20 livros essenciais da Cultura Nerd que ninguém pode deixar de ler

Por: Heron Rezende
Foto por: PxHere

Pode ser uma surpresa para alguns, mas dentro do Mundo Nerd existem clássicos da literatura mundial, indo de livros de fantasia à ficção científica, passando por tecnologia e até mesmo terror, essas obras são marcos para a cultura mundial.

Então, para comemorar a Semana do Orgulho Nerd, a Redação de Dicas Culturais do Em Todo Lugar decidiu selecionar alguns livros importantes para a Cultura Geek e, quem sabe, você, caro leitor, não experimenta uma nova empreitada de leitura?

Aqui estão leituras para quem deseja se aventurar no universo nerd e que são livros que todo geek deveria ter em sua coleção.

1. O Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams

Para abrir essa ‘listinha’, começamos com O Guia do Mochileiro das Galáxias (1979), uma leitura obrigatória para qualquer Nerd e que é importante para compreender melhor o Mundo Geek. Escrito pelo mestre do humor britânico, Douglas Adams, o livro, que era originalmente um roteiro de programa de rádio, conta a história de Arthur Dent, que se vê obrigado a fugir da Terra com seu amigo Ford Prefect e viajar pelo espaço. Sendo uma paródia da nossa sociedade, o livro traz muitos questionamentos sobre nosso mundo de maneira divertida e, claro, com muita aventura e comédia.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Para os geeks, a chamada “trilogia de cinco livros” é muito importante. Inclusive, o Dia do Orgulho Nerd – comemorado no dia 25 de maio – existe essencialmente por conta dos fãs de Douglas Adams. Em 2001, duas semanas após a morte do autor, decidiram homenageá-lo de uma forma engraçada. Engrandecendo um dos elementos mais importantes e icônicos dos livros do Guia do Mochileiro, batizaram a data como o Dia da Toalha. Desde então, em todos os anos, fãs saem de suas casas exibindo uma toalha, objeto que se prova primordial na saga de ficção científica de Adams.

2. O Senhor dos Anéis – J. R. R. Tolkien

Um dos livros mais célebres e aclamados de todos os tempos, a trilogia O Senhor dos Anéis é um clássico que encanta gerações desde sua primeira publicação, em 1954. Um dos livros Nerds mais vendidos da história, a maneira detalhada com que J. R. R. Tolkien descreve seus personagens e o mundo onde vivem fez com que leitores de todo o mundo ficassem apaixonados pela obra. O livro conta a história de Frodo Bolseiro, um jovem hobbit que fica encarregado de destruir o “Um Anel”, um artefato mágico e maligno que possui poderes sobrenaturais. Frodo tem de abandonar tudo em sua vida para fazer a tarefa, mas sem antes contar com a ajuda de personagens carismáticos como os três hobbits, Sam, Merry e Pippin, o mago Gandalf, o guerreiro Aragorn, o anão Gimli e o elfo Legolas.

Imagem: Reprodução/Divulgação

A saga tem grandes adaptações como os três filmes de mesmo nome, dirigidos por Peter Jackson e produzidos pela Warner Bros, e uma futura série, feita pela Amazon Prime, que se passará antes dos acontecimentos dos livros O Senhor dos Anéis e do livro O Hobbit (1937), escrito também por Tolkien. Mesmo para quem assistiu os filmes, vale a pena ler os livros para mergulhar mais a fundo nesse universo e apreciar os detalhes da obra.

3. Eu, Robô – Isaac Asimov

Imagem: Reprodução/Divulgação

Escrito por Isaac Asimov, Eu, Robô é considerado um clássico e um marco na ficção científica. Esse livro é uma coletânea de nove contos, interligados pela Dra. Susan Calvin, que apresenta seus relatos sobre a evolução dos autônomos. Nesta obra, publicada em 1950, Asimov traz um olhar totalmente novo sobre as máquinas e apresenta as famosas Leis da Robótica, princípios que regem o comportamento dos robôs durante toda sua trajetória como autor. O livro serve de inspiração para muitas outras obras. Vale a pena a leitura!

4. Duna – Frank Herbert

Lançado em 1965, Duna é o livro de ficção científica mais vendido da história. Escrita por Frank Herbert, escritor e jornalista norte-americano, essa célebre obra se passa em um futuro distante, no qual a humanidade se dividiu em impérios intergaláticos e feudos planetários são controlados por Casas nobres que devem aliança e lealdade à casta imperial da Casa Corrino, a mais importante delas. O conflito do livro gira em torno da disputa pela especiaria Melange, uma substância que é capaz de proporcionar a viagem interplanetária.

