UNIRIO organiza 5ª edição do Congresso Nacional do Samba 

Por: Carolina Paiva e Samuel Chagas

O Congresso Nacional do Samba é um movimento em defesa ao Folclore Brasileiro. Sua primeira edição aconteceu no Rio de Janeiro, em 1962. O etnólogo e folclorista Edson Carneiro, responsável pela organização e coordenação, trazia na ementa do evento o intuito de debate e mapeamento do gênero. Entre os convidados do 1º Congresso em favor do Samba encontravam-se figuras icônicas como: Pixinguinha, Donga, Ary Barroso, Marília Batista, José Tinhorão, entre outros.

“Naquela ocasião tentavam preservar o samba de tantas outras influências estrangeiras e também preservar o trabalho e a atuação dos vários sambistas da época”, conta o atual coordenador do congresso e também professor da UNIRIO, Jair Miranda.

A reunião então que começara em 28 de novembro daquele ano, no Palácio Pedro Ernesto e no Museu da República, no Rio de Janeiro, terminaria em 2 de dezembro – data que foi instituída como Dia Nacional do Samba, através de uma Carta lida ao final do congresso e que, portanto, se tornou dia de comemoração ao gênero musical.

Passados 50 anos deste episódio, o professor Jair Miranda, através do projeto Memorável Samba, retornou com o evento a fim de “restituir e reviver” o Congresso, trazendo-o em sua 2ª edição histórica, que teve abertura na Câmara Municipal do Rio de Janeiro e seguiu com debates no Museu da República, em 2012. “A data também comemorava 100 anos de nascimento do Edson Carneiro, então também resolvi homenageá-lo dessa forma”. 

A reunião ainda se renovou pela terceira vez em 2014, com abertura no Museu de Arte do Rio, mesas de debate no Palácio Capanema (Fundação Palmares) junto de atividades culturais e rodas de samba na Pedra do Sal e Largo de São Francisco da Prainha. Este evento foi o último presencial. Em 2020, devido à crise pandêmica, a 4ª edição ocorreu virtualmente.

Agora, o Congresso Nacional do Samba retorna em sua 5ª edição, trazendo novidades. Com o tema “Genealogia do Samba” – foco de pesquisa do projeto -, o evento terá quatro mesas que focam nos eixos: I- Batuques, Congadas e Músicas Sacras Afro-Brasileiras; II- Sambas Rurais; III- Sambas Urbanos Tradicionais e IV- Sambas Urbanos Contemporâneos. Há, ainda, mais dois tópicos temáticos: V- Performance em Vídeo; e VI- Crônica.

“Resolvemos agora incluir mais estas duas modalidades para que, justamente, os artistas ou os músicos ou os sambistas, ou seja, pessoas de fora da Academia, possam enviar o seu material, seja ele, música, dança, e todas as performances que tenham a temática do samba”, explica Miranda.

O professor e pesquisador ainda endossa que o coletivo entende que o Samba é mais do que um simples gênero. “Muita gente conhece o Brasil a partir do Samba. É uma temática muito importante de ser trabalhada. A gente não define o samba apenas como uma vertente. Na verdade, a gente entendeu que ele é uma grande família, de modo que tentamos tratar todos os subgêneros de modo igualitário. Desde o samba de roda da Bahia ou partido alto do Rio de Janeiro, como o samba chula do Recôncavo, sem esquecer, claro, que ele é, naturalmente, originado a partir da diáspora musical africana”. 

A quinta edição está sendo organizada pelo Laboratório de Preservação e Gestão de Acervos Digitais da UNIRIO, com o programa de extensão “Memorável Samba” e a parceria do “Centro de Referência e Informação em Artes e Cultura Brasileira” e do “Instituto Cultural Cravo Albin”.

O programa será um evento virtual e gratuito, disponível no canal do YouTube “Memorável Samba”, no dia 2 de dezembro, quinta-feira, das 8h30 às 20h30.

Segue a programação abaixo: 

8h30 – 9h – Abertura do Congresso

9h – 10h30 – Mesa Redonda 1 “Batuques, Congadas e Músicas Sacras Afro-Brasileiras”

11h – 12h30 – Mesa Redonda 2 “Sambas Rurais”

14h – 15h45 – Mesa Redonda 3 “Sambas Urbanos Tradicionais”

14h – 18h – Lançamento e Relançamento de Livros sobre Samba

16h – 17h30 – Mesa Redonda 4 “Sambas Urbanos Contemporâneos”

16h – 18h – Encontro de Cronistas

18h – 20h – Encontro de Sambistas

20h – 20h30 – Encerramento do Congresso

Lembrando que o evento é gratuito, mas quem se interessar em receber certificado de participação, precisa se inscrever e realizar um pagamento de contribuição solidária, a partir de R$10 reais. 

Inscrição para o certificado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s