h30, no Estádio Arsenio Erico. 

Alegria corintiana 

Por outro lado, o Corinthians carimbou presença, com autoridade, na grande final da Libertadores em Montevidéu, no Uruguai. 

Na terça-feira (16/11), no Estádio Manuel Ferreira, o Timão aplicou 8 a 0 no Nacional-URU. Com esse placar elástico, a equipe igualou a maior goleada nesta edição, que pertencia ao Deportivo Cali-COL sobre o CD Real Tomayapo-BOL.

Foto: Reprodução/Twitter CONMEBOL Libertadores Femenina.

Giovanna abriu o placar aos 11 minutos do primeiro tempo. Os outros sete gols foram marcados todos no segundo tempo. Diany fez o segundo e o restante foi marcado por Vic Albuquerque, Gabrielle, Jheniffer, Adriana, Juju e Grazielle. 

Os números por si só explicam a razão das comandadas pelo técnico Arthur Elias chegarem a mais uma final da maior competição de clubes femininos do continente. 

O Corinthians vai para a final com 100% de aproveitamento. Cinco vitórias em cinco jogos, 22 gols marcados e apenas dois gols sofridos. Em sua quarta participação no torneio, nunca foi derrotado. Agora soma 19 vitórias e três empates. A equipe está a uma vitória de conquistar a “glória” pela terceira vez em sua história. 

Final 

Corinthians e Santa Fé-COL se enfrentam no próximo domingo (21/11), às 21h, no Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s