Brasil goleia a Bolívia e termina na liderança das Eliminatórias para a Copa de 2022 

Foto de Capa: Lucas Figueiredo/CBF

Por Lucas Furtado Isaias

O Brasil venceu a Bolívia por 4 a 0 e fechou as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 na liderança. A seleção brasileira superou a altitude e impôs dificuldades para a defesa boliviana, sobretudo na primeira etapa quando construiu a vitória com gols de Lucas Paquetá e Richarlison. Na segunda etapa, a equipe boliviana cresceu no jogo com boas chances ao gol, mas Bruno Guimarães fez um golaço de cobertura e, no final da partida, Richarlison fechou a goleada. A vitória brasileira somada ao empate da Argentina com o Equador por 1 a 1, garantiu o primeiro lugar das Eliminatórias com 45 pontos, a maior pontuação da história, superando a Argentina no qualificatório para a Copa de 2002.  

O Brasil teve mudanças na sua estratégia de jogo, sendo bem menos vertical do que em outros jogos, para driblar a altitude e conseguir a vitória na primeira etapa. A equipe boliviana, que apostava nas possibilidades de erro dos rivais, teve dificuldades em criar jogadas de perigo e construiu poucas finalizações. Com 20 min de jogo, Bruno arrancou e passou por toda a defesa adversária e deu assistência para Lucas Paquetá abrir o placar. Aos 44 minutos, Antony tentou o chute rasteiro que sobrou para Richarlison fazer o segundo gol do Brasil.  

Na segunda etapa, a Bolívia cresceu no jogo e ameaçou mais a defesa brasileira. Já com 1 minuto de período, Marcelo Moreno fez uma cobrança de escanteio e Alisson defendeu. Seis minutos depois, Moreno passou para Ramiro Vaca que chutou direto para o gol e o goleiro do Liverpool espalmou a bola para a linha de fundo. O Brasil teve poucas chances de gol, aos 20 minutos, Bruno Guimarães recebeu passe de Lucas Paquetá e fez um golaço de cobertura. Com 45 minutos, Rubén Cordano defendeu finalização de Rodygo e Richarlison aproveitou o rebote para fechar a goleada.  

Durante a segunda etapa a torcida boliviana ainda gritou “olé” para jogadas das duas equipes e protestou contra os resultados da seleção nestas Eliminatórias. O treinador César Dias já havia anunciado sua saída da equipe após o campeonato, mas houve gritos pedindo sua saída ao longo do jogo. A Bolívia terminou a competição em 9°, a frente apenas da Venezuela na classificação com 4 vitórias, 11 derrotas e 3 empates, num total de 15 pontos.  

O Brasil terá amistosos nos meses de junho e setembro como preparação para a Copa do Mundo, mas também aguarda a definição sobre a partida contra a Argentina pela sexta rodada das Eliminatórias. A partida foi suspensa após a invasão de um agente da Anvisa para retirar jogadores argentinos que não cumpriram quarentena no Brasil, regra que na época estava em vigor para quem chegava do Reino Unido ao país, e não estavam na lista de exceções determinadas pelo governo brasileiro para a dispensa do cumprimento da medida.  

O Comitê Disciplinar da FIFA determinou a realização de um novo jogo entre as duas equipes e multa para Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e para Associación del Fútbol Argentino (AFA), respectivamente de 500 e 200 mil francos suíços. A Argentina recorreu da decisão e aguarda apelação. Na Data FIFA de junho haverá um amistoso entre as duas equipes que é uma obrigação contratual da Pitch, empresa que detém os direitos comerciais do amistoso entre as duas mais consagradas seleções da América do Sul.  

Ficha Técnica: 

Bolívia: Rubén Cordano, Quinteros, Carrasco e José Sagrado; Villamíl (Ramiro Vaca), Herrera (Yesit Martínez), Villaroel (Jhon García), Chura (Franz Gonzales) e Roberto Fernández; Henry Vaca e Marcelo Moreno. Técnico: César Farias 
Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Éder Militão e Alex Telles (Guilherme Arana); Fabinho, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá (Arthur); Philippe Coutinho, Antony (Rodrygo) e Richarlison. Técnico: Tite 

Arbitragem: Árbitro – Eber Aquino (Paraguai), Assistentes – Eduardo Cardozo (Paraguai) e Milciades Saldivar (Paraguai), Quarto Árbitro – Jose Mendes (Paraguai) e VAR – Nicolas Taran (Uruguai)  

Gols: Lucas Paquetá (Brasil – 1°T/23min), Richarlison (Brasil – 1°T/44min e 2°T/45min) e Bruno Guimarães (Brasil – 2°T/20min) 

Cartão Amarelo: Henry Vaca e Ramiro Vaca (Bolívia) 

Resultados da 18ª Rodada  

Peru 2 X 0 Paraguai 

Venezuela 0 X 1 Colômbia 

Chile 0 X 2 Uruguai  

Equador 1 X 1 Argentina 

Classificação  

° País P J V E D GP GC SG 
01 Brasil 45 17 14 3 0 40 5 35 
02 Argentina 39 17 11 6 0 27 8 19 
03 Uruguai 28 18 8 4 6 22 22 0 
04 Equador 26 18 7 5 6 27 19 8 
05 Peru 24 18 7 8 3 19 22 -3 
06 Colômbia 23 18 5 8 5 20 19 1 
07 Chile 19 18 5 4 9 19 26 -7 
08 Paraguai 16 18 3 7 8 12 26 -14 
09 Bolívia 15 18 4 3 11 23 42 -19 
10 Venezuela 10 18 3 1 14 14 34 -20 

P – Pontos, J – Jogos, V – Vitórias, E – Empates, D – Derrotas, GP – Gols Pró, GC – Gols Contra e SG – Saldo de Gols  

Brasil, Argentina, Uruguai e Equador se classificaram diretamente para a próxima fase da Copa e o Peru enfrentará a repescagem internacional contra o vencedor de Austrália ou Emirados Árabes Unidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s