Gabi Zanotti marca nos acréscimos e Corinthians é campeão da Supercopa do Brasil Feminina 2022 

Foto de Capa: @Rodrigogazzanel

Por Matheus Carvalho

A Neo Química Arena foi o palco da final da primeira edição da Supercopa do Brasil Feminina entre Corinthians e Grêmio, na manhã do domingo (13). Um jogo apertado e com gol decisivo nos acréscimos de Gabi Zanotti para o timão. As brabas corintianas enfileiram mais um título e aumentam hegemonia da equipe no futebol feminino.  

O jogo 

Os primeiros 45 minutos foram de total domínio do Corinthians. Empurradas pela torcida, as brabas causaram enorme pressão nas gurias gremistas que só lhe restavam se defender. A estratégia de sair nos contra-ataques foi praticamente inofensiva. 

O Corinthians teve chances de sobra de abrir o placar dado o volume ofensivo apresentado, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades. Se em algumas chances pecou na pontaria, em outras parou na goleira Lorena. 

Destaque para a linda jogada individual de Adriana aos 23’ que entrou na área e bateu colocado para defesa de Lorena. E aos 37 minutos após chute fraco de Tamires, a bola sobrou para Jheniffer na pequena área que chutou fraco e em cima da goleira gremista. 

Corinthians e Grêmio fizeram uma final disputada na Supercopa Feminina / Foto: Thaís Magalhães / CBF

No segundo tempo, o Grêmio começou melhor e conseguiu, em um primeiro instante, diminuir o ímpeto corintiano da primeira etapa e equilibrar a partida. Aos 18’, teve a sua primeira boa chegada na partida. Laís Estevam recebeu, dentro da área, passe de Luany, finalizou e no rebote a própria Luany chutou por cima. 

Logo em seguida, Caty em jogada individual invadiu a área e chutou cruzado para susto da goleira Paty. Só que aos poucos, o Corinthians foi novamente se sobressaindo e chegando mais perto de fazer o primeiro gol. 

Aos 22 minutos, Diany aproveitou de cabeça escanteio cobrado por Yasmin e a defesa do Grêmio tirou quase em cima da linha. Três minutos depois, Jaqueline arriscou chute forte da intermediária e a bola passou raspando a trave de Lorena. 

As equipes fizeram algumas alterações e quando o jogo se aproximava do fim do tempo regulamentar, o grito de gol foi entoado na Neo Química Arena. Diany cobrou escanteio da esquerda e Gabi Zanotti, no meio das defensoras, cabeceou no canto e marcou o gol que daria o título da Supercopa ao Corinthians aos 48 minutos. 

Gabi Zanotti (a direita), autora do gol do título / Foto: @rodrigogazzanel

A meio-campista e mais uma vez decisiva, Gabi Zanotti, falou após a partida: 

“É incrível, sempre é mais especial. Me sinto iluminada, terminamos o ano com essa casa cheia e começamos com ela cheia. Parabenizar o grupo e a gente demonstra a força do nosso grupo. Agradecer a Fiel que compareceu e fico muito feliz de fazer parte desse fortalecimento do futebol feminino.” 

Campanha 

O Corinthians conquistou a Supercopa do Brasil Feminina com 100% de aproveitamento. Venceu os três jogos e não sofreu nenhum gol. 

  • Quartas de final: 3 a 0 sobre o Palmeiras 
  • Semifinal: 2 a 0 contra o Real Brasília-DF 
  • Final: 1 a 0 no Grêmio 

Hegemonia 

Como foi a estreia da competição no calendário feminino, o Timão adiciona mais uma conquista a sua extensa galeria de troféus. Desde 2016, conquistou títulos em cinco competições diferentes: Copa do Brasil (2016), Libertadores (2017, 2019 e 2021), Campeonato Brasileiro (2018, 2020 e 2021), Campeonato Paulista (2019, 2020 e 2021) e Supercopa (2022). 

Ficha técnica 

Corinthians: Paty; Katiuscia, Tarciane, Gabi Campiolo e Yasmin; Liana Salazar (Diany), Gabi Zanotti e Tamires (Ellen); Adriana (Miriã), Jheniffer (Jaqueline) e Gabi Portilho. / Técnico: Arthur Elias 

Grêmio: Lorena; Laís Giacomel, Pati Maldaner, Tuani e Jéssica Soares; Tchula, Pri Back e Rafa Levis (Cássia); Caty, Laís Estevam (Dani Barão) e Luany (Dani Ortolan). / Técnica: Patrícia Gusmão 

Gol: Gabi Zanotti (COR), aos 48′ do segundo tempo (1-0) 

Cartões amarelos: Jéssica Soares e Caty (Grêmio) 

Arbitragem: Árbitra – Edina Alves Batista, Assistentes – Neuza Ines Back e Fabrini Bevilaqua Costa e Quarta árbitra – Marianna Nanni Batalha  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s