UFC: Max Holloway vence duelo acirrado contra Yair Rodriguez 

Foto de capa: Getty Images.

Por Lucas Santos

Mutios fãs esperavam uma vitória tranquila do “Abençoado” Max Holloway no sábado (13/11), mas ele encontrou um oponente que, mesmo vindo de dois anos de inatividade, estava determinado a quebrar a banca. O ex-campeão dos penas levou a melhor em um confronto difícil e sangrento com o mexicano Yair Rodriguez, mantendo sua primeira colocação na divisão dos penas, atrás apenas do campeão Alexander Volkanovski. Após 25 minutos de ação intensa, o havaiano saiu do octógono com a vitória, ganhando o duelo por decisão unânime em uma batalha clássica que pode vir a ser a “Luta do Ano”. 

 
Holloway começou com seu método usual de perseguir lentamente seu oponente enquanto procurava por aberturas. Rodriguez foi rápido em oferecer chutes poderosos de uma variedade de ângulos como resposta. Trocas de socos acaloradas no centro do tatame logo seguiram, com os dois lutadores acertando golpes limpos. O mexicano juntou combinações ferozes com chutes nas pernas, enquanto Holloway respondia com seus próprios socos enquanto continuava a pressionar para a frente, apesar de estar recebendo golpes bem duros. Mas os chutes iam progressivamente comprometendo a movimentação do havaiano, que fazia seu melhor para esconder o problema. 

No segundo assalto, Holloway ganhou ímpeto, lançando mais combinações com as mãos e mirando também no corpo com seus socos. Yair acabou escorregando no terceiro round e Holloway ganhou sólidas posições no chão, apostando em várias tentativas de finalização e terminando com um ground and pound visceral. 

Holloway tenta estrangular Yair Rodriguez – Crédito: Getty Images.

No quarto round Max voltou com o pé no acelerador e conseguiu uma derrubada seguida de mais golpes no solo. Por outro lado, Rodriguez voltou fresco no quinto assalto com mais chutes e uma cotovelada giratória que cortou Holloway acima de seu olho direito. Enquanto levava perigo, ele parecia mais cansado que o havaiano, que aproveitava para golpear o rosto desprotegido do oponente.  Quando o gongo final soou, os dois homens não puderam fazer nada além de agradecer um ao outro pela luta. Sobrou para os juízes pontuar e anunciar vitória do ex-campeão dos penas por unânimidade (48-47, 48-47, 49-46). 

No discurso após a luta, Max parabenizou a atuação do oponente, que vinha de dois anos de inatividade, e se disse aberto a confrontos com o campeão dos penas, com quem já lutou duas vezes, como revanches contra os antigos rivais Charles Oliveira e Conor McGregor, ambos hoje no peso leve: 

“ Eu já venci o campeão dos leves, tem o Alex também, e poderia lutar com o Conor McGregor de novo. Escuta, para ser o melhor, você tem que vencer o melhor. E o melhor é o “Abençoado”, eles que venham atrás de mim”, provocou Holloway.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s