Palestras FACHA aborda o impacto positivo que o trabalho remoto traz para o marketing digital  

Foto de Capa: Reprodução  

Por Lucas Furtado Isaias 

O Palestras FACHA abordou um dos assuntos mais comentados no mundo corporativo nos últimos meses: o trabalho remoto. Desde o começo da pandemia com as empresas sendo forçadas a realizar os seus trabalhos em casa, esta forma ganhou adeptos e, mesmo após a retomada da vida presencial, algumas empresas decidiram manter o esquema de maneira permanente trazendo diversos impactos para a economia e sociedade. Os impactos sociais positivos no marketing digital foram o tema da mesa liderada pelo professor Gilberto Garcia, com o sócio-diretor da Agência Métrica Derick Lemos e o publicitário Marcelo Silva, que retornou à instituição após 49 anos e onde foi professor até 1973.  

A Métrica é uma agência que já trabalhou com mais de 250 clientes, sobretudo na área de entretenimento. Derick trabalha na empresa desde 2005, mas em 2008 a comprou e passou a ser sócio-diretor. A Métrica trabalha com apoio a marketing digital, mídias digitais e cuidando do conteúdo de sites.  

Desde março de 2020, a companhia trabalha integralmente de maneira remota, mas antes metade dos funcionários já fazia suas atividades longe dos escritórios. Atualmente, a Métrica conta com cerca de 20 funcionários. Desde então, Derick trabalha em sua casa na cidade de Baependi, localizada no sul de Minas Gerais.  

Derick comentou que quando fechou o escritório e migrou para o formato remoto, teve incertezas sobre como os clientes aceitariam a ideia e se funcionaria um modelo 100% remoto. Entretanto, destacou que todos aceitaram naturalmente a decisão da Métrica. A agência, segundo o gestor, está em seu melhor momento com recordes nos últimos dois anos.  

“O futuro do trabalho em muitas coisas será substituído pelo computador. Então, ou o ser humano valoriza o que há e só ele pode ter ou o computador vai passar por cima se for uma pessoa que só executa tarefas repetitivas. As pessoas da nossa equipe têm que ter uma autogestão para trabalhar com a gente”, comentou.  

Marcelo acrescentou que o momento é de buscar ser ainda mais criativo e fazer coisas que as máquinas não conseguem fazer. Ele destacou que computadores “tem memória, mas não tem intuição”. O publicitário lembrou da evolução das comunicações ao longo da história para mostrar que a intuição pode fazer a diferença. 

Derick apresentou casos de sucesso que a Métrica teve ao longo dos últimos 14 anos e entrelaçou com o histórico do avanço do marketing. Na sessão de perguntas, ele lembrou da maior estratégia que a agência fez: a caneca do grupo Molejo. O lançamento foi em meio ao auge do grupo com a ligação da música “Dança da Vassoura” e o curling, esporte que fez sucesso com os brasileiros nos Jogos Olímpicos de Inverno. O fenômeno fez com que a agência fizesse uma proposta ao grupo para abrir uma loja online. Inicialmente, a banda estava reticente da ideia, mas a agência propôs vender todo o estoque e se não desse certo iria encerrar o projeto ou deixar a decisão de sua manutenção para a banda. No primeiro mês a loja fez muito sucesso e o grupo decidiu seguir com a loja.  

Publicitário Marcelo Lemos no evento sobre os impactos sociais positivos no trabalho remoto. Foto: Reprodução 

Você pode assistir o evento na íntegra aqui: 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s