Grêmio bate o Flamengo nos pênaltis e se classifica à final da Supercopa do Brasil Feminina 

Foto de Capa: Nayra Halm / Staff Images Woman / CBF

Por Matheus Carvalho

Flamengo e Grêmio se enfrentaram na tarde de quarta-feira (09/02) no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, por uma vaga na final da Supercopa do Brasil Feminina. Após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, as gurias gremistas levaram a melhor nos pênaltis por 4 a 3 e estão classificadas à final. O adversário será o Corinthians no domingo (13). 

O jogo

Com o apoio da torcida, o Flamengo começou a partida melhor. Logo nos primeiros minutos imprimiu ritmo forte contra um Grêmio sonolento. Darlene e Leidi tiveram ótimas chances de abrir o placar, a primeira desperdiçou enquanto a segunda parou na goleira Lorena. 

Até que aos 7 minutos o grito de gol foi entoado. Bola levantada na área após cobrança de falta, Lorena que antes salvou, saiu mal do gol, e sobrou livre para a zagueira Cida que encobriu as defensoras e a bola entrou de mansinho no fundo das redes. 

Meninas comemoram com Cida, autora do gol, no Estádio Luso-Brasileiro – Foto: Nayra Halm / Staff Images Woman / CBF

O gol sofrido chacoalhou as gremistas que enfim entraram no jogo. As primeiras reações vieram com Cássia de cabeça e Luany em chute cruzado. Até que aos 19’, o empate também veio pelo alto. Patrícia Maldaner cobrou falta ainda da defesa, a zaga rubro-negra se atrapalhou e a bola sobrou limpa para Jéssica Soares bater de primeira e empatar o jogo. 

Gurias Gremistas comemoram empate – Foto: Nayra Halm / Staff Images Woman / CBF

O empate equilibrou a partida e as equipes começaram a apostar em bolas longas, o que fez decair um pouco o ritmo. Foi assim até os minutos finais do primeiro tempo quando o Flamengo teve duas chances claras de fazer o segundo com Duda e Darlene, mas a zagueira Patrícia Maldaner impediu as duas, aliás a segunda sobre a linha do gol. 

O segundo tempo começou parecido com o primeiro, com o Flamengo superior, ainda mais pelas alterações no intervalo que deixaram o time mais ofensivo. A equipe carioca teve inúmeras chances de ficar à frente, entre elas, bola no travessão e até um gol mal anulado. 

O Grêmio só reagiu aos 29’ com Luany que perdeu cara a cara com a goleira Kaká e logo depois a equipe gaúcha acertou bola na trave. Ainda assim, o domínio era total rubro-negro. A última chance já aos 47’ sobrou nos pés de Anny mas Lorena salvou, o que parecia já ser um prenúncio das penalidades. 

A vaga à final precisou ser decidida nos pênaltis e brilhou a estrela de Lorena. A goleira defendeu a cobrança de Anny Marabá e Monalisa chutou para fora. Tchula perdeu do lado gremista, mas no fim 4 a 3 para as gurias gremistas classificadas à final da Supercopa. 

Decisão no domingo 

O Grêmio vai entrar na final da Supercopa do Brasil Feminina o Corinthians. A partida acontece no domingo (13), às 10h30, na Neo Química Arena, casa das corinthianas. 

Ficha técnica 

Flamengo: Kaká; Monalisa, Cida, Núbia (Kika Brandino) e Gisseli (Gica); Kaylane, Leidi (Rayanne), Cris (Anny Marabá) e Duda; Darlene e Maria Alves (Stella) / Técnico: Luís Andrade. 

Grêmio: Lorena; Laís, Patrícia Maldaner, Tuani (Gabizinha) e Jéssica Soares; Rafa Levis (Dani Barão), Pri Back e Caty; Laís Estevam (Dani Ortolan), Cássia (Tchula) e Luany / Técnica: Patrícia Gusmão 

Cartões Amarelos: Rayanne (Flamengo), Tchula, Dani Barão e Pri Back (Grêmio) 

Gols: Cida (Flamengo) e Jéssica Soares (Grêmio) 

Arbitragem: Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho / Assistentes: Andrea Izaura Maffra Marcelino e Beatriz Geraldini de Sousa / Quarto árbitro: Tarcizo Pinheiro Caetano 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s