A história do livro foca em Paul Atreides, herdeiro de Duque Leto Atreides e da respectiva Casa Atreides, na ocasião da transferência de sua família para o planeta Arrakis, a única fonte no universo da especiaria. A obra explora as relações entre política, religião, ecologia, tecnologia, além do conflito entre as Casas nobres pelo controle da Melange e o destino de Paul, sua família, seu novo planeta e seus habitantes nativos, os “fremen”.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Herbert admitia abertamente que a obra era uma crítica à Guerra Fria e à disputa desenfreada pelo petróleo. O livro faz ainda, críticas à destruição de recursos naturais, ao autoritarismo e ao demagogismo. Duna é o primeiro volume da série e contém as sequências: O Messias de Duna (1969); Os Filhos de Duna (1976); O Imperador-Deus de Duna (1981); Os Hereges de Duna (1984) e As Herdeiras de Duna (1985). A obra teve adaptações para os cinemas em 1984, por David Lynch e em 2021, dessa vez dirigido por Denis Villeneuve, que tem expectativa para uma continuação, com possível lançamento em 2023.

5. Neuromancer – William Gibson

‘Neuromancer’, escrito em 1984 por William Gibson, é considerado um clássico da ficção científica moderna e a obra precursora do movimento cyberpunk. O livro aborda inteligência artificial avançada, ciberespaço e consegue, de forma muitas vezes precisa, prever a relação de seres humanos com a tecnologia.

Imagem: Reprodução/Divulgação

A história gira em torno de Case, um cowboy do espaço e hacker da Matrix, que após tentar enganar seus patrões, recebe como punição uma toxina em seu sistema nervoso que o impede de entrar no mundo virtual. Agora, Case tem que cometer pequenos crimes para sobreviver, e em uma dessas situações acaba se envolvendo em uma jornada que muda para sempre sua percepção da realidade. O romance que inspirou filmes como Blade Runner (1982) e Matrix (1999) permanece muito atual e é uma leitura essencial para todo nerd e para os amantes de ficção científica.

6. 2001: Uma Odisseia no Espaço – Arthur C. Clarke

Escrito por Arthur C. Clarke, 2001: Uma odisseia no Espaço foi lançado em 1968, mesmo ano de sua adaptação cinematográfica homônima, dirigida por Stanley Kubrick. O livro foi realizado em conjunto ao longa, porém só foi publicado após seu lançamento nos cinemas.

Imagem: Reprodução/Divulgação

A obra traz uma narrativa que lida com existencialismo, inteligência artificial, tecnologia, evolução humana e vida extraterrestre, e é um dos maiores clássicos da ficção científica mundial. O livro também conta com três sequências, 2010: Uma Odisseia no Espaço II (1982), que foi adaptada para o cinema em 1984, 2031 (1987) e 3001: A última Odisseia (1997).

7. 1984 – George Orwell

Talvez seja a leitura mais imprescindível dessa lista, tanto para quem gosta de ler sobre ficção e distopias, quanto para quem curte política. Escrito pelo jornalista e ensaísta político George Orwell, é considerado um clássico moderno e um dos livros mais importantes e influentes do século XX. O livro, lançado em 1949, fala de um futuro pós Segunda Guerra Mundial, mais especificamente em 1984, em que o mundo foi dividido em novos países com governos autoritários.

A trama se passa no continente ficcional de Oceania e acompanha a história de Winston Smith, membro do partido Externo que possui como líder e símbolo o Grande Irmão (Big Brother). Em Oceania todos são vigiados, pessoas com relevância são controladas e as liberdades individuais são consideradas crimes.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Winston acaba se rebelando contra a sociedade ditatorial em que vive e em seu anseio por liberdade e pela verdade, arrisca sua vida se envolvendo com uma organização revolucionária secreta.

8. Fahrenheit 451 – Ray Bradbury 

Publicado em 1953 e escrito pelo autor norte-americano Ray Bradbury, o romance de ficção científica mostra uma sociedade distópica na qual foi instaurada uma política e os bombeiros são encarregados de queimar livros, uma cultura contra o pensamento crítico, independente do indivíduo. Assim como 1984, a obra é considerada um clássico moderno, contendo críticas ao autoritarismo e a negação ao conhecimento. Tais elementos muito presentes no nazismo e em outros regimes da década de 1930 e 1940, e que moldaram a década de 1950 no pós-Segunda Guerra, com muita censura à época.

