UFC 279: Em semana caótica, Nate Diaz finaliza Tony Ferguson e diz adeus ao Ultimate

Após troca de oponente no dia anterior, “Bad Boy de Stockton” encerra seu contrato com Ultimate e mira mudar de esporte

Por Lucas Santos

O UFC 279, realizado no sábado, foi marcado por caos e controvérsia. Após uma briga generalizada entre equipes de diversos atletas, a coletiva de imprensa em Las Vegas teve de ser cancelada. No dia seguinte, o checheno Khamzat Chimaev subiu na balança quase 4 quilos acima da marca e forçou uma mudança na programação do evento. Com isso, seu oponente, o popular lutador de Stockton, Califórnia, Nate Diaz, que estava na última luta do contrato, acabou emparelhado com o ex-campeão interino dos leves Tony “El Cucuy” Ferguson, que vinha de quatro derrotas seguidas. 

Juntos, ambos entregaram a luta folclórica que os fãs tanto sonhavam. Embora longe do auge, o encaixe entre o estilo pouco ortodoxo de Ferguson e a provocação constante de Diaz rendeu entretenimento puro na T-Mobile Arena. Desde o início, Tony trabalhava os chutes na panturrilha, um notório ponto fraco do oponente. Nate, entretanto, tirava o foco da luta ao andar pelo octógono, se debruçar na grade e conversar com o presidente da organização Dana White. Contudo, seu boxe era bem mais preciso do que as ocasionais cotovelas giratórias do “El Cucuy”. 

Já no terceiro assalto, Tony aparentava desacelerar, vítima de seus 38 anos e uma longa lista de guerras travadas na carreira que vem cobrando seu preço nas últimas aparições. Nate explorava a queda de ritmo, encaixando mais combinações de socos que forçavam o rival a se esgueirar pelo octógono. No intervalo, a equipe de Ferguson sugeriu tentar a queda. Entretanto, na primeira tentativa, Nate agarrou o pescoço do oponente e encaixou uma finalização aos 2:09 do quarto assalto, ironicamente o código postal de sua cidade, Stockton.

Diaz finaliza Ferguson – Getty Images

Em entrevista pós-luta, Diaz disse que quer sair do UFC, e agora irá dominar outro esporte: “Só vim para cumprir meu contrato. Eu sei que foi uma relação de amor e ódio desde o dia que entrei nessa organização, mas eu amo o UFC. Eu quero agradecer ao Dana White, Lorenzo Fertitta e ao Hunter Campbell por terem me dado essa plataforma por tanto tempo. Mas eu quero sair um pouco de cena, e dominar um outro esporte, como o Conor McGregor não fez”. 

Já Ferguson agradeceu o carinho dos fãs e disse que vai corrigir seus erros: “Somos duas lendas e entregamos a super luta que vocês queriam. Foram quatro rounds de puro massacre. Aconteceu em cima da hora, gostaria de um aviso maior, mas vou voltar, só preciso corrigir uns erros”. 

Entrevista de Nate Diaz – Reprodução/YouTube 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s