Sob forte calor, Flamengo vence Esmac e avança às semifinais da Supercopa do Brasil Feminina 2022 

Foto de Capa: Nayra Halm/Staff Images Woman/CBF

Por Lucas Furtado Isaias

Sob forte sol e os olhares da técnica da Seleção Brasileira, Pia Sundhage, o Flamengo venceu o Esmac, no domingo (06/02), pelas quartas de final da Supercopa do Brasil Feminina, com dois gols em um intervalo de quatro minutos feitos pela capitã Darlene e pela estreante Duda. O time dominou a partida e deu poucas chances às adversárias. A equipe paraense teve poucas chances de gol e não conseguiu equilibrar a partida. A torcida presente no estádio incentivou as donas da casa o tempo todo e até pediram que Pia levasse Darlene para a seleção. O Flamengo vai enfrentar o Grêmio na semifinal que acontecerá em 9 de fevereiro às 15h30 no Estádio Luso Brasileiro.  

O Flamengo já começou a partida criando chances de gol. Maria Alves, no primeiro minuto de jogo, cruzou para Darlene que quase fez um gol de bicicleta, mas finalizou para fora. Quatro minutos depois, ela novamente finalizou para o gol, com passe feito por Duda, só que a bola parou no travessão. Aos 15’, Darlene entrou na área e driblou Lorena e Letícia Bussato ficou livre para abrir o placar. As duas jogadoras do Esmac, com a jogada, acabaram se colidindo e Lorena precisou de atendimento médico após o soco involuntário da goleira, saindo do campo de maca e depois sendo substituída por Helayne. Quatro minutos depois, a autora do primeiro gol deu passe para Duda que ajeitou a bola e chutou rasteiro para ampliar o placar e dar alegria à torcida presente no Estádio Luso Brasileiro. 

A Esmac teve com Carol do Valle as melhores chances de gol da etapa. Aos 23min, Raquel passou para Carol que deu um chute de primeira, mas foi para fora. Dois minutos depois, ela chegou novamente na área, finalizou bem, porém Gabi Croco defendeu. A equipe carioca dominou a partida, apesar de sofrer com a perda da bola, algo que incomodou o técnico rubro-negro Luis Andrade. O time paraense se esforçou para tornar o jogo mais equilibrado, mas não teve sorte contra as adversárias rubro-negras.  

O forte calor impactou a segunda etapa, tornando o jogo ainda mais difícil, e o Flamengo parecia mais próximo de ampliar o placar. Aos 3min, Darlene cobrou falta direto pro gol, mas a goleira do time paraense defendeu. Aos 14min, a volante Lari Sanchez da Asmac foi expulsa por tomar dois cartões amarelos no jogo. O técnico questionou a expulsão, mas a arbitragem afirmou que apenas seguiu a regra. O time carioca teve algumas chances ao gol, todas sem ameaçar de fato, com destaque para Anny Marabá que fez algumas finalizações mais perigosos durante a segunda etapa.  

Aos 37min, Lora Soure cobrou direto para o gol, mas Gabi Crouco defendeu. No minuto seguinte, ela também reteve a bola chutada por Rebeca em cobrança de falta. O Flamengo teve mais uma chance, aos 40min com Darlene dando passe para Duda que, ao estar cara-a-cara com Letícia Bussato, deu passe para Anny Marabá que chutou fraco e teve a bola tirada da grande área por Rayane. Antes do fim da partida, Lorena passou mal em campo por conta do forte calor no Rio de Janeiro e precisou ser retirada de campo pela equipe médica. Aos 49min, o time carioca teve sua última chance com Andressa, que recebeu passe de Darlene, mas a bola bateu na defesa do time paraense.  

Cris comemorando o seu primeiro gol com a camisa do Flamengo (Foto: Nayra Halm/Staff Images Woman/CBF) 

Ficha Técnica: 

Flamengo: Gabi Croco, Monalisa (Rayane), Cida (Kika Brandino), Núbia e Gisselli; Kaylane; Cris (Andressa), Leidiane (Anny Marabá), Darlene e Duda; Maria Alves. Técnico: Luis Andrade 

Esmac: Letícia Bussatto, Raquel (Rebeca), Lorena (Helayne), Ray e Mari Mallmann (Radija); Lora Capanema, Lora Soure e Lari Sanchez; Silvani (Musa), Carol do Valle (Letícia) e Baião. Técnico: Mercy Nunes 

Arbitragem: Árbitro – Yuri Elino (RJ), Assistentes – Fabiana Nobrega (RJ) e Thayse Marques (RJ) e Quarto Árbitro – Bruno Mota (RJ)  

Gols: Darlene (Flamengo – 1°T/15min) e Duda (Flamengo – 1°T/19min)  

Cartão Amarelo: Lari Sanchez (dois cartões) e Mercy Nunes (Esmac) 

Cartão Vermelho: Lari Sanchez (Esmac)  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s