Imagem: Reprodução/Divulgação

A narrativa foca no bombeiro Guy Montag, cujo trabalho é incendiar livros. Ele faz parte de uma corporação de agentes do Estado que vigiam, fiscalizam e destroem livros, pois esses objetos são vistos como prejudiciais aos cidadãos, deixando-os descontentes e improdutivos.

O romance possui duas adaptações feitas para o cinema, uma lançada em 1966, com direção de François Truffaut, e outra em 2018, dirigida por Ramin Bahrani.

9. Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley

Considerada, junto com 1984 e Fahrenheit 451, uma das três distopias literárias mais importantes do século XX, Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley é atemporal. Lançado em 1932, o romance se passa em uma Londres futurista, no ano de 2540 (632 DF – “Depois de Ford” – como é chamado no livro), e fala sobre a combinação da evolução em tecnologia reprodutiva, condicionamento clássico, hipnopedia – tentativa de transferir informações a alguém durante o sono – e manipulação psicológica que mudam a sociedade por completo.

A obra mostra um mundo em que seus habitantes são pré-condicionados biologicamente e psicologicamente para viver em harmonia com as leis e com um sistema de castas. A ordem é o objetivo principal dessa sociedade, mesmo que para isso precise apagar a consciência crítica e a individualidade dos seus cidadãos.

Imagem: Reprodução/Divulgação

A história acompanha a trajetória de Bernard Marx, que se sente insatisfeito com a sociedade em que vive por ser considerado diferente dos membros de sua casta. Em uma viagem a uma reserva primitiva, um local onde pessoas vivem nos moldes do passado – semelhantes às reservas indígenas atuais –, Bernard encontra Linda, uma mulher banida da sociedade civilizada por estar grávida. Com a chegada de John, filho de Linda, ao mundo, Marx vê uma chance de ganhar respeito social, apresentando a criança a qual chama de “selvagem” ao “mundo novo”. John e Bernard acabam sendo vistos como aberrações naquela sociedade e também como uma ameaça à ordem estabelecida.

10. Contato – Carl Sagan

Escrito pelo astrofísico Carl Sagan e publicado em 1985, o livro de ficção científica conta a história de Ellie Arroway, uma cientista que passa a vida estudando o espaço a fim de procurar sinais de vida inteligente fora da Terra. Além da falta de verba, a protagonista tem que enfrentar a ridicularização que ocorre por parte de outros cientistas devido a excentricidade de seu trabalho. Depois de anos vasculhando a imensidão do espaço, o impossível parece acontecer. Ellie consegue um sinal estável e forte vindo da Estrela Vega. Uma mensagem que possui um padrão e que os ruídos são diferentes de todos os conhecidos pela humanidade.

Imagem: Reprodução/Divulgação

O livro possui diversos interesses que Sagan nutriu durante sua vida, principalmente, o contato com extraterrestres, além de ser muito baseado em sua própria carreira. Sendo assim, o livro é uma defesa da ciência e uma crítica à falta de financiamento e fundos para pesquisas. Uma das ideias principais do livro é a de que a ciência e a razão também podem ser meios através dos quais uma pessoa pode experimentar um fascínio sobre o universo que geralmente é associado exclusivamente à religião e à fé.

11. Jogos Vorazes – Suzanne Collins

Essa obra, lançada em 2011 e escrita por Suzanne Collins, narra um futuro distópico no qual uma nação totalitarista chamada Panem, se ergueu após a destruição dos Estados Unidos. O país fictício é dividido em 12 distritos, além da capital, e todo ano dois jovens de cada um dos distritos são escolhidos para participarem dos Jogos Vorazes, que é ao mesmo tempo um entretenimento desumano e uma retribuição à uma rebelião ocorrida no passado.

Imagem: Reprodução/Divulgação

O enredo conta a história de Katniss Everdeen, uma garota de 16 anos que decide participar dos jogos vorazes para poupar sua irmã mais nova, o que causa grande comoção no país. Katniss tem que contar com suas habilidades de caça para sobreviver aos jogos. A autora se inspira no mito grego, Teseu e o Minotauro, e em diversos elementos de clássicos da ficção científica, além de fazer uma crítica à sociedade do espetáculo dos dias de hoje.

A série possui quatro livros. Fato curioso é que logo após o lançamento do primeiro livro, a obra teve uma adaptação para o cinema. Atualmente, há uma previsão para a saga ganhar mais um filme nas telonas, ainda sem data de lançamento, e que irá se basear no último livro publicado, A Cantiga de Pássaros e de Serpentes (2020) – uma obra prequela, ou seja, com eventos que se passam antes dos livros originais.

