Em dominante performance defensiva, Boston vence jogo 4 e empata a série   

Jayson Tatum liderou a equipe com 31 pontos   

Foto de Capa: Twitter NBA  

Por Raphael Matheus 

Sob liderança de Jayson Tatum, o Boston Celtics venceu o Miami Heat pelo placar de 102-82 e empatou a série em 2-2. Nesses playoffs, o camisa 0 tem 32.6 pontos por jogo de média em partidas vindo de uma derrota (maior média registrada na história da franquia em uma única pós-temporada, ultrapassando nomes como Larry Bird e John Havlicek) e demonstrou, no jogo 4, alta intensidade contra a defesa de Miami, o que é observado por seus números na linha do lance livre (14 conversões em 16 tentativas). O astro foi agressivo desde o início da partida e terminou com 31 pontos, 8 rebotes e 5 assistências.  

 Os pontos vindos da linha do lance livre foram muito influentes no resultado. Boston teve 38 tentativas para 32 acertos, enquanto os visitantes converteram apenas 8 de 14, o que demonstra uma clara diferença de abordagem que as equipes tiveram para a partida. Apesar do baixo aproveitamento em arremessos (39.7% nos de quadra, enquanto 23% para três pontos), os Celtics demonstraram maior nível de agressividade que os jogadores de Miami, ilustrado pela performance dos titulares da equipe visitante (apenas 18 pontos registrados entre todo o quinteto titular). Em confrontos de Playoffs, a fisicalidade apresentada pelos jogadores é fundamental para realizar jogadas tanto defensivas quanto ofensivas. O fato de Miami lidar com lesões entre alguns de seus principais jogadores, como Jimmy Butler, Kyle Lowry e Tyler Herro, faz questionar a capacidade da equipe apresentar alto nível de rendimento nas partidas remanescentes da série.  

O Boston Celtics também demonstrou porque é considerado uma das melhores equipes defensivas da NBA, segurando Miami para somente 82 pontos no duelo. As atuações de Al Horford (5 pontos, 13 rebotes, 3 assistências, 4 roubos de bola, além de +33 de plus minus – saldo de pontos marcados e sofridos pela equipe enquanto o jogador esteve em quadra) e Robert Williams (12 pontos, 9 rebotes e 2 tocos em 18 minutos de ação) se destacaram entre as demais pela forma que contribuíram para o controle do garrafão tanto na defesa (60-39 para Boston em rebotes, 46 desses defensivos), quanto no ataque (38-28 de vantagem em pontos próximos a cesta). Além disso, ambos os jogadores destacados foram responsáveis pela marcação de 24 arremessos realizados por atletas de Miami, desses somente 5 foram convertidos, totalizando 21% de aproveitamento e demonstrando o enorme impacto que a dupla de pivôs titular dos Celtics teve na partida.  

Para os jogos restantes da série, a saúde dos principais jogadores de Miami será a principal questão a ser observada. Apesar das vitórias por grande margem de diferença e as enormes lideranças registradas ao longo das partidas, ambas as equipes sabem da importância de vencer um jogo 5 (decisivo para o andamento da série, especialmente quando a mesma se encontra empatada em 2-2) e é de se esperar alta intensidade para o próximo confronto. Embora Boston tenha mais jogadores em bom estado físico, Miami atuará em casa e precisa dar uma resposta ao seu torcedor depois da performance ruim no jogo 4, indicando todos os componentes necessários para uma grande partida no dia 25/05, às 21h30, com transmissão dos canais ESPN.   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s