12. Percy Jackson – Rick Riordan 

Leitura imperdível para quem ama mitologia grega e fantasia, a série Percy Jackson ou Percy Jackson & os Olimpianos, escrita por Rick Riordan, é composta de cinco livros, com o primeiro volume lançado em 2005. A obra descreve a mitologia grega no século XXI. O enredo gira em torno de Percy Jackson, um garoto de 12 anos que descobre ser um semideus, filho do deus dos mares, Poseidon. No primeiro livro da saga, O Ladrão de Raios, Percy é o principal suspeito de ter roubado o poderoso raio de Zeus, rei do Monte Olimpo, e para restaurar a paz, o menino, junto de seus amigos, deve encontrar o verdadeiro ladrão, e para isso enfrentam muitas criaturas do panteão grego. 

Imagem: Reprodução/Divulgação

A saga Percy Jackson, teve dois filmes adaptados para as telonas e logo terá uma série, desenvolvida para o Disney+, e que promete entregar um trabalho fiel à obra original de Riordan. 

13. Harry Potter – J. K. Rowling

Imagem: Reprodução/Divulgação

A saga Harry Potter, escrita pela autora britânica J. K. Rowling, conta a história de um garoto que descobre, no dia de seu aniversário de 11 anos, que é filho órfão de bruxos, além de possuir poderes mágicos. O garoto vai para a escola de magia e bruxaria, Hogwarts, onde encontra diversos personagens intrigantes e muitas aventuras perigosas. Tendo seu primeiro livro lançado em 1997, a saga é dividida em 7 volumes e foi adaptada para o cinema em 8 filmes. Harry Potter é uma leitura agradável para quem gosta de temas como fantasia e magia.  

14. Viagem ao Centro da Terra – Júlio Verne 

Uma leitura clássica e encantadora, Viagem ao Centro da Terra, publicada em 1864 e escrita por Júlio Verne, conta a história de três personagens: o professor Lidenbrock, seu sobrinho Axel e a sua discípula Graüben. Lidenbrock encontra uma passagem sob um vulcão adormecido na Islândia e, a partir dela, entra em uma fantástica jornada rumo ao coração do planeta.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Acompanhamos a narrativa através da narração feita por Axel quase que em forma de diários. Essa obra é repleta de criatividade, descobertas e traz muitos conhecimentos científicos da época, mesmo se tratando de uma obra de fantasia.  

15. A Máquina do Tempo – H. G. Wells

Imagem: Reprodução/Divulgação

Este livro clássico de H. G. Wells, publicado em 1895, traz a primeira história a falar sobre viagem temporal, apesar do tema praticamente sempre ter rondado a ciência formal. O protagonista, que é chamado apenas de “viajante temporal”, cria uma máquina do tempo e viaja para 800 mil anos no futuro. Para surpresa do viajante, a desigualdade social evoluiu tanto quanto a raça humana, que acaba se dividindo entre os Eloi e os Morlocks. Os Eloi são pequenas criaturas que vivem em um mundo paradisíaco de pura paz, enquanto os Morlocks são criaturas brutais, de olhos enormes, brilhantes, e pelagem alva, que vivem no subterrâneo e se tornam predadores dos Eloi, devorando-os. 

16. It: A coisa – Stephen King 

It, a coisa é considerado o livro definitivo do mestre do terror, Stephen King. Apesar do apelido – basicamente, um trocadilho -, é considerado um dos autores mais versáteis da atualidade. Sobretudo, nessa obra, pode-se notar a versatilidade de King, pois o livro mistura terror, fantasia e história, além de abordar discussões da moralidade humana, traumas de infância que afetam a vida adulta e a superação de desafios por meio da confiança e de sacrifícios.

O romance gira em torno de um grupo de pré-adolescentes que enfrentam uma criatura que elas acabam chamando apenas de A Coisa, um monstro de outra dimensão que explora os medos de suas vítimas e que aparece na forma do palhaço Pennywise. A trama é contada em narrativas alternadas entre dois períodos, desenvolvendo o grupo não só em sua fase infantil, mas também quando adultos. E mostra como o medo afeta o ser humano em diferentes estágios da vida. 

Imagem: Reprodução/Divulgação

O livro tem três adaptações. Um filme para a televisão lançado em 1990 e outros dois filmes, lançados no cinema em 2017 e 2019, sendo esses dois últimos continuações diretas um do outro. Diferente do livro, que conta a história de forma alternada entre o passado e o presente, os longas recentes focam primeiro na infância dos personagens no primeiro filme e no segundo em suas fases adultas. Os filmes fizeram muito sucesso, criando novos fãs da obra e do autor Stephen King em todo mundo. 

17. Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas? (Blade Runner) – Philip K. Dick 

Romance de ficção científica de Philip K. Dick, publicado em 1968, Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas?, é uma das obras mais aclamadas pelos geeks e serviu de inspiração para o filme Blade Runner de 1982, dirigido por Ridley Scott. A história se passa em um mundo devastado após uma guerra nuclear e narra a crise de moralidade de Rick Deckard, um caçador de replicantes, uma espécie de andróide mais próximo de um clone humano do que de um robô, em uma São Francisco coberta por poeira radioativa e parcialmente abandonada.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Deckard tem o desejo de substituir sua ovelha de estimação robótica por um animal de verdade, porém isso vai além de sua situação financeira. Ele vê uma oportunidade de realizar o sonho ao ser convocado para um novo trabalho: encontrar e eliminar seis replicantes que assassinaram seus mestres e estão foragidos. A história aborda questões filosóficas sobre a natureza da vida, da tecnologia, da religião e do que é ser humano. 

18. As Crônicas de Gelo e Fogo (Game of Thrones) – George R. R. Martin 

As Crônicas de Gelo e Fogo, saga que se popularizou pela série de TV Game of Thrones, se passa em um cenário medieval e conta a história da batalha entre diversas famílias pelos Sete Reinos de Westeros, continente fictício onde a trama se passa. Acompanhamos na história, pontos de vista de personagens diferentes, que muitas vezes estão de lados completamente opostos, o que torna a trama muito intrigante.

Imagem: Reprodução/Divulgação

O enredo é cheio de tragédias, guerras, elementos sobrenaturais, mistérios e política, que fazem com que esse mundo criado pelo autor George R R. Martin seja imensamente rico e tenha conquistado uma legião de fãs pelo mundo. Esses livros são ótimos para quem ama histórias medievais e quer começar a adentrar o mundo Nerd. 

19. The Witcher – Andrzej Sapkowski 

Criado pelo escritor polonês Andrzej Sapkowski, o livro O Último Desejo (1993), primeiro da saga, é um conjunto de contos de fantasia lançados pelo autor nos anos 1980, e conta a história de Geralt de Rívia, um dos poucos bruxos que restaram no mundo, e suas aventuras. Geralt, que mata criaturas e realiza outros trabalhos em troca de dinheiro, tenta encontrar seu lugar no mundo, tendo que enfrentar tanto as criaturas fantásticas que existem nesse universo quanto o preconceito das pessoas pelo fato de ser um bruxo.

O livro teve adaptações para os games e para a televisão, sendo essa última realizada pela Netflix em 2019, com estrelato de Henry Cavill – ator que interpreta o Superman nos últimos filmes da DC Comics -, e está atualmente em sua segunda temporada. Tudo nesse universo é tão cheio de fantasia e tem personagens tão interessantes que não poderia ficar de fora dessa lista. 

20. Fundação – Isaac Asimov  

Por último, mas de modo algum menos importante, Fundação, de Isaac Asimov, autor que aparece nessa lista novamente por ser considerado um dos maiores autores de ficção científica e um dos mais amados pelos geeks. Publicado pela primeira vez em 1942, Fundação, e suas sequências, narram o declínio do Império Galáctico humano, colapso que mergulharia a galáxia em uma nova Idade das Trevas. Hari Seldon, um psico-historiador – mistura de sociólogo com matemático –, consegue prever o acontecimento e decide criar a Fundação, um local que reunirá todo o conhecimento da humanidade e irá amenizar o estado de barbárie.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Tomando de inspiração a queda do Império Romano, Asimov faz uma defesa da ciência e do conhecimento. O livro tem duas sequências escritas pelo autor, Fundação e Império (1952) e Segunda Fundação (1953), e também se estende para além da trilogia com livros escritos por outros autores: Limites da fundação (1982) e Fundação e Terra (1986). A obra foi adaptada para uma série de televisão, lançada em 2021 no serviço de streaming Apple TV+. 

Conclusão

O mundo geek está crescendo mais a cada ano, com filmes, livros, séries e games que contam histórias diversas, com muitos personagens cativantes e com universos ricos.  

Antigamente era insulto ser chamado de Nerd, hoje é algo que a maioria das pessoas não ligam de serem chamadas ou são sem perceber, pois as histórias e os personagens desse universo estão se tornando cada vez mais presentes e importantes na Cultura Pop.  

Portanto, se ajeite na cadeira, pegue sua toalha, uma boa xícara de café – ou chá, se preferir – e avance nas leituras, pois sua aventura está longe de terminar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s